“A natureza nunca é culpada de nada”, diz geólogo

 

O estado de São Paulo tem um mapa que identifica as áreas de risco e determina quais terrenos podem ser mais ou menos ocupados. Com base neste documento, a carta geotécnica, é que os municípios tem de traçar seu desenvolvimento. A explicação é do geólogo Álvaro Rodrigues dos Santos que credita a este trabalho, entre outros, a redução no número de mortes provocadas por deslizamentos, na Serra do Mar.

Em entrevista ao CBN São Paulo, o ex-diretor do IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – responsabilizou a forma de ocupação do espaço urbano pelas tragédias que tem sido registradas nesta virada de ano. “A natureza nunca é culpada de nada” disse ao explicar que as chuvas que ocorrem neste período com forte intensidade costumam se repetir a cada 10, 20 ou 30 anos.

Álvaro Rodrigues dos Santos disse que está otimista em relação as soluções técnicas para combater o problema, mas pessimista quanto as decisões políticas. Na conversa desta manhã, no CBN SP, o consultor de geotecnia descreveu algumas ações que ajudaram a impedir mais mortes no Estado de São Paulo:

Ouça a entrevista do geólogo Álvaro Rodrigues dos Santos ao CBN SP

3 comentários sobre ““A natureza nunca é culpada de nada”, diz geólogo

  1. Pela primeira vez, ouço alguém não responsabilizar a natureza pelas tragéidias causadas unicamente pelo ser humano. Infelizmente, o comum é a mídia (desinformação? Preguiça?) começar uma notícia culpando as chuvas: “As chuvas causaram estragos…”

  2. Ué:

    Permitiram que cidades crescessem desordenadamente, carros e mais carros nas ruas, predios e mais predios lançados por dia, cada vez mais altos, em lopcais totalmente inadequados, aliáz isso estamos carecas de saber, contribuindo para um super adensamento populacional, resultando em mais zonas de calor, favelas, vilas, vilarejos, avenidas nas margens de rios, impermeabilização total do solo, o povo sem educação que joga toda sorte de lixo e porcaria nas ruas, calçadas, rios, represas, assassinato da mata atlântica e outras matas nativas, e por ai vai
    Então vamos culpar a natureza pelas catástrofes ne?

    Periquito como milho e o papagaio leva a fama.

    Depois que ouvi do prefeito da cidade de São Paulo responder uma pergunta feita no ano passado pelo Milton Jung, sobre o porquê se constroekm tantos predios na cidade de São Paulo e o prefeito respondeu, que predios são necessários, porquê, vejam, só:

    As pessoas casam e precisam morar em algum lugar.

    Depois dessa………
    Fala sério!

    Cidades como Salvador, Florianópolis, Belo Horizonte, estão indo também para o mesmo caminho da cidade de São Paulo
    Para o caos!

    Incorporadoras paulistanas estão construindo os seus monstrengos de concreto, nestas cidades consideradas paradisíacas.

    Nun rapido sobrevôo em baixa altitude é possível comprovar como por exemplo Salvador está ficando entupida de predios
    Do aeroporto ate o centro.
    Uma pena!
    Se cuidem soteropolitanos, e povo de Floripa, considerada como a Ilha da Magia(até quando?) senão Salvador Florianopolis va acabar no caos e o inferno a exemplo de São Paulo nos dias de hoje.

    Culpar a natureza?

  3. Milton, parabéns pela entrevista, e ao ex-colega IPTeano Álvaro, parabéns pela clareza, de sempre, na colocação de aspectos técnicos e sociais envolvidos em obras públicas.
    Pena que o IPT (de conhecimento secular nos aspectos técnicos de obras em todas as áreas da engenharia), um grande exemplo da capacitação brasileira seja desprezado pelos políticos, até governadores de SP, que acabam não o utilizando como braço de apoio em todas as intervenções que são feitas pelas empreiteiras de obras públicas.
    Resultam assim problemas que surgem nas epocas chuvosas como queda de morros, enchentes do Tiete, desabamentos em tuneis de metro, etc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s