5 comentários sobre “A chave

  1. Que texto encantador!!! Por conta de expectativas e ansiedades as vezes colocamos a nossa resposta na frente dos fatos e mudamos tudo, sem ao menos tentar!!!!

  2. Ola Abgail

    É nisso que dá quando a língua é mais rápida que o cérebro
    Só burradas, uma em cima da outra!
    Aí, os que possuem as velozes línguas questionam porque sofrem.

    Obrigado pelo belo texto
    Feliz 2010
    Armando Italo

  3. A única fonte de comportamentos irracionais, inclusive este relatado no texto, é uma parte da mente humana que age de uma forma estímulo-resposta e não está sob nosso controle voluntário. É por isso que você magoa as pessoas que ama e faz coisas ilógicas das quais se arrepende. Chama-se mente reativa. Foi descoberta pelo escritor e filósofo americano L. Ron Hubbard.
    No livro best-seller Dianética: O Poder da Mente Sobre o Corpo, o autor explica o funcionamento dessa mente com detalhes. E além disso, ensina como se livrar dela.

  4. Biga,
    tudo bem?
    Eu passei tres anos separada do meu cunhado(que amo tanto) e olha que é cunhado, por não ter dado uma volta na fechadura direito. Acho que me apressei demais, conclusões precipitadas…
    Felizmente eu fui pedir perdão e ele aceitou. Ja pensou passar a vida inteira longe dele, da minha irmã e sobrinhos ,por uma besteira.
    Sabe que pedir perdão tambem faz bem! Alguem tem que dar o primeiro passo.
    Adorei o texto! me identifiquei!
    bjo
    Feliz 2010
    Paula(Magic)

  5. Eu acho que o pior é quando surgem desavenças, as pessoas se afastam uma das outras, amigos, familia, colegas de trabalho por causa de dinheiro, bens, picuinhas, ciumezinhos, inveja.
    Aquele negocio, de a língiua ser mais rápida que o cérebro.
    Comentei aqui recentemente, sobre um triste e deprimente fato sobre um amigo de infancia, fomos praticamente criados juntos como irmãos de sangue e de fé, que nasceu em uma familia humilde de poucas posses materiais, que lutou a sua vida inteira, as duras penas formou-se, sempre estudando em escolas e universidades publicas, tornou-se um grande executivo, altos salarios, status perante a sociedade, porém sempre mantendo os seus principios da humildade e simplicidade, voltando todas as atenções a familia e principios usados “nos antigamentes”
    Casou-se teve dois filhos, logo após o famigerado plano Collor, perdeu o seu emprego porque a empresa encerrou suas atividades no Brasil, e não pode mudar de pais por razões óbvias, e assim “entrou na ruina financeira” o sonho acabou, a sua mulher preferiu o divorcio, foi morar com os pais do que ter que enfrentar as dificuldades e uma vida mais simples em comparação com a que levou nos “bons tempos”
    Até que um dia este homem, la com os seus cincoenta e poucos anos, obviamente passou por serias dificuldades financeiras, deixou de pagar a pensão alimenticia aos filhos ja maiores por pura falta de condições, filhos estes que tiveram sempre o pai ao lado em todos os momentos, até que um dia os proprios filhos executaram o pai na justiça por não poder pagar a pensão alimenticia e acabou sendo preso.
    Agora este amigo encopntra-se doente, com depressão, diabético, cardíaco.
    Conseguiu aposentar-se pelo INSS e tenta sobreviver com o que recebe.
    Os filhos?
    Nunca mais visitaram o pai “porquê a justiça depois de anos” deu ganho de causa ao pai por realmente por não ter condições devidfo a sua saude fragilizada, sem condições de exercer uma atividdade por mais leve que seja.
    Mas nós os amigos estamos aqui ao seu lado para o que der e vier.
    Ai pergunto:
    Os anos estao passando, será que um dia este filhos, se assim podemos considerá-los, irão reconhecer, cair na real e ver o erro e que o dinheiro, bens materiais, posição social, status não são ítens primordiais nas vidas das pessoas as injustiças que cometeram com o proprio pai que sempre foi e esteve presente?
    Esse fato faço questão de comentar sempre que posso.
    Mesmo se o pai fosse o maior vigarista sobre vários aspectos existente na face da terra.
    Mas não é o caso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s