Nepotismo: Falácia e falência parlamentar

 

Foram dez dias de entrevistas, ligações para gabinetes de deputados, assessores de imprensa bravos e ameaçadores, e uma centena de mensagens eletrônicas de ouvintes-internautas falando sobre os projetos de lei que pretendem acabar com o nepotismo na Assembléia Legislativa de São Paulo.

 

Durante este período, ouvimos boa parte dos lideres do partidos políticos que têm o poder de decidir qual proposta será votada em plenário.

 

O PT disse que queria votar; o PSDB, discutir, apesar de o PSOL garantir que o Serra não deixaria; o PSB falou que pretendia esperar, enquanto o PTB fez de conta que o assunto não era com ele. O PMDB e o PSC posicionaram-se a favor dos textos que têm como objetivo proibir a contratação de parentes na Assembléia. O DEM foi ainda mais longe: seu líder, o deputado Estevam Galvão, prometeu que levaria o tema para discussão na reunião que haveria na semana seguinte. Verdade que, antes de desligar o telefone, deixou-se ouvir pela produção do programa quando reclamava para um funcionário mais próximo: “que saia justa eu me meti”.

 

Ouça o que disseram os líderes dos partidos ao CBN SP.

 

Os líderes se reuniram uma, duas, três vezes desde que a série de entrevistas foi ao ar no CBN SP. Apenas na primeira alguém tocou no assunto, sem que tivesse havido um avanço sequer.

 

Não que eu esperasse comportamento diferente dos deputados que cada vez mais demonstram dar de ombros aos interesses do cidadão e às regras de boa conduta no parlamento. Poderiam ao menos levar em consideração a palavra que empenharam durante as entrevistas. Mas não têm nenhum tipo de constrangimento em assumir compromisso diante do público e após negá-lo quando protegidos pelas paredes dos gabinetes.

 

.

Falácia parlamentar. É assim que os deputados agem para manter no emprego seus filhos, irmãos, sobrinhos, sogros e simpatizantes.

4 comentários sobre “Nepotismo: Falácia e falência parlamentar

  1. Conterraneo Milton, infelizmente a nossa política virou esta falta de vergonha na cara, onde em frente a uma camera de televisão ou de um microfone se fala uma coisa, e entre as quatro paredes dos gabinetes se fazem os conchavos para proteger os interesses próprios. Só sei que vou continuar acompanhando, pois na próxima eleição terei que escolher um candidato, e espero escolher certo.

  2. Caro Jornalista Mílton Jung,

    E assim, enquanto os nobres deturpados discutem, discutem, discutem e discutem…
    Os parentes ganham seu salariozinho este mês, no próximo ano e além…

    Triste protelação…

  3. Venho agradecer a Atenção, Milton a Dona Guiomar responsavel pelo posto do INSS Mooca entrou em contato conosco e remarcou a Perícia da Minha esposa,Realmente fiquei surpreso em saber que ainda temos funcionários de verdade neste País, eu gostaria de Parabenizar Dona Guiomar Aparecida Silva Muniz, que assim que soube o que havia acontecido, pediu-me descupas e resolveu o meu problema muito Obrigada a essa senhora de Valor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s