Pauta #cbnsp: Buracos, Santos e remédios

 

Buraco na Oscar Freire

O buraco já estava em construção há algum tempo, provocado por vazamento em tubulação da Sabesp, mas apenas de ontem para hoje é que ele resolveu se mostrar ao público e causou transtorno para pedestres e motoristas que precisavam passar na esquina da Oscar Freire com a Rebouça. De tão grande, alguns preferiram chamá-lo de cratera. Ouça a reportagem de Cátia Toffoletto

O que o buraco da Oscar Freire não sabia é que a fama dele seria fugaz. A imprensa que desde cedo abria seus telejornais matinais com entradas ao vivo da Oscar Freire logo passou a chamar atenção para outro buraco que também atrapalhou o paulistano, no viaduto Jabaquara. A Cátia também esteve por lá.

Esquina do Esporte – A derrota para o Corinthians expôs problemas de relacionamento entre jogadores e técnico do Santos, no Campeonato Brasileiro. Deva Pascovicci e Marcelo Gomes concordaram que o time foi mal escalado por Dorival Junior. Ouça o que eles disseram do clássico.

Medicina (i)legal –
Quase metade dos médicos receita remédios sugeridos por laboratórios farmacêuticos e a imensa maioria aceita brindes da indústria, segundo pesquisa feita pelo Cremesp, Conselho Regional de Medicina de São Paulo. Acompanhe a entrevista com Reinaldo Ayer, do Cremesp, que fala sobre as implicância éticas nesta relação entre médico e laboratórios.

Cidade Limpa –
São Paulo será destaque nesta semana na Expo World de Xangai 2010 com um dia inteiro dedicado a atrações e discussões sobre a cidade que participa deste encontro com o projeto Cidade Limpa. A diretora da Emurb Regina Monteiro conversou com a gente sobre o assunto.

Buracos imaginários para assustar apressadinhos

&nbsp

Falso buraco

Para obrigar motorista apressado a tirar o pé do acelerador, o artista espalhou imagens de crateras na pista. O ouvinte-internauta Raul Rizato que enviou as fotos encontradas na internet acredita serem as simulações de buracos substitutos das lombadas eletrônicas. Mas para que buracos imaginários em nosso caminho se temos tantos reais a atrapalhar o trânsito ?

Pauta do dia no #cbnsp

 

Buraco na Marginal

Próximo da Ponte das Bandeiras, na pista local da Marginal Tietê que vai em direção a rodovia Castello Branco, em São Paulo. Este é local da cratera aberta nesta madrugada que engoliu dois carros. Os dois foram tirados com “vida” do local, mas um teve a suspensão quebrada. A causa do incidente seria a “idade” da Marginal, segundo técnicos que estavam no local. Construído na várzea do rio, o terreno aos poucos é levado pela água e surge o solapamento. Resultado: 14 quilômetros de congestionamento na Marginal.

Outros assuntos do CBN SP:

Transparência – Apenas oito das 31 subprefeituras cumprem a Lei da Transparência, em vigor desde 2005, em São Paulo, que obriga a publicação do Orçamento no saguão do órgão. A Câmara Municipal também cumpre a lei. Acompanhe a entrevista com o coordenador do Movimento Nossa São Paulo Oded Grajew

Lei do Barulho – A fiscalização do silêncio urbano ficará prejudicada mas a prefeitura ainda não decidiu se pretende encaminhar a nova lei para a Câmara Municipal, após a aprovação da lei do barulho. A informação é do secretário das Subprefeituras Ronaldo Camargo que anunciou, ainda, que todos os subprefeitos serão cobrados para cumprir a Lei da Transparência. Ouça a entrevista.

Cidade Limpa – O prefeito Emídio de Souza, de Osasco, acredita que até o meio do ano a Lei Cidade Limpa será aprovada na cidade. A restrição aos outdoors será apenas na região central de Osasco, na Região Metropolitana. O prefeito Emídio de Souza (PT) explica como quer implantar a lei Cidade Limpa na cidade.

Esquina do Esporte – O São Paulo mostrou maturidade na vitória por 3 a 0 contra o Nacional do Paraguai. A definição das quartas-de-final da Copa dos Campeões na Europa e do Paulista, no fim de semana, também foram assuntos na conversa com Marcelo Gomens que você ouve aqui

Noite Paulistana – B.B.King e Paulinho da Viola são atrações na agenda cultural de São Paulo. Acompanhe as indicações de Janaína Barros.

Buracos viram arte no Canadá

 

Montagem de fotos de buraco

Um buraco pode ser muito mais do que um simples buraco quando a criatividade é explorada ao máximo. E o bom humor, também. É o que fazem os artistas canadenses Claudia Ficca e Davide Luciano ao forjarem situações inusitadas pelas ruas da cidade. Em uma foto, a moça lava roupa, na outra o rapaz se prepara para o mergulho, enquanto na terceira as meninas parecem estar em um spa.

Como criatividade e buraco não faltam na vida do paulistano, veja a galeria de imagens com o trabalho dos artistas no Canadá e coloque a sua cabeça a funcionar.

Burako e Burekas !

 

Por Luis Fernando Gallo

Sábado 31.10 fui ao bairro do Bom Retiro, zona central da cidade, buscar umas Burekas. Enquanto esperava pela minha encomenda, percebi varias pessoas comentando sobre um imenso “burako”bem na esquina da rua da Graça com Três Rios. Para minha surpresa o “burako” havia sido “consertado” e o entulho que era usado para sinalização do perigo foi retirado e usado para “decoração” do jardim ao lado.

A gente pode entender que as chuvas estão (estavam) sendo implacáveis, mas esse serviço de “tapa-burakos” simplesmente é ridículo. O transtorno e perigo continuam por lá e por que não se recolhe a sujeira feita pelo “cervisso” ? Esses procedimentos tem de ser reavaliados. É nosso dinheiro indo para o “burako”.

Pra quem quiser conhecer o Burako ou as Burekas (salgado folhado da Bulgaria) é só dar uma passadinha lá na rua Silva Pinto, 356, a 50 metros do já famoso Burako.

Se ninguém faz, ela faz

 

O nome não se sabe, mas a consciência que ela tem do seu papel na sociedade fica evidente no flagrante feito por Devanir Amâncio da ONG EducaSP, colaborador do Blog do Mílton Jung. Essa mulher preocupada com o risco provocado pelo enorme buraco na avenida Nove de Julho decidiu fazer o que as autoridades esquecem. Com alguns pedaços de pau e papelão sinalizou o enorme buraco, perigo para pedestres e motoristas. Simples como seu ato, explicou a atitude: “É para evitar acidente”.

Buracos da Cidade: A rua que cai

 

A rua que cai

E tantos moradores reclamando de buraco no meio do caminho. Os da rua João Mirandola, em Parelheiros, tem um problema um pouco maior. Bem maior, aliás. A rua desmoronou sábado passado e a cada dia que passa cede um pouco mais. A intervenção feita até o momento, segundo o ouvinte-internauta Sérgio Farah, foi a colocação de cones para alertar os pedestres e motoristas. Até agora, os moradores esperam uma resposta da Subprefeitura de Parelheiros sobre que procedimento será adotado.

Buracos da Cidade: Tá no lixo

 

Buraco na São Paulo

 

 

O caminhão de lixo da empresa Loga não escapou da fome dos buracos nas rua São Paulo, centro da capital. Pesado com a sujeira jogada fora pelo paulistano, fez o piso de asfalto ceder. Uma das rodas traseira foi engolida pela cratera que se abriu e uma da frente ficou suspensa, impedindo que o motorista tirasse o caminhão do local. Com o flagrante foi feito pelo ouvinte-internauta Alessandro Marques, este é o terceiro caso que mostramos no Blog do Mílton Jung, em menos de uma semana, de carro que fica preso no buraco.

Sabesp vai pagar prejuízo de carro que caiu no buraco

 

Carro engolino por buraco Gabriel

A Sabesp avisou, em nota, que vai ressarcir os prejuízos materiais da motorista do carro que caiu em um buraco na alameda Gabriel Monteiro da Silva, próximo da avenida Rebouças, na noite de segunda-feira, conforme denunciado no Blog do Milton Jung.

Marcela Ayala da Fonseca passava pelo local às 6h40 da tarde quando ficou presa em um congestionamento no acesso da Gabriel para a Rebouças. O piso cedeu e o carro dela foi “sugado” para o buraco. A Sabesp havia prometido fazer contato ainda nesta terça-feira com a ouvinte-internauta.

Leia a nota enviada pela empresa:

A Sabesp lamenta o ocorrido. No local foi realizado o conserto de um coletor de esgoto. As obras haviam sido concluídas há alguns dias, quando foi fechada a vala e feita a base de concreto, restando apenas a capa asfáltica. Com as fortes chuvas, porém, a base de concreto cedeu cerca de 30 cm. Uma equipe da Sabesp trabalha, neste momento, no local.

A Sabesp entrará em contato com a proprietária do automóvel e irá ressarci-la de eventuais danos que tenham ocorrido com o veículo.

Buracos da Cidade: Eu não disse !?

 

Carro é engolido em cratera da Gabriel

Eu avisei. Fui irônico, mas avisei. O buraco no ínicio da alameda Gabriel Monteiro da Siva, onde ela se aproxima da avenida Rebouças, começou com uma rachadura há algumas semanas, foi crescendo como menino faceiro e deixando suas marcas nos pneus dos carros. De traquinagem em traquinagem, virou gente grande e, na manhã de segunda-feira, ao passar por lá fiquei espantado com o fosso que havia aberto sob o asfalto. Falei sobre isto no CBN São Paulo e comentei do risco que havia no local. Para minha surpresa no início da noite encontrei a motorista Marcela Ayala da Fonseca ao lado de seu carro que havia sido engolido pela cratera. Parei para conversar e fotografar, enquanto o motorista do guincho quebrava a cabeça para saber como tirar o carro lá de dentro.

Ainda desolada com o acidente que, felizmente, não lhe causou nenhum dano físico, além do bruta susto de ver o carro sendo sugado pela incompetência pública, Marcela ao chegar em casa me enviou a mensagem a seguir:

Gostaria de deixar aqui minha indignação com relação aos “Serviços Públicos” de nossa cidade. Ou “desserviços”, em muitos casos. Hoje às 18:40 passei pela altura do no. 77 da Gabriel Monteiro da Silva e o meu carro simplesmente “AFUNDOU” no meio da via pública. Segundo comerciantes da região, aquilo era um buraco feito pela SABESP e que estava aberto há mais de uma semana. E para “cobrir” temporariamente o buraco durante os trabalhos, foi utilizada uma mistura de brita e areia, dando a ilusão de que ali se poderia trafegar. Ao passar por essa parte da rua, ela simplesmente CEDEU, pois havia uma camada de apenas 10 cm de areia e brita cobrindo uma CRATERA de 5m de comprimento, 1m de largura e mais de meio metro de profundidade. Sim. Parece inacreditável mas é a pura verdade. Depois de quase 2 horas tentando tirar o carro da cratera, com auxilio de 3 funcionários da seguradora, agentes da CET e diversas boas almas que apareceram para ajudar, me restará acionar meu seguro, pagar pelos danos, processar a Prefeitura e esperar sentada para que algum dia dentro dos próximos 20 anos eu seja ressarcida. Me sinto totalmente agredida. É vergonhoso tamanho descaso. Espero que NO MÍNIMO a cratera seja coberta para evitar que o problema se repita.

Processar a prefeitura e a Sabesp parece ser um dos caminhos a serem adotados neste caso, mesmo com a demora de uma ação na Justiça. Mas é a única forma de chamar atenção para a responsabilidade dos órgãos públicos.