Do Gibrail: O Tempo e a Máquina

Por Carlos Magno Gibrail

Todos sabem que o tempo é um dos mais preciosos bens à nossa disposição. E, por isso, é algo escasso, que deve ser bem administrado. Como então explicar a multidão que diariamente fica presa dentro dos meios de transporte, nas grandes cidades, sempre nos mesmos horários e dias? Culpa das prefeituras e demais governos?

Como responder aos reclamos por feriados e domingos chuvosos, contra segundas ensolaradas? Culpa de São Pedro?

Talvez, mas se encararmos trabalho e lazer de maneira não-convencional, isto é, numa simbiose saudável, tal qual a proposta do ócio criativo de Domenico De Masi, poderemos resolver parte destas situações e viver melhor e com mais controle sobre tais fatos.

Começar então a encarar a “Máquina”. Excluindo as atividades de linha de montagem ou de prestação de serviços em que o horário é definitivo. Por que não fugir dos “rushes”?

Há inúmeras situações em que se você se deslocar às seis da tarde, gastará duas horas para chegar no destino, mas se sair às oito da noite precisará apenas de 30 minutos. Por que não esperar duas horas, aproveitando o tempo para qualquer outra atividade? Ou será melhor ficar no trânsito congestionado?

Ricardo Semler, empresário e palestrante internacional de sucesso, com inúmeras inovações nesta questão, tais como horário flexível, escritórios em vários bairros de São Paulo para os funcionários racionalizarem distâncias e deslocamentos, terminou, assim, o prefácio de seu último livro: “Deitado numa rede, a única pessoa em toda a praia, em plena segunda-feira, em janeiro de 2006”.

Carlos Magno Gibrail é empresário, mestre em administração e professor de marketing de moda. Toda quarta-feira, estará neste blog dividindo com você as muitas idéias que surgem enquanto está no conforto da rede.

10 comentários sobre “Do Gibrail: O Tempo e a Máquina

  1. Puxa Mílton, entrando agora em seu Blog, lí o queCarlos Magno escreveu. Coinscidentemente falo também sobre Marketing, entre outras coisas que lhe escrevei no e – mail (eu não sou a dona Gema) Tenho um Blog que é bem novinho onde dou dicas de Boas maneiras etc … O blog é :
    ladyluri.blogspot.com. Abração …

  2. Texto muito bem escrito. Infelizmente as empresas brasileiras ainda, na sua grande maioria, ainda não acordaram para o horário flexível e o legislador muito menos para o “home office”….

  3. Hoje posso aproveitar mais o meu tempo graças a um horário mais flexível de trabalho (inclusive trabalhando até tarde na minha própria casa). O problema é que no Brasil tudo é mais difícil, inclusive pela legislação que engessa as leis trabalhistas e não facilita a flexibilidade na relação trabalhista. E para piorar, nós paulistanos, realmente sofremos para atravessar de norte a sul a cidade mesmo depois das 20h…

  4. Gibrail, essa opção infelizmente é para poucos. Tenho que correr para casa e cuidar dos meus filhos. Realmente não tenho essa opção. Felicidade a sua… Espero, ainda que sentada, políticas públicas para melhorar o trânsito e horários mais flexíveis no trabalho. Abraços e boa rede

  5. Eu, médica, profissional liberal, economicamente considerada “bem de vida”, tenho quatro empregos.
    Sou obrigada a passar diariamente quase quatro horas no trânsito de São Paulo.
    Como poderia melhorar? Não existe mais horario de Rush. Toda hora é hora de congestionamento.

  6. Pingback: A morte do amigo Carlos | Mílton Jung

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s