Canto da Cátia: Parem com esta poluição

Placa de sinalização pichada

Um protesto contra a poluição na cidade feito a base de vandalismo foi registrado pela repórter Cátia Toffoletto, no Viaduto Washington Luiz. Uma das placas que indicam o nome do local foi apagada com tinta escura e sobre ela está escrito: “Paren con a poluição” (sic). “Não devem estar falando da poluição visual”, comentou Cátia durante o CBN SP. A troca da placa é responsabilidade da CET, o dinheiro para tal sai do nosso bolso.

5 comentários sobre “Canto da Cátia: Parem com esta poluição

  1. Oi Milton!

    A farra dos estacionamentos.

    Tudo mundo discutindo os fretados e o transporte público, mas tenho que registrar minha indignação. E a palhaçada dos estacionamentos? Cadê uma regulamentação disso em São Paulo? Os preços são inviáveis para uma cidade que diz querer diminuir a frota de carros na rua. Na região da Paulista a mensalidade custa, em média, 300 reais. No Itaim também. Tudo para deixar seu carro parado em um lugar para ter a segurança que o Governo não dá. No Itaim tudo agora é zona azul, fora de horário comercial.

    Perto do metrô nenhum estacionamento alivia o bolso. Eu pago 160 reais para deixar meu carro perto da estação Santos Imigrantes, o bilhete custa R$ 2,55. Dá um custo mensal de no mínimo R$270 + gasolina.

    O que me deixa ainda mais irritada são os estacionamentos que não possuem diária, cobram R$15 ou R$20 reais a primeira hora e depois as adicionais vão ficando mais caras. Na Faria Lima já cheguei a pagar R$40 reais para ficar no período comercial. Não existe opção, ou é do jeito que eles querem ou não é. É um desrespeito ao direito do consumidor.

    Pior ainda são estacionamentos que não possuem taxa de tolerância. Você entra, fica 10 minutos e paga por 1 hora, no mínimo, do mesmo jeito. Os donos de estacionamentos devem estar rindo à toa. Enquanto isso o trabalhador só perde dinheiro para chegar ao trabalho. Se o Kassab quer evitar o trânsito e a poluição eu dou pontos para ele. Mas é preciso respeitar o cidadão que não aguenta mais preços abusisos. Basta fazer acabar com a farra. Simples!

    Obrigada e parabéns pelo seu trabalho!

  2. “PAREN CON A POLUIÇÃO”
    Vamos então começar por Brasilia pq o ar lá está irrespirável tamanha é a podridão e a enorme quantidade pizzas estragadas que estão sobrando as pencas, haja gente para comê-las, que vem se acumulando por aquelas bandas no centro do país.
    Bom findi

  3. Josie, acredito que não deva haver regulamentação nenhuma para estacionamentos. Os preços são resultado da lei da oferta e da procura: tem tanto carro na rua, tanta gente querendo estacionar, que se cobrarem R$20 pela primeira hora vai ter gente estacionando lá do mesmo jeito.

    Para não gastar com estacionamento, deixe o carro em casa, ou em um estacionamento um pouco mais longe e vá de metrô e ônibus o resto do caminho. O custo com estacionamento é um dos custos que o carro lhe dá e, se você opta por utilizá-lo, tem que aceitar os custos indiretos inerentes a essa escolha.

    É como um fumante reclamar do preço do cigarro, que ninguém obriga a fumar (mas convence a, de uma forma ou de outra).

    Troquei o carro pela bicicleta há alguns anos. O máximo que já gastei para estacionar foram R$2, para ficar o dia todo. Se juntar tudo que gastei para estacionar a bicicleta nesses anos todos, não chega a dez reais.

    Ninguém te obriga a pagar estacionamento, nem a ir de carro. Quando eu usava o carro, se o estacionamento de onde eu ia era abusivo, eu parava duas ou três quadras adiante, em outro estacionamento ou na rua mesmo. Você não precisa parar na porta, andar cem metros não dói. Ou então eu ia de transporte público ou de táxi. Em shows, por exemplo, eu nunca ia de carro, oprque sabia que ia me estressar para estacionar e ia ficar preocupado com o carro enquanto estivesse lá.

    A responsabilidade de suas escolhas é só sua. Pense nisso.

  4. Nesses casos eu sempre digo que a vontade de aparecer desses moribundos apontam a qualidade da educação que recebem em casa ou na escola.

    Quando seus pais lhe ensinam que aquela placa é dinheiro do imposto pago na margarina que compraram no supermercado e mesmo assim o idiota faz a pichação, seus pais devem ter uma decepção incrível por ter colocado um jumento desses no mundo.

    Finalizando é um verme!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s