Ipad, quem precisa de um ?

 

A velocidade com que gadgets chegam em nossas mãos é muito maior do que nossa necessidade. Neste momento me deparo com esta situação ao testar um Ipad, presente da família. Corri para a revista com a qual tenho maior intimidade por ser especializada nos produtos da Apple, a Mac+, e passei a folheá-la com ansiedade. Queria logo uma resposta para minha dúvida: por que preciso de um Ipad?

Lógico que o primeiro aplicativo que baixei foi o da CBN, tinha de testá-lo. E ouvir rádio nestes equipamentos para mim é a prova inconteste de que este veículo está sempre disposto a evoluir, característica que o levou a sobreviver e frustrar aqueles que por vezes assinaram seu atestado de óbito. No entanto, o Ipad me obriga apenas a ouvir rádio. E faz o som desaparecer, enciumado, se busco nova tarefa, comportamento nada mais natural nestes tempos (o meu, não o do Ipad).

Nas sugestões do editor e na navegação pela loja de aplicativos da Apple descobri outras funcionalidades. O acesso ao banco em um clique – menos o HSBC que teima em andar atrás da concorrência -, a leitura do jornal que já recebo em casa e do outro que demora a chegar na banca, algumas revistas e muitos livros de graça – nenhum em português que realmente valha a pena ler (se você souber de um deixe a indicação, por favor). De qualquer forma, livros que chegam pelo Ibook são ótimos de ler pelas facilidades oferecidas, dicionário prático, espaço para anotações e agilidade na busca.

A bateria dele é viciante, parece não terminar nunca. Falam em até nove horas ininterruptas. Uma goleada sobre qualquer outro equipamento eletrônico.

Ensaiei este post no Pages do Ipad – o Word da Apple -, demorei para encontrar algumas facilidades que havia nele e mais ainda para dar sequência aos parágrafos. Preferi correr para meu MacBook que já está totalmente dominado. Devo me acostumar com o teclado na tela, mesmo que não cosiga digitar com a mesma velocidade e muitos dedos além do ‘indicador’. Há uma irritante mania do programa sugerir palavras com letra maiúscula onde não deve. Até parece que não sabe falar em português (e não sabe mesmo).

O Keynote do Ipad é nota 10. Sou tão fã deste programa de apresentação que nem mesmo o fato de eu ser um neófito em Ipad me incomoda. Montar as telas com os dedos é fácil e interessante. Soube, porém, que arquivos do Keynote migrados para o Ipad tiveram problemas de adaptação. A Apple já teria feito os ajustes necessários. Não descobri como, pois minha primeira migração “deu pau” e arquivos de vídeo desapareceram.

No aplicativo do WordPress não consigo cadastrar meu blog ‘desenhado’ sobre esta plataforma mas com endereço Globo.com. Isto não chega a ser um problema. Encrenca é quando tento editá-lo pelo Safari, pois não dá pra rolar o texto nem a área de ‘categoria’. Ou seja, se depender do Ipad para atualizar o blog, tô ferrado. Pra escrever outro blog no qual sou colaborador e foi todo criado no WordPress, funciona de maneira razoável.

Sei que não tem máquina de fotografia nem vídeo, ruim para quem usa o Ipad para se comunicar via Skype, mas apenas por isso. Mesmo porque não vejo senso em tirar fotos com o equipamento, não é prático.

A resposta definitiva sobre a necessidade de estar com o Ipad em mãos não é muito clara para mim, ainda. Bem verdade que enquanto escrevia este post – e isto foi feito cada dia um pouco – mexi muito naquela tela e a quantidade de digitais que deixei é testemunha disso. Houve momentos, em que não fui capaz de abandoná-lo pelo Imac ou o MacBook que estavam sobre a mesa de escritório. Um comportamento revelador, sem dúvida.

Com todas estas dúvidas e sem ter explorado parte de aplicativos interessantes que estão a espera de um clic, não por acaso fui encontrar no conselho de uma terapeuta, nossa colega de blog Maria Lucia Solla, a melhor justificativa até aqui. O Ipad, assim como muitas das novidades eletrônicas que chegam ao mercado a todo momento, fascinam os adultos da mesma maneira que os brinquedos chamam atenção das crianças.

Portanto, pegue o seu e se divirta, sem dor na consciência.

20 comentários sobre “Ipad, quem precisa de um ?

  1. 120gb ssd, 8gb ram, e alguns tb de disco, trocados por um Mini e um Nas( servidor domestico).
    A mesa de trabalho cresceu, a conta de eletricidade ficou mais enxuta mas principalmente, estou me divertindo.
    PS:. Se este post chegar ate você, vou perder uma boa desculpa pra testar o Pad.

    Abraços.

    Enviado via iPhone

    • Sérgio,

      Sua mensagem chegou. Que isso não o desestimule de testar o iPAd e depois me falar da experiência, mas, por favor, sem todas aquelas siglas e números que costumam me atrapalhar na interpretação da mensagem.

  2. A Apple sai na frente – e muito- quando o assunto è layout ( dos aplicativos, dos aparelhos….) Isso ganha pontos no universo feminino, principalmente. Mesmo tendo alguns defeitinhos como não abrir site em flash e nāo ser multitarefa o fato é: estamos nos tornando applemaníacos. O Ipad é prático e portátil. Atende as necessidades do dia-a-dia. E muito em breve estaremos todos digitando na tela do computador através do sistema Touch- seja em um Iphone, Ipad ou novas criações.Porque além de tudo a Apple cria tendência.

    • Mariana,

      A Apple faz arte e como toda arte tem admiradores e críticos. Estou na primeira turma, também. Porém, tento me conter e não ser seduzido apenas pelos olhos, me esforço para desenvolver os demais sentidos que devem ser aguçados pela arte (ou pela tecnologia).

  3. Milton, bom dia.

    Brinque com ele. É o que eu recomendo.

    Abraços e vamos torcer para o Grêmio que agora precisará do Internacional para tirar pontos do Botafogo.
    provocação..

    • Ezequiel,

      É o que tenho feito. E quando assisto no PPV aos jogos do Grêmi, ouço a transmissão da CBN no Ipad. Por que não basta vencer, tem de secar, também.

  4. Oi Miltonb
    vc como jornalista, âncora, chefão, etc que precisa fiar ligado 24 horas por dia, certamente o Ipad vai ser bastante util.
    então meu caro:
    da mesma forma outros porofissionais que realmente necessitam dos Ipads para agilizar os seus dia a dia.
    Divirta-se e curta-o
    Ainda, pelo menos por em quanto, fico com desktop, seven, XP, Linux e o meu mini celular que me ajuda e muito, nao faz volume, não pesa rs rs, recebo chamadas pelo skype, tefonemas.
    Inclusive para ouvir a CBN quando estou em trabalho externo, receber emails, enviar, em caso de urgencia dar uma navegada na net.

    • Armando,

      A tentação de se explorar estes equipamentos é enorme, mas como você faz devemos nos conter com aqueles que se adaptam as nossas necesidades, atendem nossas demandas.

  5. Pois é carissimo Milton
    Depois de alguns anos ficar na dependencia de tÉnicos para me ajudar na manutenção ods meus pcs, note books, decidi então aprofundar-me nos estudos na informatica e assim com o passar dos tempos tornei-me técnico de filhas, amigos, amigos das filhas, parentes, etc.
    Dá até para ganhar uns dindins extras rs rs
    A real necessidade em adquirir equipamentos a exemplo dos Ipads, vai de cada um, gosto, preferencias.
    Um tipo de pergunta que sempre me fazem:
    -Que computador, note book devo comprar?
    -Multiprocessado os multitarefas ou os monos processados?
    Abraços
    Armando Italo

  6. Milton,
    Sem dor na consciência mas ainda assombrada com a alta tecnologia. Sua matéria me remeteu ao texto abaixo, que escrevi num passado recente.

    Nem te conto
    Estamos todos assanhados para aprender informática.

    A sala cheinha de gente. Gente cheinha de experiência. O local: Telecentro Malba Tahan, na Biblioteca do mesmo nome, em Veleiros, Capela do Socorro.

    O duro que é uns estão com pouca acuidade visual. Outros com a audição um tanto avariada e todos com alto colesterol e algumas câimbras inexplicáveis que acabam surgindo no meio das explicações.

    E por falar em explicações, após tantos: – ‘hein(?) e não tô vendo’- a professora Gisele ensinou logo a clicar em ‘ Ver e Ampliar’, uma lição imprescindível.

    Algumas vezes, perdemos o fôlego porque clicamos mal e apaga tudo. Não queremos passar vergonha. Pressão a mil.

    Leques, garrafinhas de água e muita sudorese pra ninguém botar defeito. Olhos estatelados na tela e mão descontrolada que teima em apresentar mal de Parkinson bem na hora de arrastar o tal do mouse e clicar. Êta nóis! Devia ter desfibrilador nessa sala. Má circulação, taquicardia e uma ânsia de saber. Não temos tempo a perder.

    Para aulas de HTML avançado, a presença do cardiologista devia ser obrigatória. Ser um internauta é perigoso.

    A Gisele passou semana inteira se esgoelando: Cliquem em Ver e Ampliar.

    Na sexta-feira seguinte, não é que tinha um cara na porta do Telecentro entregando panfletos: “Exame de vista grátis e óculos em suaves prestações”.

    Nem te conto!

  7. Se você já tem um notebook e um iPhone, não vejo muita razão de se ter um iPad para “uso geral”.
    Pode ser um excelente primeiro contato, divertido e educativo, de uma criança pequena com um computador.
    Talvez valha a pena comprar um iPad em vez de outro eReader como o Kindle, por ser mais divertido e permitir outras funcionalidades.
    E deve ter usos específicos bem interessantes, por exemplo, para fazer pesquisas de opinião em campo e coisas assim, em que antes se usava palmtops.

  8. Amo meu iPhone e, para mim, o iPad não passa de um Apple fone agigantado. Se tivesse que comprar um tablet, provavelmente escolheria o Galaxy S Tab, da Samsung (ainda que a empresa seja campeã de reclamações…). Viver com um sistema que rejeita Flash pode ser frustrante, basta o computador de mão. 😉
    Mas divirta-se. Já que não podemos mais ter autoramas e bonecas (oficialmente, porque muita gente tem e nega), ao menos brinquemos com o que nos é ‘maduramente’ oferecido.
    Beijos!

    • Roberta,

      A cada dia tenho descoberto uma vantagem em ter o Ipad na mão. Se não uma vantagem, uma justificativade tê-lo em mãos. Meu GPS, da idade da pedra, será abandonado, pois a navegação de GoggleMap é rápida, precisa e não exige atualização de mapa. Tenho o mesmo aplicativo no meu celular i1 da Motorola, mas a lentidão para acompanhar o mapa supera a do trânsito em São Paulo.

      Continuemos a usufruir de nossos brinquedos e aproveitarmos o prazer que estes podem nos proporcionar.

  9. Milton, você fica brincando com esse trem ai e esqueceu da avalanche tricolor.
    Não é que o internacional ajudou ??

    Brincadeira, outro motivo o fez não escrever

    Abraços

  10. Vejo o iPad como o verdadeiro computador pessoal. Ele é quem nos acompanhará, os netbooks e notebooks vão ficar para trabalhos mais pesados que dependem de mobilidade. Para trabalhar, computador de mesa, sem dúvida. Mas para ficar a toa em casa, escrever pequenas mensagens, emails, internet e brincar, brincar muito, ele é o cara. Divirta-se com o seu, estou me divertindo com o meu há algum tempo. E só troco ele pelo iPad 2, que está por vir. É… e lá vamos nós de novo…. Abraços!

    • Que me permitam todos que leem este blog. O Sérgio Miranda é o editor da MacMais revista que cito neste post. Aliás, na edição deste mês de novembro faz compartivo entre o Ipad e o MacBookAir, bastante útil para quem pretende fazer sua compra de Natal. Obrigado por passar por aqui.

  11. Olá Milton!

    Todas suas dificuldades são solucionáveis, você só precisa se habituar mesmo.

    Mas a melhor definição que ouvi do iPad foi “é o computador que minha vó usaria”. Não no sentido perjorativo, mas na facilidade de uso: qualquer pessoa que nunca viu um computador na vida já sai usando em 5 minutos.

    Costumava usar um iPad mas ele foi despudoradamente roubado pelo meu filho de 1 ano e 3 meses…

    Abração!

    • A minha experiência neste primeiro mês tem sido esta mesma. Pois para acessar mídia, não tem igual. Tenho lido meus jornais por ele, além de muita coisa boa na internet. Dia desses descobri que pode substituir com vantagem o velho e desatualizado GPS do meu carro (desde que a Claro não me deixe na mão como hoje)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s