De sentada na calçada


Pássaro por Maria Lucia Solla

Por Maria Lucia Solla

Ouça ‘De sentada na calçada’ na voz da autora

mas é real o que estou a ver
encontro e desencontro
tim tim
rindo a comer e beber
se fartando de mim

e quem está com os dois
não pode ser olhe lá
esperança e desesperança
não acreditaria se ouvisse falar

a Vida é mesmo mistério
digo rindo
e falando sério

pensava que fossem
de tribos opostas
que no mesmo ambiente
não estariam
nem de costas

no entanto parecem entrosados
os quatro
partilhando uns dos outros
copo e prato

tim tim
rindo a comer e beber
muito furtando de mim

há intimidade
é mais que um primeiro encontro
parece que vem de longe
que é sólida a amizade

riem
é só o que me falta
além do ar
desencontro abraçado
à esperança
os dois a gargalhar

Maria Lucia Solla é terapeuta, professora de língua estrangeira, realiza curso de Comunicação e Expressão, escreve no Blog do Mílton jung aos domingos, e é ótima companheira para bater papo sentada na calçada.

10 comentários sobre “De sentada na calçada

  1. Fomos
    na Marte Veículos, dia 02 de janeiro do corrente e compramos à vista
    uma Spacefox prata. Agendamos com a mesma vendedora Sra. Gislaine a
    retirada para o dia 14 às 15h30. Deixamos dia 10 de janeiro os
    acessórios para a instalação. No dia agendado, chegamos, eu e minha
    irmã, às 16h30. Apresentaram um veículo com o pára-choque
    descascando em dois locais, mostrando o fundo negro, lembrando que a
    cor dela é prata, e o capô com saliências… Total descaso e eu com
    viagem marcada! A atendente do setor Sra Liliana, disse que isso não
    era problema, era só uma “micro-pintura” aqui uma “lixadinha” ali…
    Era só eu retirar o carro ZERO nestas condições e depois AGENDAR os
    reparos das pinturas e funilaria! Então, chamaram o gerente Sr.
    Fernando, que procurou outra solução já que eu não aceitei tais
    condições. Fiquei até mais de 18hs! Esperando a opção de trocar o
    pára-choque por um de outro veículo zero do pátio.. O que não foi
    possível, pois, os veículos tinham um dispositivo de sensor para
    manobras, que eu não adquiri… Fomos para outra gerência, Sr. Morais,
    que disse para não termos mais “desgaste no processo”, pois já havia
    disponibilizado profissionais para ficarem além do expediente! Ele se
    prontificava em solicitar um outro veículo na fábrica para a troca das
    peças! O que provavelmente aconteceria no dia 20 de janeiro, mas ele
    também não podia garantir com exatidão, pois não dependia dele e sim de
    outro setor! Então que eu retirasse o VEÍCULO ZERO KM nestas condições
    e aguardasse seu contato. Não o retirei.

    Passei o caso para a Volkswagem e está em análise desde o dia 15 de janeiro. Na
    tarde deste mesmo dia, a vendedora Sra Gislaine entrou em contato
    informando que a gerência já havia solicitado o carro na fábrica e que
    a troca das peças ocorrerão na minha presença. Portanto a mesma postura!

    A QUEM DEVO RECORRER?

    Obrigada

    Silvana Maria dos Reis

    9661-5314

  2. Quem admira uma escrita, é porque de alguma maneira pensou em dizer ou escrever o que leu. Se sente tão íntimo do texto que, se imagina um velho amigo do autor.

    Por isso sempre me refiro a vc como Malu.

    Boa semana

  3. Carambam Silvana,

    que pesadelo!

    Eu iria ao Procon e/ou ao Tribunal de Pequenas Causas, e exigiria que meu carro ZERO KM fosse mesmo zero Km e que fosse entregue no dia e na hora combinados, do mesmíssimo modo como se exige do comprador, o pagamento.

    Como no caso do pagamento exige-se multa, e consequentemente acréscimo no valor do bem, no seu caso, cada dia de atraso na entrega do carro – em excelentes condições – acarretará ao vendedor um decréscimo diário no valor a ser pago por você.

    Que tal?

    Bem, obrigada por vir até aqui.
    Volte sempre,
    ml

  4. Oi “iscrivinhadera”

    Existem pessoas que sentem o que pensam e outras que pensam o que sente

    Você é a segunda.

    PS:
    Que tal ir ao PROCOM senhora Silvana?

  5. oi, amigo “voadeio”,

    É por isso que, há dois anos, quatro eletros e um ecocardiograma não disseram nada para os médicos “examinaderos”. Se tivessem lido o que escrevo, teriam economizado tempo e dinheiro.

    Boa semana pra você.
    Beijo,
    ml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s