As imagens da enchente em São Paulo

 

Moto alagada na Tietê (Cátia Toffoletto)

O motoqueiro tentou cruzar a pista da Marginal Tietê alagada e não teve sucesso. Assim como ele, milhares de paulistanos sofreram nesta manhã devido as enchentes provocadas pelo transbordamento do rio Tietê. Todos os investimentos feitos para rebaixar a calha do rio desde 2002 até aqui não foram suficientes para a quantidade de chuva que se iniciou às sete da noite de segunda-feira. Para as autoridades, é muita água e nenhuma cidade seria capaz de resolver este problema. O dinheiro aplicado amenizou a situação, poderia ter sido muito pior e bla-bla-bla. Para o cidadão, resta enfrentar o que você vê nesta sequência de fotos produzidas pelos repórteres da CBN e por ouvintes-internautas.

Caminhão e motorista 'afogados' na Tietê (Cátia Toffoletto)

Caminhão e motorista ‘afogados’ na Marginal Tietê, na ponte das Bandeirais. O motorista saiu da cidade de Salto e seguia para Guarulhos, mas já estava há mais cinco horas parado no local.

Deslizamento em Sapopemba 3

Uma pessoa morreu em deslizamento de terra no parque Santa Madalena, em Sapopemba, zona leste de São Paulo. Veja mais imagens da capital e região metropolitana.

Alagamento na Presidente Wilson (Cátia Toffoletto)Alagamento na Mooca (Cátia Toffoletto)Desabamento em SapopembaRua Estados Unidos alagadaAlagamento em Mairipora (Rodrigo Amaral)Rua Havre próximo da Casa Verde (Pétria Chaves)Alagamento em São Paulo 1 (Cátia Toffoletto)Deslizamento em Sapopemba

21 comentários sobre “As imagens da enchente em São Paulo

  1. Bom dia. Bom dia, hoje? Bom dia se possível. Claro que as chuvas são terrível sintoma do caos ambiental. Mas, pergunto: qual a contribuição dessa absurda obra do Governo Serra na Marginal do Tietê? Todos os especialistas sérios consultados disseram que a ampliação da superfície impermeável no entorno do rio causaria inevitáveis inundações, que há muito não ocorriam. Some-se a isso a incompetência da Prefeitura de SP em administrar a cidade, sobretudo em situações como essa. Bom dia, dentro do possível!

  2. Bom dia a todos, alias boa chuva, verdade sejá dita, as obras de foram feitas pelo governo a alguns anos ajudaram a minimizar o impacto, moro em itaquera, zona leste e utilizo a av aricanduva, na ultima chuva vi todas as áreas que foram feitas para reter a água complatamente cheias, TODAS, penso como seria se não tivese essas obras. a população também não ajuda, só olhar a quantidade de lixo que boiá nos rios.
    Estudo numa faculdade que fica na santa cecilia, na rua da rádio, é periodo de provas, fico preocupado com as pessoas que não conseguiram chegar lá. se a chuva não parar, fico preocupado comigo, que estudo de noite e moro longe do centro.

    o que devemos fazer?

    BOm, boa sorte a todos, e ao senhor também, senhor Mílton Jung, pois daqui a pouco o senhor terá que retorna a sua casa.

    Abraços a todos.

  3. Milton, tudo bem?

    Ótima observação do Sr. José, no comentário acima. Gostaria de questionar também qual a influência da redução das verbas para a limpeza urbana nessa situação. Imagino que, quanto mais sujeira nas ruas, mais dessa sujeira cai na rede de escoamento das águas da chuva, prejudicando a eficiência desse sistema, não?
    Se a CBN pudesse levar essas questões às autoridades competentes, eu ficaria muito feliz em ouvir o que elas têm a dizer.

    Obrigado e bom dia (no limite do possível).

  4. – Se a população não jogasse lixo na rua com certeza esta situação seria mais amena.
    – Se as pessoas não contruíssem em locais impróprios, não teriamos mortes.

    Não podemos só cobrar o governo, temos que ter atitude e preservar o ambiente.

    O governo também deveria incluir em seus projetos, verba para campanhas de consientização da população.
    Além de multar e fiscalizar os “cidadões” que sujam nossa cidade.

  5. Caros amigos, de acordo com depoimento do Sr. Ilustre Prefeito, não houve problema nenhum, a situação esta toda controlada, visto que a culpa é da chuva. Curioso é que na epoca da eleição, a culpa era do PT, tanto o Prefeito quanto o Governador, alegaram que faltava competencia ao referido partido, e que eles, uma vez eleitos, esse problema seria facilmente resolvido. Memoria senhores, reavivem a memoria. Abraços

  6. Só para o internauta se animar nesse Dia tão conturbado.

    08/12/2009 – 10h27 (Fonte: Uol)
    Kassab prevê gasto recorde com publicidade em 2010

    São Paulo – A Comissão de Finanças da Câmara Municipal autorizou o prefeito Gilberto Kassab (DEM) a gastar no próximo ano R$ 126 milhões com ações de publicidade. A dotação recorde para a área supera em 2010 as estimativas de gastos com as obras e o gerenciamento de áreas de risco (R$ 25 milhões) e o montante destinado à reforma de corredores de ônibus (R$ 20 milhões). Até o fim deste mês, o governo deve encerrar o ano com gasto de R$ 90 milhões aplicado nas “publicações de interesse do Município”. Já nas “obras e serviços nas áreas de riscos geológicos” o prefeito empenhou R$ 12,9 milhões até o momento.

  7. É impossível parar as chuvas, mas um pouco de educação e de vergonha ajudaria essa e outras cidades brasileiras

    Em poucas horas São Paulo e a Região Metropolitana receberam 50% de toda a chuva esperada para o mês de dezembro. Era natural que houvesse alagamentos. O problema maior, porém, está na falta de “poros” no solo para absorver as águas e a ocupação na cidade das áreas de várzeas — como é (ou era?) a região das marginais. O asfaltamento impermeabiliza a superfície ou seja, impede que a água seja absorvida pelo solo. Além disso, o percurso das águas em direção aos terrenos mais baixos, boca-de-lobo, sarjetas e leito dos rios são acelerados pela “capa” de cimento e asfalto que recobrem os terrenos nas áreas urbanas. Essa velocidade aumenta a demanda dos rios e córregos que não conseguem escoar o volume recebido para fora das cidades com a mesma celeridade.

    Se o problema terminasse aí já seria um problemão. Mas tem mais: a “ajuda” da população no sentido de jogar todo o tipo de lixo pelas janelas de carros e ônibus ou de jogar lixo em terrenos baldios, deixá-los fora de casa em dias que o bairro não recebe o serviço de coleta, ou ainda, pela cultura de se livrar do lixo jogando-o em sarjetas faz com que a capacidade desses dispositivos sejam estranguladas.

    Por outro lado, os governos deixam de investir na educação de qualidade das populações. E as pessoas acham normal continuar procedendo da mesma maneira que sempre fizeram,. Ou seja, acham natural jogar sofás, pneus, restos de materiais de construção, garrafas pet, móveis, eletroeletrônicos e frascos de iogurtes em terrenos baldios, rios, córregos e até praças públicas!

    Os governos locais também deixam de limpar os rios, de cortar o mato perto dos córregos, de desobstruir escoadouros — como os próprios canais, sarjetas e bueiros. Deixam enfim, de investir em saneamento básico, em moradias decentes para a população. O resultado é conhecido: enchentes, alagamentos, deslizamentos de terras, flagelo, mortes, falta de abrigo e de alojamento. É o caos.

    Não dá para cessar o regime de chuvas, que deve se intensificar a partir da chegada do verão (no dia 21). Mas um pouco de educação da população e de vergonha na cara dos governantes ajudariam um bocado essa e outras cidades.

    http://ricardogomezz.posterous.com/nao-da-para-parar-a-chuva-mas-um-pouco-de-edu

  8. Será que a culpa é só da impermeabilização do solo, do lixo nas ruas, da má administração pública?
    Tenho minhas dúvidas, há relatos de inundações do RIo Pinheiros na primeira metade do século passado, antes da cidade se expandir para todos os lados.
    Lembro também quando o Rio Baquirivu saia do seu leito quando havia um temporal, e a sua várzea era ocupada por chácaras que plantavam verduras. Não há solo mais permeável do que um terreno preparado para plantar verduras.
    A realidade pode ser mais triste do que todas essas causas, talvez não tenhamos escolhido o planalto correto para instalar uma megalópolis, simples assim

    Roberto

    PS: O Rio Baquirivu é aquele que corre ao lado da Rodovia Hélio Schimidt.

  9. Gostaria de deixar uma sugestão para situações lamentáveis como essa ocorrida hoje na cidade de são paulo, morei por 2 anos na Europa e quando tinha nevascas ou enchentes era avisado com antecedencia na tv que ninguém saísse de suas residencias , hj pela manha quando meu filho saiu as 05:30hs (Guarulhos-Lapa), liguei a TV e em nenhum canal estava informando que as marginais estavam alagadas, caso houvesse esse tipo de serviço a população não sairia de suas casas e não perderiamos nossos carros e nossas preciosas horas parados pela falta de informação.

  10. concordo com o jose avelino: na época a administração Petista, era tudo culpa da prefeitura que não atuava direito. Agora sempre a mesma desculpa: “choveu demais!”

    Junte a isso: claro que o povão joga lixo no chão e pôe o lixo pra fora de casa fora da coleta do lixo, e sem preocupação – ja falamos disso outra oportunidade.

    _

  11. Magaly, tudo legal? O problema é que as TVs não estão preocupadas eminformar a população de nada; o que eles querem é fazer sensacionalismo, e pra isso precisa haver o caos….

    _

  12. CHUVA….ENCHENTES…CAOS NO TRÂNSITO…MORTES….QUAL A SURPRESA???
    VEREADORES….SECREATÁRIOS…PREFEITO..GOVERNADOR…PROMESSAS…QUAL A NOVIDADE???
    Vejam os arquivos das noticias nos meses de Novembro a Janeiro dos últimos anos.
    Será que ninguém sabia que existiam casas sendo constuidas em área de risco? Que haviam córregos que precisavam ser canalizados? Que era necessário uma campanha de educação ambiental nas escolas e na mídia? Que era necessário haver um investimento maior em transporte público?
    Lógico que sabiam. Mas…o que da mais mais votos: promessas de melhoria ou solução dos problemas?
    O pior de tudo é que no final de 2010 estaremos vivendo tudo isso de novo. Em 2011; 2012……até que a maioria passe a exercer sua cidadinia plena e passe a votar, acompnha e cobrar soluções

  13. Os canais sensacionalistas que não têm conteúdo para televisionar ficam acompanhando ao vivo cada segundo da tragédia, mais um carro boiando, mais um corpo encontrado, e o babaca do reporter ou apresentador não para de repetir : – Isto é para que vejam a calamidade e pensem na próxima eleição.
    Então pensei entediada, porque esta população de asnos não começam por olhar para os lixeiros e desenvolvem a brilhante idéia de acertar a lata e não o asfalto com suas sobras?

  14. Caos Urbano
    Dillema
    Composição: Pablo

    Caos urbano

    Caos urbano e violência nas ruas
    Vidas e liberdade entregues ao medo
    Homens sem consciência estão sem direção
    Pederam o rumo transtornando a nação

    Rios de sangue correm neste silêncio
    Silêncio forçado a qualquer momento
    Homens sem consciência estão sem direção
    Pederam o rumo transtornando a nação

    O que perdi? o que restou?
    das tentativas de mudar!!!
    Consertar o hoje, melhorar o amanhã
    O caos urbano está me sufocando!!!

    O que perdi? o que restou?
    das tentativas de mudar!!!
    Consertar o hoje, melhorar o amanhã
    O caos urbano está me sufocando!!!

  15. Milton,

    essas fotos doem nos olhos, se deus sabe o que faz, então por que não faz?

    Seu trabalho é foda. Parabéns, a cidade agradece.

    Sérgio Vaz
    Cooperifa

  16. Culpa?
    Nem tentem culpar este ou aquele. Culpem a nossa própria ignorância. Nós que resolvemos ocupar a área de várzea do rio Tietê (várzea, área ribeirinha, alagadiça), não bastasse isso retificamos as margens deste rio para nossa comodidade, um rio lento, plano em nossa capital, originalmente sinuoso. Pra ajudar um pouco mais impermeabilizamos completamente a cidade, o que significa água rápida em rio lento. Nossa incapacidade culmina com a construção das marginais, por onde trafega grande parte da produção nacional. Justamente ao lado do pobre coitado, maltratado Tietê.
    Depois de décadas de ignorância crônica procuramos um só culpado? Pra que? Pra diminuir a nossa culpa?
    Ah! Por favor, isto chega a ser bizarro.
    Vamos trocar esta palavra culpa por consciência.
    Vamos desimpermeabilizar nossas casas e calçadas.
    Vamos projetar mini-reservatórios em nossos prédios, que abriguem temporariamente o grande volume de água e o libere num momento adequado.
    Vamos cobrar dos órgãos competentes, posicionamento incisivo na remoção de famílias de áreas de risco, para que mais mortes evitáveis não aconteçam.
    Vamos.
    Que tal agora?

  17. Sempre que ocorre uma enchente na Capital Paulista, a Marginal Tietê sofre as consequências. Porém desta vez, a gravidade ficou para os pobres do Jardim Pantanal, Chácara Três Meninas, Vila das Flores, Jardim São Martinho, Vila Aimoré, Vila Itaim e Jardim Romano que ficam na Zona Leste. Eu acho que isso já estava premeditado pelos políticos diretamente ligado aos interesses da construção do Rodoanel e da ampliação da Marginal Tietê. O governador José Serra e o prefeito Kassab decidiram fechar as comportas da Penha e consequentemente a água vinda do temporal não escoariam excessivamente para a Marginal Tietê e evidentemente alagaria, e isso aconteceu, os bairros citados acima. Se alagasse a Marginal, a cidade virava um caos e a imagem do Serra e do Kassab iria para o esgoto. As 10000 famílias ilhadas não gera caos para os políticos. O que dá mais voto? As 10000 familias pobres ou a Marginal Tietê bonitinha? O governo está prometendo construir “casas” para os ilhados e isso não custa nada para o governo paulista. Assim os pobres alagados ficam felizes e ainda votam no PSDB e DEM.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s