Mundo Corporativo: selfie, batimento cardíaco e outras novidades para pagar as contas

 

 

Em lugar da senha, um selfie. Ou quem sabe, uma pulseira que vai medir o seu batimento cardíaco. Essas são algumas das tecnologias em desenvolvimento para autenticação de pagamentos de contas. No Mundo Corporativo, o presidente da Mastercard no Brasil e Cone Sul, João Pedro Paro Neto, fala da evolução no mercado de cartões de crédito. Na entrevista ao jornalista Mílton Jung, o executivo faz uma avaliação do momento que as empresas do setor estão enfrentando e das oportunidades de carreira.

 

O Mundo Corporativo pode ser assistido, ao vivo, às quartas-feiras, 11 horas, no site cbn.com.br. O quadro é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN. Participaram deste Mundo Corporativo: Alessandra Dias, Carlos Mesquita e Débora Gonçalves.

Aproveite os benefícios e privilégios que os cartões de crédito cobram de você

 

Por Ricardo Ojeda Marins

 

Feel free to use this image, just link to www.SeniorLiving.Org

Feel free to use this image, just link to http://www.SeniorLiving.Org

 

As administradoras de cartão de crédito com foco no segmento de alta renda são conhecidas por suas taxas de anuidade elevadíssimas. O que muito cliente não conhece são os muitos benefícios oferecidos, e ao não usufruir deles torna o produto ainda mais caro. Sala Vip, concierge, programa de acúmulo de milhas, assistência e seguros de viagem costumam fazer parte dos serviços prestados por essas empresas, além disso cada bandeira tem sua particularidade que varia conforme a modalidade do cartão (e as taxas cobradas).

 

A Mastercard, por exemplo, tem o “Mastercard Surpreenda”: programa de pontos que não tem nenhuma relação com seus demais programas de milhagem. A cada compra efetuada com o cartão de crédito ou de débito, o cliente registra 1 ponto. Os pontos podem ser trocados por benefícios como ingressos de cinema, lojas de diversos segmentos, viagens para destinos selecionados em que o acompanhante não paga e restaurantes em que o prato principal do acompanhante é cortesia. Para os clientes Platinum e Black, há restaurantes renomados que participam do programa como A Figueira Rubaiyat, Folha de Uva, Arola Vintetres (Hotel Tivoli Mofarrej), Zucco, Eat,apenas para lembrar alguns nomes, em São Paulo. Clientes Mastercard Black contam ainda com o benefício de Garantia Estendida, onde itens comprados com o cartão recebem garantia de pelo menos 1 ano adicional além da oferecida pelo fabricante do produto. A parte que envolve viagens é uma das mais sofisticadas da bandeira, disponível aos clientes Black, que contam com uma agência exclusiva onde podem efetuar reservas de hotéis, aluguel de veículos, jatos privativos e outros.

 

A Visa também é forte nos benefícios que envolvem produtos de viagem aos clientes da modalidade de cartão Infinite. Seu programa Visa Luxury Collection reúne hotéis de luxo ao redor do mundo com benefícios que variam de café da manhã incluído nas tarifas, late check-out a voucher para o Spa do hotel, entre outros. Clientes Visa Infinite também possuem Garantia Estendida em até 1 ano (além da garantia do fabricante) para produtos comprados com o cartão. O cartão inclui, claro, os benefícios tradicionais como seguros e assistência em viagens, concierge que indica destinos de sua viagem de acordo com seu perfil e benefícios sazonais, como valet cortesia no Shopping Cidade Jardim, em São Paulo.

 

A American Express é conhecida como uma das mais sofisticadas. Mas, conforme já falamos anteriormente em artigos aqui no Blog do Mílton Jung, no Brasil, a bandeira vem decaindo em seus serviços desde 2006, ano em que passou a ser representada pelo Banco Bradesco. Seu cartão The Platinum Card é o mais sofisticado da bandeira por aqui, pois no exterior o Centurion Card, o “cartão black” da Amex é considerado o mais elitizado. No Brasil, associados ao The Platinum Card tem acesso a uma agência de viagens exclusiva – Platinum Travel Service – onde recebem benefícios em hotéis membros do Fine Hotels & Resorts, como café da manhã, check-in adiantado, massagem no Spa e outros. O cartão tem um diferencial: os pontos adquiridos em compras efetuadas com o The Platinum Card nunca expiram. Nas bandeiras Visa e Mastercard, varia conforme o banco emissor, mas em média os pontos expiram em até 36 meses. Por ser administrado pelo Bradesco, parte de seus benefícios inclui descontos nas salas Bradesco Prime no Cinemark e no Teatro Bradesco.

 

Com a correria do cotidiano, muitos consumidores não se atentam aos benefícios a que têm direito. Isso vale para cartões de crédito, seguros, bancos e outros. Hoje, porém, o consumidor contemporâneo tem de estar mais consciente e antenado com relação a produtos e serviços. Como sempre prestei muito atenção nestas questões, já houve casos em que eu sabia melhor os benefícios do produto do que o próprio funcionário da empresa – algo bem comum, especialmente, em bancos no Brasil.

 

E você, já leu o guia de benefícios de seu cartão?

 

 

Ricardo Ojeda Marins é Professional & Self Coach, Administrador de Empresas pela FMU-SP e possui MBA em marketing pela PUC-SP. Possui MBA em Gestão do Luxo na FAAP, é autor do Blog Infinite Luxury e escreve às sextas-feiras no Blog do Mílton Jung.

 

A foto deste post é do álbum de Ken Teegardin no Flickr

Cartão de crédito, a exclusividade transforma plástico em ouro

 

Por Ricardo Ojeda Marins

Os cartões de crédito voltados para o consumidor de alta renda são os que mais crescem no país. Segundo o Banco Central, representam pouco menos de 5% dos cartões usados no Brasil. Esses consumidores são responsáveis por cerca de 14% da quantidade de transações e 40% das receitas geradas pelos cartões. As administradoras investem, em geral, em benefícios voltados a acúmulo de milhas, seguros, serviços de Concierge, acesso a Sala Vip em aeroportos e organização de viagens. Visa, Mastercard e American Express são as bandeiras que detém o segmento no Brasil.

 

Considerado o cartão mais elitizado do país e com anuidade de R$ 1.200, o The Platinum Card, da American Express, é o único fornecido somente através de convite da bandeira. Como a operação da marca no Brasil pertence ao Banco Bradesco, desde 2006, clientes Bradesco Prime e Bradesco Private Bank são parte do público-alvo desse cobiçado cartão. É um cartão de compras, sem limite pré-estabelecido de despesas, ideal para o consumidor que realiza frequentemente viagens ao exterior e possui gastos altos. O cartão possui uma agência de viagens exclusiva – o Platinum Travel Service – equipe de consultores especializados em turismo de luxo que organiza todos os detalhes de viagens, incluindo parte aérea, hotéis, roteiros exóticos e cruzeiros. O associado recebe amenidades como café da manhã, late check-out, upgrade de acomodação mediante disponibilidade e voucher para uso em Spas ou restaurantes em exclusivos hotéis ao redor do mundo, como The Ritz-Carlton, Mandarin Oriental, Taj Hotels, Four Seasons e outros O cartão ainda oferece seguro para viagens com cobertura gratuita de até R$ 2,14 milhões, um departamento de concierge para o auxílio em reservas em restaurantes, ingressos para espetáculos no Brasil e no exterior. Clientes cadastrados no Programa Membership Rewards Turbo acumulam 2,2 pontos a cada dólar em despesas com o cartão.

 

Já a bandeira Visa no Brasil mira o consumidor Premium e Luxo respectivamente com a as versões Platinum e Infinite. O cartão Visa Platinum inclui benefícios como seguros de acidentes pessoais, seguro de viagem para países que fazem parte do Tratado de Schengen, serviços de concierge, assistência em viagens no Brasil e no exterior e outros. Sua renda mínima para ser um associado é em torno de R$ 8 mil por mês, variando conforme o banco emissor e sua taxa de manutenção anual custa em torno de R$ 240.

 

Já o Visa Infinite traz os benefícios da versão Platinum, porém com valores mais elevados nos seguros de viagem para casos de morte ou invalidez permanente: enquanto o Platinum oferece uma cobertura de US$ 500 mil, o Infinite cobre US$ 1,5 milhão. Ambos oferecem a seus associados o Visa Luxury Collection, programa que reúne benefícios de viagens, tais como late check-out e upgrade mediante disponibilidade, café da manhã em hotéis de luxo como St. Regis, Mandarin Oriental, Park Hyatt e outros. O Visa Infinite é emitido por bancos como Bradesco, Itaú-Unibanco e Santander e conta com seguro de extravio e de atraso de bagagem. É exigida uma renda mensal de R$ 20 mil para se tornar um associado. Sua anuidade está em torno de R$ 800, podendo variar conforme o banco emissor. Com o Visa Infinite, cada dólar gasto no cartão é convertido em 2 pontos, podendo chegar a 2,2 pontos, enquanto no Visa Platinum o acúmulo é de 1,5 pontos.

 

A bandeira Mastercard também possui o cartão Platinum e o Mastercard Black, versão mais luxuosa da bandeira. A versão Platinum conta com serviços especiais como concierge, assistência na organização de viagens e um seguro contra morte ou invalidez com cobertura de US$ 500 mil. Sua renda mínima está em torno de R$ 7 mil mensais e anuidade de R$ 400, variando conforme o banco emissor. Já a versão Black exige renda mínima de R$ 20 mil mensais e custa cerca de R$ 800 por ano. Safra, Citibank, Bradesco, Itaú-Unibanco, Santander e Banco do Brasil são os bancos emissores do cartão. O Mastercard Black oferece benefícios em viagens, como upgrade de acomodação em hotéis de luxo como Fasano, Park Hyatt e Starwood Hotels & Resorts, um assistente pessoal exclusivo para ajuda na organização de uma viagem ou ainda escolher um presente. Seus clientes têm direito a um seguro de acidentes pessoais no valor de até US$ 1 milhão, com cobertura em caso de morte acidental ou invalidez. Clientes Mastercard Platinum podem acumular 1,5 pontos cada dólar gasto com seu cartão, enquanto o associado Black pode acumular de 1,8 a 2,2 pontos conforme seu volume de compras no cartão.

 

Ainda não emitido no Brasil e considerado um ícone do luxo, o cartão mais raro e exclusivo do mundo é o The Centurion Card, da American Express. A versão black do Amex representa o que há de mais exclusivo no segmento. Criado há mais de 10 anos e como o The Platinum Card, também é disponível somente através de convite. Porém, com uma pequena diferença: estima-se que para ser escolhido como um futuro associado é necessário ter um perfil de gastos de cerca de US$ 250 mil por ano na versão Platinum. Presente até o momento em países como Estados Unidos e Inglaterra, sua anuidade está estimada em US$ 1 mil. Estima-se que há pouquíssimos brasileiros portadores do cartão, porém emitidos fora do país, por conta de serem clientes de bancos nos Estados Unidos ou outros países.

 

Seguros com valores milionários, salas vips, mimos em hotéis e serviços extraordinários em viagens. Esses benefícios são, sem dúvida, reais e atraentes. Poder realizar um check-out tardio em hotéis luxuosos, receber upgrade de acomodação ou ainda acumular pontos representam benefício monetário ao cliente. Representam ainda conforto e a real percepção de um serviço personalizado. Afinal, ser recebido num hotel com uma garrafa de champagne solicitada por sua agência de viagens com flores e um bilhete de boas vindas personalizado é algo inesperado que fará com que o cliente sinta-se único e privilegiado. O serviço e a experiência proporcionados podem e farão a diferença.

 

Ricardo Ojeda Marins é Administrador de Empresas pela FMU-SP e possui MBA em Marketing pela PUC-SP. Atualmente cursa MBA em Gestão do Luxo na FAAP, é autor do Blog Infinite Luxury e escreve às sextas-feiras no Blog do Mílton Jung.

Adrenalina é cartão de crédito na 5a. Avenida

 

Por Abigail Costa

Geralmente o tempo é muito curto. Com sorte pode chegar a quatro, cinco minutos, se o assunto for interessante. Caso contrário não se segura no ar. Como eles adoram falar: “Não paga o tempo gasto”.

O “menor” tempo não siginifica jogo rápido. A reportagem pode durar míseros 1 minuto e 30 segundos – dá um trabalho! O que faz muita gente pensar que esse “emprego” é dos bons: “Imagina a maioria trabalha pouco, aparece na TV e ganha bem”.

Foi isso que o Paulo, zelador do prédio, perguntou à minha mãe: “Como o serviço da sua filha é bom! É só um pouquinho”.

Nesse “pouquinho” você, literalmente, roda a cidade quando não sai dela.

100, 150 quilômetros na estrada. Até pegar a dita cuja, até conseguir se livrar do trânsito, lá se foram algumas horas.

Certo dia saímos do asfalto para encontrar o entrevistado. Ainda tinha pela frente uma outra estrada de terra vermelha. “A poeira você tira de letra. Fecha os vidros, liga o ar e relaxa”, dirão. Impossível !

Se é estrada de terra tem buraco, se tem buraco o pneu entra e sai, e você vai junto, vai pra esquerda, volta pra direita, feito aqueles bonecos de posto de gasolina. Só que o boneco é de plástico, não tem quadril, não tem nervo ciático.

Os humanos (eu) têm.

Vou me queixar com quem? Mas tenho que falar, isso dá uma aliviada.

Como é que tem gente que faz raly ? E as costas?, disse alto

Imagine pegar um fim de semana pra isso? Solavancos!

Ao lado, meu companheiro de “serviço” que também pulava revelou que esse era seu esporte preferido: “Adrenalina na veia!” – gritou entusiasmado.

Isso te faz sentir o sangue correr mais rápido? Pois eu prefiro um cartão de crédito.

Quinta Avenida, Manhatan, Loja Channel, bolsa 2.55. Pede para a vendedora. Sente o cheiro do couro. Passa os dedos sobre a corrente dourada gelada. Próximo passo: é MINHA!

Entrega o cartão pra moça…. Espera ela digitar o valor. Coloca os quatro números da senha.

Isso é adrenalina pura. Sem poeira, sem buraco, sem dor nas costas.

Ok, um peso maior na consciência. Mas passa, assim que a fatura é paga. Simples assim.

Abigail Costa é jornalista e escreve no Blog do Mílton Jung, adora esportes radicais

Conte Sua História: Cenas paulistanas

 

Por Emily Rodrigues Cardoso:

Ouça o texto de Emily Rodrigues com sonorização de Cláudio Antônio que foi ao ar no CBN SP

“A dona da casa se encontra?”

Vendedores de cartões de crédito, via telefone, já fazem parte da rotina paulistana. Descobri que uma das maneiras de tentar (eu disse “tentar”) livrar-se deles é assumirmos uma segunda personalidade.
– Eu gostaria de falar com a senhora Emília.
– Quem é?
– Aqui é do Banco Etceteraetal.
– Ela não está.
– Com quem eu falo?
– Com a diarista.
Outra modalidade de venda:
– Bom dia – sete da matina. Esse “cumprimento matinal” é uma maneira infalível de reconhecer telemarketings.
– Bom dia – impaciente, tonta de sono.
A dona da casa se encontra?
– Quem quer falar?
– Aqui é da Cartões de Crédito…
– Como vocês conseguiram esse número?
– Ah, senhora. Nós temos um cadastro com nomes e telefones…
– ??!!
Uma amiga adotou esse hábito de se fazer passar por uma segunda pessoa.
– Boa noite – Mas até à noite? – A senhora Eliana se encontra?
Todos a chamam de Lia, em vez do nome de batismo…
– Não, ela não se encontra.
– Com quem eu falo?
– Com fulana de tal.
– O que a senhora é dela?
???????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Minha amiga diz que um dia vai responder “o que ela é da dona da casa”:
– Amiga bem próxima. Tão próxima que ela tá aqui do meu lado. Ou melhor: bem próxima da alma…



Participe do Conte Sua História de São Paulo. Envie um texto ou arquivo de áudio para contesuahistoria@cbn.com.br. O programa vai ao ar, sábados, às 10h30, no CBN SP