Calçada podre: Prefeitura não faz lição de casa

 

Praça da Bandeira São Paulo 1

A Praça da Bandeira fica no centro de São Paulo a caminho da prefeitura. Depois de passar por ali, 100 metros a frente você encontra o edíficio Matarazzo, onde está o gabinete do prefeito Gilberto Kassab (DEM). A calçada irregular e os buracos mal tapados com madeira são um risco à saúde do pedestre, conforme imagens enviadas por Devanis Amâncio, da ONG EducaSP. Como anda de carro oficial ou helicóptero que parte do topo do prédio, o prefeito nunca deve ter se dado conta do que ocorre no entorno.

5 comentários sobre “Calçada podre: Prefeitura não faz lição de casa

  1. é para ficar chocado mesmo!
    A cidade de São Paulo e o estado de São Paulo ambos, de uns tempos até os dias de hoje é assim mesmo como mostram as fotos.
    Poucos exemplo somente do que existe de relaxo espalhada pela cidade inteira.
    Tá um verdadeiro lixão, totalmente abandonada, fétida, podre, predios pixados, caindo aos pedaços, inclusive os proprios predios da prefeitura e do estado, ruas esburacadas, mendigos e desocupados, “morando nas calçadas” onde bem entendem, obras de corredores de onibus paralizadas, hospitais e serviços publicos literalmente caindo aos ,pedaços, etc.
    Também pudera:
    Verbas cortadas praticamente pela metade!
    Só podia acabar assim.
    Minha querida e amada cidade onde nasci, São Paulo abandonada e largada a propria sorte.
    Orfã de pai e mãe.
    Se não fosse ainda pela boa vontade do povo que não sei onde consegue arrumar energia para tentar salvar o pouco que resta na cidade, dos servidores publicos, policia, pessoal da saude e do ensino, funcionarios em geral, apesar de receberem uma verdadeira miséria de salarios em comparação com os servidores “top”, secretarios, prefeitos, vereadores, certamente São paulo poderia estar bem pior do que já está
    Será que seria possivel esta megalópolis bagunçada, largada, abandonada a propria sorte, do jeito que acabou ficando, ficar em piores situações?
    Acho que não!
    Não acredito nesta remota possibilidade senhores.
    Uma vergonha mundial, não somente nacional
    Conseguimos finalmente ser uma cidade do planeta unde a qualidade de vida, respeito ao cidadão, etc fatores estes que infelizmente deixaram de exisitir a muito tempo.
    Basta ver o numero de habitantes, de automoveis, de predios, etc.
    Por estas e por outras, volto afirmar, que assim que me for possivel caio fora de São Paulo, quem dirá do estado
    Sem condições, por mais que nos cidadão nos esforcemos para colaborar com a qualidade de vida, etc e os politicos hironicamente trafegam na contramão
    Correm atráz somente dos grandes lobbys, bancos, empreiteiras, ajudam as montadoras a venderem estas pragas que são os automoveis que infestaram as cidades com preços super vantajosos, juros baixíssimos, ja mais visto anteriormente.
    Quem paga o pato?
    Nós o povão obviamente.

  2. Olá Milton

    Bem-vindo de volta ao Twitter!!!! Vc fez falta por lá.

    Num dos encontros “Converse com o Sub-Prefeito” em Pinheiros, o próprio sr. Nevoral Bucheroni solicitou que os munícipes encaminhassem suas reclamações sobre iluminação, coleta de lixo, irregularidades urbanas em geral para o email de seu gabinete.

    Estou aqui pensando como mobilizar todos que – como Devanir Amâncio da EducaSP – gostam de São Paulo e gostam de fotografar a registrar a situação das calçadas e ruas em São Paulo, incluindo informações precisas sobre a localização, o dia e a hora da foto. Entre enviar uma foto de um buraco em Pinheiros para o Sub-prefeito e publica-la em algum lugar que todos possam ver (como no teu blog) eu fico com a segunda alternativa.

    Penso em algo que pudesse ir além da queixa e da indignação do cidadão e servisse como uma “lupa vigilante” para facilitar e direcionar o olhar da prefeitura para os buracos e absurdos em geral nas calçadas de Sao Paulo.

    Não sei se já existe algum endereço que já organize estas informações visuais da cidade, com participação ativa dos munícipes. Se tem eu gostaria muito de saber onde e poder contribuir.

    Grande abraço
    José Bueno
    http://zerobueno.blogspot.com

  3. Sobre o assunto “calçadas”, preciso informar o seguinte:
    Na segunda-feira, dia 26/10, levei meu filho a uma consulta numa clínica particular no bairro de Vila Nova Cachoeirinha, próximo ao famoso “Largo do Japonês”, confluência das avenidas Imirim, Itaberaba, Parada Pinto, local de comércio movimentado, muito frequentado por pessoas.
    Ali, a calçada é estreita, irregular, com lixo acumulado e ocupada por barracas de camelôs, vendedores de quinquilharias.
    Quando saí da clínica com meu filho e minha esposa, obrigados a andar em fila indiana, não vi nem a hora em que minha esposa torceu o pé na calçada irregular, vindo a cair no chão, sofrendo escoriações graves.
    Resultado do tombo: duas pernas imobilizadas por uma semana, um feriadão estragado e uma despesa de R$ 300,00, incluidas a consulta ao ortopedista, raio-x e curativos. Devo mandar a conta ao Sr. Gilberto Kassab?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s