Os estudantes e o exame da OAB

 

Por Milton Ferretti Jung

Quando fui estudante, e idêntica experiência viveram também os meus três filhos, precisávamos enfrentar, antes de chegar à faculdade, os cursos primário, ginasial e o clássico ou científico. Neste, se inscreviam os que pretendiam estudar, por exemplo, medicina. Naquele, os que desejavam ser advogados. Já naquela, no meu caso especialmente, distante época, o que diferenciava o clássico do científico, era o latim, materiazinha bem difícil. Quem o cursava, necessitava, igualmente, lidar com matemática, química e física, meus espantalhos, digo de passagem. Fosse pelo desejo paterno, eu teria enfrentado uma faculdade de Direito. Lamento não ter podido satisfazer o sonho do meu pai, mas o veículo Rádio me conquistou, de maneira irremediável,antes mesmo de eu concluir o clássico no Colégio Nossa Senhora do Rosário. Creio que papai se conformou com a minha opção.

Se eu tivesse seguido o seu desejo, somente seria licencidado para exercer a profissão depois de fazer o exame aplicado pela Ordem dos Advogados do Brasil. Este é o meu assunto de hoje, embora a tal prova não me afete de modo algum, seja ela mantida ou não. Nenhum dos meus filhos pensou em ser advogado. É verdade que ainda não perguntei aos meus netos o que pretendem fazer. Confesso que, já estive entre os que estranhavam a exigência da OAB, mas não porque imaginasse tratar-se de medida visando à reserva de mercado, conforme diz o bacharel João Antônio Volante, autor de recurso apresentado ao STF. Mudei de idéia, ao ver provas que um colega, que era professor de Direito, levava para corrigir na rádio, tamanhas as asneiras escritas pela maioria dos seus alunos, todos no quinto ano. Só lendo para crer. Oxalá isto seja levado em conta pelo Supremo Tribunal de Justiça quando julgar o recurso do bacharel gaúcho.

Os números demonstram que o exame exigido pela OAB têm razão de ser. Notem que na última avaliação realizada em dezembro pela OAB, somente 9,7 por cento dos candidatos de todo o país obtiverram aprovação. Que me desculpe o Dr.Volante, mas não vejo inconstitucionalidade na lei que prevê a realização do polêmico exame. Ele encontra amparo no inciso XIII do artigo 5ºda Constituição Federal, segundo o qual existe liberdade do exercício profissional desde que atendidas as qualificações estabelecidas em lei. Gente baixamente alfabetizada não pode ser considerada apta para exercer a advocacia. As faculdades de Direito do Brasil, com excessões ,claro (como boa parte das de Jornalismo), não garantem boa qualificação profissional.


Milton Ferretti Jung é jornalista, radialista e meu pai. Às quintas, escreve no Blog do Mílto Jung (o filho dele)

43 comentários sobre “Os estudantes e o exame da OAB

  1. Saudações.. infelizmente (felizmente é possivel) vou discordar do Sr., pois acredito que não é correto após cinco anos de estudo e em sua maioria pagando, vir alguem e dizer que tudo o que voce fez não vale.. ainda mais quando esse alguem é o grande responsavel, pois se ele tivesse exercido sua função fiscalizadora, garantida pela lei que instituiu a Ordem e a classe, e impedido que Instituições que não formam ninguem enganassem alguem. Não sou contra o exame da Ordem, apenas sou contra a utilização desse exame para corrigir um erro da Ordem, alias uma obrigação que ela não cumpre e se a cumprisse tenho certeza que não haveria a revolta que hoje existe quanto a aplicação de tal exame. Alem do fato que é incluido no exame questões sobre assunto, que por omissão da Ordem, não fazem parte do curriculo obrigatório das Instituições de ensino.. Não sou advogado, apenas um leigo manifestando sua opinião..

  2. Pois eu sou a favor do exame, tanto para esta, como para qualquer outra categoria profissional que exija qualificação profissional para exercer uma função que afeta diretamete a sociedade. Eu não sou advogado mas meus primos o são na maioria e todos passaram com louvor no tal exame. Por que? Simplemente porque se dedicaram aos estudos com afinco e amor à profissão que futuramente pretendiam exercer. Apenas pagar uma faculdade não resolve, se não houver aplicação do próprio aluno. A fiscalização deve haver e ser rigorosa, e deve-se pôr fim àqueles cursos que não preparam o aluno, que são apenas máquinas de fazer dinheiro para seus donos. Mas o exame é imprescindível, pois é através dele que podemos separar o joio do trigo, e tem muito “joio” por aí exercendo a função do Direito.

  3. Sou bacharéu em dirieto e sou injustiçado por esse exame que cria barreiro para eu trabalhar.

    O STF vai acabar com esse exame imora e inconstitucional!

    Fim ao exame da OAB.

  4. .
    Bommmmmmmmmm diaaaaaaaa!!! Rsrs…

    …confesso que já pensei sobre o exame da OAB, dentr muitos outros…

    …é fato infelizmente, que exitem diversas pessoas por ‘n motivos’ que só almejam o diploma e não o que podem aprender e vir utilizar na vida das mais diferentes formas…

    …talvez a globalização, talvez a família, talvez o papai-noel, rsrs…

    …não defenderei ou serei contra…

    …penso que quando você escolhe um curso, acredito que você já tenh refletido sobre o que quer, como quer, que caminhos a seguir…

    …se vermos pelo lado da qualidade de seus formandos, sim pode ser preocupante, porém o Direito é muito vasto e provavelmente suas ramificações (se assim posso dizer) vão aumentando, e profissionais especializados em uma determinada área é cada vez mais comum…

    …porém espera-se um mínimo do mínimo de cada aluno / candidato / ser humano ou seja lá como vocês prefiram dizer…

    …mas sinceramente, acredito que os cursos de direito em cinco anos não tem as materias que serão abordadas no exame da OAB, algo de errado tem…

    …A nossa OAB
    (refiro-me nossa, pois sua existência não é só para defender a classe de advogados, mas sim para melhor os serviços por estes prestados a Nação Brasileira e não menos ao Povo Brasileiro)
    pode alegar que não é responsavel pelo o que é dado nos cursos, ai discordo, tal é responsavel e no mínimo conivente…

    …na minha opnião, basta você entrar no site da OAB e verá ou pior, não verá como deve ser os tramites / formas / ações do advogado para com seu cliente, tudo bem que tem no site o ‘Codigo de Etica e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil’ ou ‘Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil’, mas como a maioria das "COISAS" no nosso Brasil, nunca são bem explícitas, principalmente que estes prestam serviços (isto é o que eles informam) a toda população brasileira que é sabido que tem os com cursos superiores e pos, mas também os que não tem o ensino fundamental e por incrível que paraça (pelo manos na minha cabeça) aqueles que não sabem ler escrever (não estou desfazendo dessas pessoas, é que penso que tal é inaceitável existir no Mundo…

    …Bem, no meu veridito, como cidadão, mesmo que o meu / nosso País Brasil assim não me trate e toda a adminsitração pública, afirmo : "Culpados", a OAB é responsavel, e se não faz nada sobre os cursos não terem suas respectivas matérias caracteriza que só que obter lucro e não a qualidade deste cidadãos que estão se formando e ou se formaram…

    …A OAB faz que nem os Governos: Federal, Estaduais e Munícipais, e não estou me referindo só aos que estão no mandato neste momento, seus antecessores também (foram e são responsáveis), que são os concursos públicos, onde você cidadão estuda, estuda, estuda, muitas vezes deixa de comer, vai a pé, usa roupas velhas, sapatos recauchutadas para poder tentar ter (um salário de R$2500, que isso deveria ser o salário mais baixo para ter) uma vida de certa forma com dignidade…

    …então você passa, mas por ‘n motivos’ não somos convocados, (mas tal estava no edital, rsrs) e ai passam-se dois anos (as vezes nem isso) e abre-se novo concurso exatamente daquele que você prestou, isso é o que a RFB – República Federativa do Brasil nos oferece, e o pior é que normalmente aceitamos, e quando não aceitamos, o "Estado" faz nós irmos de um lado para o outro como uma bolinha de ping pong até que você desista ou morra de raiva, e olha que isso mata…

    …vou para por aqui, acabou de aparecer que me restam menso de cinco minutos, tenhão todos um ótimo dia!!!
    .
    ass:Douglas The Flash
    .
    U@!21x3dc1PTI025P13TimIAspPjSlEstM1418Ago111001Quafj0954.02
    .
    http://eujafuiprejudicadoporservicospublicos.wordpress.com/
    .

  5. Caro senhor Milton, não é uma pilha de provas escritas por estudantes do 5 ano de alguma faculdade do Brasil que vai dizer se o exame é constitucional né? Isso aí mostra o quanto essa faculdade e o mec tem que ser responsabilizados! O senhor mostra com isso que a necessidade parte realmente do Mec em fiscalizar com mãos firmes! e a Oab usa isso como reserva de mercado! E ainda, cobra caro para ter essa reserva! A oab já não sabe para que lado atira na tentativa de puxar as rédeas de uma situação que ela mesma criou ao longo dos anos. Acho isso uma falta de respeito com todos os bacharéis!

  6. Sou contra o exame da OAB, sinceramente qualquer bachareu mal formado pode passar tranquilamente no exame após fazer 6 meses de cursinho. Então me digam se 6 meses de cursinho suprem as deficiencias dos cursos ruins de bacharelado!
    O diferencial do proficional é o mercado de trabalho, la só os bons sobrevivem. Exame da ordem so serve pra enriquecer donos de cursinhos preparatorios.
    Sou bachareu em Direito e empresario e garanto que o mercado se encarrega de eliminar os péssimops proficionais.

  7. Não sabe nem o que está falando o Jornalista.

    Vc não sente na pele o que é não ter função que vc espera depois de 5 anos de faculdade.

    Para vc é fácil falar vc fez sua faculdade de Jornalismo nenhuma catergoria profissiona aplica um exame totalmente inconstitucional.

    Agora eu pergunto porque só a faculdade de direito????

    É fácil falar e dar sua opinião a favor quando vc não sabe das injustiças cometidadas por esse exame, desde a sua inscrição no valor de R$ 200,00 (duzentos reais).

    É isso mesmo R$ 200,00 (duzentos reais), nem concurso público cobra isso…

    FIM AO EXAME DA OAB!!!!

  8. Sr. Bacheréu, Gildo,

    Melhor assim:

    “Sou um bacharel em direito, injustiçado por tal exame que cria barreiras para que eu possa exercer à minha profissão.

    Desejo que o STF, acabe com este exame que particularmente considero imoral e inconstitucional!

    Fim ao exame da OAB!”

    Desejo-lhe sorte,

    Marcelo Henrique Bispo de Oliveira
    (16 anos, e futuro examinado pela OAB)

  9. Só para esclarecer que no texto que escrevi o que faltou ao digitar:

    Sou bacharéu em dirieto e sou injustiçado por esse exame que cria barreira para eu trabalhar.

    O STF vai acabar com esse exame imoral e inconstitucional!

    Fim ao exame da OAB.

  10. .
    Bommmmmmmmmm diaaaaaaaa!!! Rsrs…

    …confesso que já pensei sobre o exame da OAB, dentr muitos outros…

    …é fato infelizmente, que exitem diversas pessoas por ‘n motivos’ que só almejam o diploma e não o que podem aprender e vir utilizar na vida das mais diferentes formas…

    …talvez a globalização, talvez a família, talvez o papai-noel, rsrs…

    …não defenderei ou serei contra…

    …penso que quando você escolhe um curso, acredito que você já tenh refletido sobre o que quer, como quer, que caminhos a seguir…

    …se vermos pelo lado da qualidade de seus formandos, sim pode ser preocupante, porém o Direito é muito vasto e provavelmente suas ramificações (se assim posso dizer) vão aumentando, e profissionais especializados em uma determinada área é cada vez mais comum…

    …porém espera-se um mínimo do mínimo de cada aluno / candidato / ser humano ou seja lá como vocês prefiram dizer…

    …mas sinceramente, acredito que os cursos de direito em cinco anos não tem as materias que serão abordadas no exame da OAB, algo de errado tem…

    …A nossa OAB
    (refiro-me nossa, pois sua existência não é só para defender a classe de advogados, mas sim para melhor os serviços por estes prestados a Nação Brasileira e não menos ao Povo Brasileiro)
    pode alegar que não é responsavel pelo o que é dado nos cursos, ai discordo, tal é responsavel e no mínimo conivente…

    …na minha opnião, basta você entrar no site da OAB e verá ou pior, não verá como deve ser os tramites / formas / ações do advogado para com seu cliente, tudo bem que tem no site o ‘Codigo de Etica e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil’ ou ‘Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil’, mas como a maioria das “COISAS” no nosso Brasil, nunca são bem explícitas, principalmente que estes prestam serviços (isto é o que eles informam) a toda população brasileira que é sabido que tem os com cursos superiores e pos, mas também os que não tem o ensino fundamental e por incrível que paraça (pelo manos na minha cabeça) aqueles que não sabem ler escrever (não estou desfazendo dessas pessoas, é que penso que tal é inaceitável existir no Mundo…

    …Bem, no meu veridito, como cidadão, mesmo que o meu / nosso País Brasil assim não me trate e toda a adminsitração pública, afirmo : “Culpados”, a OAB é responsavel, e se não faz nada sobre os cursos não terem suas respectivas matérias caracteriza que só que obter lucro e não a qualidade deste cidadãos que estão se formando e ou se formaram…

    …A OAB faz que nem os Governos: Federal, Estaduais e Munícipais, e não estou me referindo só aos que estão no mandato neste momento, seus antecessores também (foram e são responsáveis), que são os concursos públicos, onde você cidadão estuda, estuda, estuda, muitas vezes deixa de comer, vai a pé, usa roupas velhas, sapatos recauchutadas para poder tentar ter (um salário de R$2500, que isso deveria ser o salário mais baixo para ter) uma vida de certa forma com dignidade…

    …então você passa, mas por ‘n motivos’ não somos convocados, (mas tal estava no edital, rsrs) e ai passam-se dois anos (as vezes nem isso) e abre-se novo concurso exatamente daquele que você prestou, isso é o que a RFB – República Federativa do Brasil nos oferece, e o pior é que normalmente aceitamos, e quando não aceitamos, o “Estado” faz nós irmos de um lado para o outro como uma bolinha de ping pong até que você desista ou morra de raiva, e olha que isso mata…

    …vou para por aqui, acabou de aparecer que me restam menso de cinco minutos, tenhão todos um ótimo dia!!!
    .
    ass:Douglas The Flash
    .
    U@!21x3dc1PTI025P13TimIAspPjSlEstM1418Ago111001Quafj0954.02
    .
    http://eujafuiprejudicadoporservicospublicos.wordpress.com/
    .

  11. Eles mudaram quando eu digitei.
    Vc professor que não sabe nada – Professor Lima!

    Eu sou bacharel em direito e tem que acabar com o exame da ordem sim!

    E você professor vai tomar conta da sua vida que o Sr. ganha mais!!

    FIM AO EXAME DA ORDEM!
    FIM AO EXAME DA ORDEM!
    FIM AO EXAME DA ORDEM!
    FIM AO EXAME DA ORDEM!
    FIM AO EXAME DA ORDEM!
    FIM AO EXAME DA ORDEM!
    FIM AO EXAME DA ORDEM!
    FIM AO EXAME DA ORDEM!
    FIM AO EXAME DA ORDEM!

  12. Professor que quer dar opinião e não sabe o que está falando.

    Tem que colocar o OPHIR o presidente do Conselho Federal da OAB, para fazer o exame de ordem, garanto que ele não passará.
    Gosstaria de saber como ele iria sobreviver sem a carteira da OAB.
    Pimenta nos olhos do outros e refresco Sr.OPHIR.
    Este exame é incontitucional por tanto não deveria nem ser discutido em reuniões acabem com isso e ponto final.

    Concordo com o Gildo:

    Fim ao exame da ordem!
    Fim ao exame da ordem!

  13. Sou bacharel em direito e não concordo com a aplicação do exame da ordem pela OAB. Ela não pode controlar o mercado e muito menos a qualidade do ensino jurídico no Brasil. A missão dela não é essa.

    FIM

    AO

    EXAME

    DA

    OAB

  14. Os bacharéis que não conseguem aprovação no exame da OAB são e sempre serão contra…. O importante é ter presente que este requisito para exercer a nobre profissão de advogado preserva a sociedade antes de mais nada.

  15. Bom Dia Milton e aos colegas blogueiros,

    Milton! na minha opinião, o exame, tem que permanecer pois, existem algumas profissões que temos estarmos preparados como por exemplo na medicina. Depois Milton a qualidade das faculdades/universidades que formam esses bachareis, não tem nem comentarios. E muitos que se formam, fazem o curso nas coxas e por crorrespondencia. Imaginem o bom adevogado que esses vão ser não é mesmo?
    Portanto, acho correto que tenha a prova do OAB. Só assim, como na medicina, engenharia ou em outras profissões, o risco de cairmos na mão de um picareta, é menor.

    Abr,

    JS.

  16. Saudações,

    Sou a favor de um Exame de proficiência a ser organizado pelo MEC, para todas as profissões (por uma questão de isonomia), inclusive para os bacharéis em jornalismo, pois estes, se não atentarem a ética nas informações que prestam a sociedade, também atentam contra a democracia e a cidadania. Por obséquio, V.S. prestaria algum exame para ingresso a carreira de jornalista feito pelo seu conselho de classe???

  17. Sou cidadão, não tenho nenhum conhecido que fez direito.

    Na minha opinão, sou totalmente contra o exame da OAB.
    Não concordo, porque somente esta profissão.

    Acabem com essa injustiça.

    Extinguem o exame da OAB.

  18. Tenho 25 anos, sou BACHAREL em direito (BACHARELADO), fiz o exame da ordem e fui aprovado.
    Qual o segredo?
    Estudar em boa universidade com vontade e estar afim de enfrentar as dificuldades.
    Não basta fazer qualquer faculdadezinha pagou passou de esquina somente para ter o dipRoma de Devogado.
    Ai vem uns e outros aqui dizendo-se “Devogado e escreve bachareU.
    Vai ser advogado lá no inferno seus analfas e preguiçosos.
    Sou totalmente a favor do exame da OAB e se possivel para medicina, engenharia, arquitetura.

  19. .
    Putz, o Gildo ficou bravo mesmo!!!

    Não adianta nos agredirmos e abaixarmo o nível,
    tal só confirma que diplomas nada querem dizer!!!

    Não sou melhor nem pior que ninguém, mas tenho meu direito a uma opinião, penso que todos temos, e temos que respeitar cada opinião, por mais absurda que possa parecer!!!

    Que Deus, se é que ele existe, dei-nos serenidade e sabedoria em nossas palavras, e quando não conseguirmos sentir “este”, podemos consultar um dicionário e usar palavras que expressem o que pensamos sem agredir aos próximos!!!

    Tenham todos um ótimo final de semana!!!
    ps: mesnos os corruptos é claro, rsrs, kkk!!!
    .
    ass: Douglas The Flash
    .
    U@!21x3dc5PTI025P13TimVSesConM1419Ago112012Quafj22.24
    .
    http://2tjuridico.wordpress.com/
    .

  20. Da mesma forma que um advogado pode mandar um inocente para a cadeia ou um bandido para rua, um engenheiro tbem pode matar milhares de pessoas se este não tiver preparo para tal atividade. Um médico mal preparado pode matar um paciente com procedimentos errados. Um jornalista mal preparado pode acabar com a carreira de alguem distorcendo fatos e inventando coisas que não existem. No caso de um advogado picareta ainda mesmo assim pode haver reparo. Vc popde dispensar um advogado e pegar outro mais preparado. No caso do jornalista mal preparado tbem pode ter um reparo mesmo que pequeno. No caso do médico mal preparado e do engenheiro mal preparado infelizmente o reparo nem sempre se dara em tempo. Um predio mal projetado pode matar milhares de pessoas. Um médico mal preparado pode tirar a vida de um paciente ou deixá-lo com sequelas severas para sempre. Eu desconheço: mas será que tem um exame tão severo igual ao da OAB para futuros médicos e engenheiros? Um presidente da Republica, Prefeito, Governador, Vereador, Deputado, Senador faz que tipo de prova mesmo para decidir a vida de milhões de pessoas? Inclusive de como será a Educação no nosso País. Obs: Não sou advogado. Se tivesse verba até gostaria de estudar essa profissão. Mas gostaria de ser especialista em Direitos Autorais.

  21. BOMBA! Presidente da OAB afirma em debate com o MNBD, na TV Câmara: “NUNCA FIZ EXAME DE ORDEM”.

    OAB joga bacharéis reprovados no exame contra a sociedade e evita debater a legalidade do exame.
    Hoje às 17 horas foi realizado um debate ao vivo na TV Câmara Federal em Brasília, entre o presidente estadual do MNBD-DF Higino Neto e o presidente da OAB nacional Ophir Cavalcante onde foi debatido o exame de ordem.
    O apresentador Fabrício Rocha, do programa Participação Popular da TV Câmara, recebeu centenas de e-mails, mensagem no twitter. Segundo a direção este foi um dos programas que mais movimentou os bastidores da TV, pois houve uma participação ativa dos telespectadores.
    Durante o programa houve a participação de pessoas da sociedade brasiliense que se manifestaram sobre este assunto polêmico que será debatido e votado no pleno do STF, ainda este ano. Dentre os entrevistados o analista e escritor Vasco Vasconcelos que foi contundente em defesa da reserva de mercado e da elitização da advocacia brasileira pelo exame de ordem inconstitucional.
    O presidente do MNBD DF Higino Neto soube levar o debate dentro da linha proposta pela direção geral do movimento, com postura e respeito, deixando claramente que o MNBD não é contra a entidade OAB e sim contra o exame de ordem que está cristalinamente em nossa Constituição Federal como inconstitucional.
    O presidente da OAB Ophir Cavalcante insistiu na tese até agora defendida pela OAB, de que o exame de ordem qualifica e é importante para a sociedade, não discutindo, mais uma vez a materialidade jurídica.
    Higino pontuou os artigos da CF que estão sendo violados pelo exame de ordem da OAB, sendo que o presidente da OAB defendeu a permanência do certame alegando existir faculdades de baixa qualidade. Tanto o representante do MNBD como participantes entrevistados, solicitaram que o debate voltasse para o tema, pois não estava sendo discutida a qualidade do ensino, mas sim o exame de ordem da OAB.
    “Se é uma prova que qualifica, então que fechem as faculdades, e qualquer cidadão faça um cursinho preparatório, se passar no exame é advogado!” salientou Netto. A OAB esta jogando os bacharéis contra a sociedade, insinuando que os reprovados no exame são despreparados.
    Durante todo o tempo se criticou o ensino e a falta de fiscalização por parte do estado (MEC), pois se o estado não esta cumprindo sua prerrogativa, o bacharel não é quem tem que arcar com a ineficácia do controle das faculdades. Afirmar que o bacharel esta despreparado somente após a conclusão do curso, quando já está com o diploma nas mãos, é rasgar nossa constituição, pois o art. 5º XIII tipifica “é livre o exercício de qualquer trabalho, oficio ou profissão, atendidas as qualificações que a lei estabelece…”
    O que é qualificação? Onde se adquire qualificação? Obvio que é através de cursos superiores e não através de uma prova! Tanto que a prova mais contundente que o exame de ordem não qualifica como também não afere a competência profissional do bacharel, foram as palavras afirmativas do Presidente da OAB que encerrou sua participação no debate dizendo: “NUNCA FIZ EXAME DE ORDEM”.
    Vejam senhores, Dr. Ophir NUNCA FEZ O EXAME DE ORDEM, MAS É PRESIDENTE NACIONAL DA OAB! O debate entre o MNBD e OAB apresentado hoje pela TV câmara estourou uma bomba nacional nos argumentos da OAB! SEU PRESIDENTE DECLAROU NÃO TER FEITO O EXAME DE ORDEM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

  22. Fim do Exame OAB!!

    BOMBA! Presidente da OAB afirma em debate com o MNBD, na TV Câmara: “NUNCA FIZ EXAME DE ORDEM”.

    E ainda querem aplicar o exame da OAB… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  23. No dia 19/08/2011 foi realizado um debate ao vivo na TV Câmara Federal em Brasília, entre o presidente estadual do MNBD-DF Higino Neto e o presidente da OAB nacional Ophir Cavalcante onde foi debatido o exame de ordem.

    Palavras do presidente: “NUNCA FIZ EXAME DE ORDEM”.

    Fala sério. E ainda comentam a injustiça desse exame da desordem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  24. que a justiça seja feita.
    O Dr Ophir declara publicamente que nunca prestou exame na OAB!
    Então que o Dginissimo presiente da OAB, Dr Ophir preste o exame na OAB.
    Desta forma estará dando ótimo bom exemplo.
    Sua atual condição, nunca ter feito exame na OAB seria mesmo de um comandante querer pilotar um Boeing 747 sem ter sido aprovado na banca da ANAC.
    è ruim heim!

  25. Dr. Ophir NUNCA FEZ O EXAME DE ORDEM, MAS É PRESIDENTE NACIONAL DA OAB! Com essa afirmação do presidente da OAB, não há necessidade de comentar ou justificar mais nada a sociedade brasileira! O debate entre o MNBD e OAB apresentado hoje pela TV câmara estourou uma bomba nacional nos argumentos da OAB! SEU PRESIDENTE DECLAROU NÃO TER PRESTADO O EXAME DE ORDEM!

    E ainda tem coragem de falar que sem o exame vai ser um desastre nacional…

    Piada…rs rs rs rs rs rs rs rs

    FIM AO EXAME DA OAB DEPOIS DESSA!!

  26. Até Portugal derruba Exame de Ordem para estagiário

    Os recém-formados em Direito em Portugal podem respirar aliviados. O Tribunal Constitucional português derrubou a prova exigida para que os graduados pudessem iniciar o estágio obrigatório antes de receber a carteira de advogado. Para os juízes da corte, a obrigatoriedade imposta pela Ordem dos Advogados viola a Constituição portuguesa.

    O exame para os estagiários foi criado no final de 2009 pela Ordem portuguesa, sob a batuta do presidente António Marinho e Pinto. Mal começou a ser aplicado e o teste já ganhou desafetos seja entre os estudantes seja entre os escritórios de advocacia. A primeira prova foi aplicada em março do ano passado e teve como índice de reprovação quase 90%. Dos 288 graduados que fizeram a prova, só 32 foram aprovados.

    Enquanto alguns estudantes recorreram à Justiça para driblar o exame, escritórios de advocacia anunciaram que continuariam contratando estagiários mesmo sem terem sido aprovados, pois confiavam nos próprios critérios de seleção. Quem levou a discussão para o Tribunal Constitucional foi o provedor de Justiça português, Alfredo José de Sousa. A função do provedor de Justiça, figura presente em vários países europeus, é ser o ombudsman da sociedade.

    A prova para os estagiários foi criada por normativa da própria Ordem dos Advogados e, segundo ressaltou o tribunal, não é da competência da instituição criar restrições ao acesso à Advocacia.

    Entre as justificativas para a criação do exame para os estagiários, a Ordem dos Advogados aponta a massificação da profissão. De acordo com a instituição, em meados dos anos 1980, havia 6 mil advogados em Portugal. Hoje, são mais de 30 mil. “Hoje, existem em Portugal milhares de advogados que lutam desesperadamente pela sobrevivência profissional que só poucos conseguirão. O rácio de advogados por habitantes aproxima-se do dos países da América Latina, afastando Portugal dos modelos da advocacia existente nos países desenvolvidos da Europa”, justificou.

    A argumentação não convenceu o Tribunal Constitucional, que rebateu: “O respeito pela reserva de lei funcionará aqui como uma garantia do interesse geral contra o risco de uma regulamentação de índole corporativista. Nessa matéria, não se pode esperar que a satisfação do interesse público resulte das medidas de prossecução dos interesses corporativos dos associados da ordem profissional, tanto mais que os destinatários da respectiva normação não são estes, mas sim os candidatos a nela ingressarem”.

    BRASIL MOSTRA A SUA CARA!!

    DERRUBANDO ESSE EXAME DA OAB TAMBÉM!!

  27. O Exame da Ordem dos Advogados do Brasil é um instrumento de exclusão social que dever ser estirpado do ordenamento jurídcio brasilerio. Na faculdade de direito aprendemos que a CF 1988 é a Lei Maior e a OAB merece nota ZEROOO porque não repeita a LEI MAIOR, provimento não é lei senhor JORNALISTA, antes de escrever tem de saber que PROVIMENTO NÃO É LEI, tem que ter noção do que é o princípio da LEGALIDADE. O exame da ordem fere todos os valores constitucionais É UMA RESERVA DE MERCADO, ELITIZA A ADVOCACIA NO BRASIL. E os ministros não são tolos, são os guardiões da LEI MAIOR, é chegada a hora do STF acabar com essa impunidade da OAB. BASTA.

    • Um bacharel de direito que pretende defender a extinção do Exame da OAB terá todo o respeito deste blog; é imperdoável, porém, se esconder atrás de e-mails falsos para dar a ideia de que sua opinião tem o apoio da maioria daqueles que visitam este post. Foi o que um dos comentaristas tentou fazer, esquecendo-se, contudo, que ao registrar sua mensagem permite, também, o registro de seu IP. Lamentável atitude para quem pretende ser advogado. Talvez consiga passar no exame da OAB se estudar um pouco mais, certamente não conseguirá se o exame medir a conduta ética.

  28. Boa Tarde Milton e aos colegas do blog,

    Milton, como profissional da educação a 25 anos, posso dizer que tenho alguma experiencia na área e sei quem é bom aluno, otimo aluno e o pessimo aluno.
    Para o otimo/bom aluno, não tem tempo ruim, eles desenvolvem tudo que é solicitado e sempre qundo encontramos, eles estão bem empregados, estão fazendo bons cursosos e dificailmente não faz faculdade. Já aqueles que fazem da sala de aula ponto turistico, vivem tirando nota nas costas do outros, dificilmente desenvolvem as atividades solicitadas, reclama de tudo, fala mau de tudo e sempre acha um jeito de sugar ideias dos outros para fazerem os seus trabalhos.
    Com certeza, os bons/otimos bachareis, passam no exeme. Já os pessimos, não vão passar e nem devem pssar mesmo, pois são esses, que vão para as portas de cadeias libertar bandidos e servirem de officibois de luxo para os mesmos. Vão arrumar falças aposentadorias para dar golpe no INSS, receita federal, etc. Parece-me que são justamente esses que estão reclamando e querem acabar com o exeme da OAB.
    Esses, tem duas opições: estudarem para serem bons advogados ou mudar de profissão.
    Onestamente falando, eles deviam mudarem de profissão.

    br,

    J.

  29. O Sr. fala isso, porque infelizmente na sua classe de jornalista não há um exame ou prova qualquer para verificar a qualificação profissional, pois se houvesse, o mesmo entenderia as nossas reivindicações, já que com certeza o Sr. não estaria onde estás hoje. Gostaria que entendesse que minhas palavras não tem o intuito de ofendê-lo, pois não tenho nada contra o Sr., é apenas um desabafo de um pai de família, o qual está 5 anos na mesma situação, não por ter estudado em qualquer faculdade (cursei Mackenzie), como já foi citado pelos colegas acima, mais por estar impedindo de exercer a profissão escolhida pelo fato da existência de um exame que creio eu, não serve para avaliar que tipo de profissional serei, já que basta olharmos ao nosso redor veremos inúmeros advogados (que passaram no exame da OAB) que não honram a profissão que possuem.

  30. O Movimento Nacional dos Bacharéis em Direito – MNBD – surgiu no ano de. 2005 e tem como objetivo único a defesa da Democracia e da Constituição Federal, na questão do Exame de Ordem da OAB, que impede o acesso à Carreira Jurídica de quase 800 mil de Bacharéis em Direito em todo o Brasil (dados INEP/MEC). O Movimento é pacifico, ordeiro e ponderado e é constituído por acadêmicos, formandos e graduados de qualquer curso superior do Brasil. É apolítico, embora façam parte de seus quadros, políticos das mais diversas matizes partidárias. É laico, apesar de congregar membros ligados à diversos ramos religiosos,

    ‘ O MNBD é um movimento democrático, pois é aberto a participação não só de acadêmicos e bacharéis em Direito, mas a familiares destes, assim como acadêmicos, bacharéis, professores, empresários, enfim, todos os democratas que não concordam com injustiças e que lutam por um Brasil melhor e pelo respeito à nossa Lei Maior.

    O MNBD já está estruturado em nível nacional, com direções regionais na maioria dos Estados Brasileiros. A estrutura organizacional do MNBD prevê a unificação dos discursos e das ações jurídicas, políticas e sociais, entre os líderes nacionais, interagindo diretamente com as direções regionais em cada Estado e as direções municipais mantendo contato direto e constante com as direções Estaduais.

    A luta do MNBD contra o Exame de Ordem da OAB vem se intensificando nestas últimas semanas, em virtude do iminente julgamento pelo Supremo Tribunal Federal – STF, do parecer do Ministério Público Federal, que declarou a inconstitucionalidade do exame ao analisar o RE nº.503683, impetrado pelo bacharel em Direito, João Antonio Volante, de Porto Alegre(RS).

    Na análise do RE nº503683 o Sub-Procurador Geral da República, Dr. Rodrigo Janot, afirma que o exame de ordem da OAB viola os princípios constitucionais da igualdade, isonomia, do exercício livre de profissões, além de outros e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e outros normativos do MEC.

    Assim, diante de tantas evidências da ilegalidade do Exame de Ordem, o MNBD está com uma intensa campanha junto à Câmara Federal e ao Supremo Tribunal Federal, com vistas a encaminhar um dossiê contendo informações, artigos elaborados por juristas e matérias jornalísticas, aos Deputados Federais e aos Ministros para sensibilizá-los sobre as dificuldades que vêm passando os bacharéis em Direito.

    CORDIALMENTE

    GISA ALMEIDA MOURA

    SECRETÁRIA

    (51)30722893 (51)96496493

  31. Com certeza isso não lhe afetará em nada, e nem deveria pois se o senhor não é formado em direito não tem como achar nenhuma inconstitucionalidade mesmo no exame de ordem, afinal o Sr. com todo respeito que lhe devo não deve saber a diferença material muito menos a formal entre um provimento e uma LEI.
    O exame de ordem é lindo, no papel, pois na pratica caro jornalista é apenas uma reserva de mercado grotesca, um jeito de arrecadar milhões para uma “instituição” que não presta contas como a OAB, o exame como varios advogados dizem devem continuar porque se os bachareis não reprovarem vamos ganhar menos. Mas como isso não lhe compete, muito menos para opnar pois como o Sr.mesmo disse não é formado em Direito e pouco entende sobre como podemos ver no seu artigo, prefiro deixar pra lá e apenas pedir que pesquise antes de escrever!

  32. Bom Dia Milton e aos Colegas do Blog.

    Milton, para ser sincero e sem rodeios, acho melhor essa turma irem estudar e pronto. Não fiquem ai procurando pretesto para esconderem suas deficiencias. Ou então mudem de profissão. Por que ser advogado já foi. O trem passou e eles ficaram a pé.

    Abr,

    JR.

  33. IMCOMPREENSÍVEL e ABSURDO é um presidente de ORDEM nunca ter feito sequer o Exame de Ordem e muitos que são defensores deste maldito exame sequer fizeram, mas olha que são muitos mesmo.

    Absurdo mesmo!.

  34. Estava assistindo um programa na tv justiça, e falavam o tempo todo, que a oab fiscaliza.
    Pergunto: Alguem ja soube de um advogado ou escritorio ser fiscalizado?
    Se a oab tem esse poder de fiscalizar e diz o tempo todo que as faculdades sao despreparadas, por que a oab nao fiscaliza os professores que na maioria sao advogados atuantes e que ja tem a carteirinha da oab?
    Está claro que a oab teria que investir muito, gastar muito. Entao ela prefere ir pelo caminho inverso, em vez de gastar, ela arrecada com o famoso exame de ordem. Por baixo, R$ 60 milhoes por ano.
    Isso é uma vergonha!!!

  35. Senhores bachareis.
    Assistindo os pareceres dos nobres ministros do stf, e do relator o qual utilizou muito a logica, me deixa pensativo.
    Falaram tanto que o que se cobra no exame é o minimo de conhecimento adquirido na faculdade.
    Que a ordem é chamada para ajudar na elaboracao da prova do MP e Magistratura.
    Que os bachareis devem estar atualizados com os novos ramos do direito.
    Pergunto.
    1) Por que o MP e Magistratura nao sao chamados para elaborarem a prova ou avaliarem os recursos?
    2) Se os bachareis devem estar atualizados com os novos ramos do direito, entao os velhos advogados, ai inclui-se o presidente da OAB que nunca fez o exame de ordem, ja sabem tudo que acontece nos novos ramos do direito, pois a faculdade que eles fizeram, ja previa isso, naquela época.
    3) O minimo de conhecimento, entao os velhos que nunca fizeram exame da oab, bem que poderiam passar por este exame para ratificarem o conhecimento adquirido em suas faculdades.

    Isso é uma vergonha. R$ 27.000,00 (vinte e sete milhoes de reais) por cada exame. Basta multiplicar por 3 que dá para ver quem eles podem comprar.

    Até Portugal passou na nossa frente.

    Que vergonha…

  36. Lamentavel assistir o STF no dia 26/10/2011.
    Claro que nao poderia ser outra decisao. Com os olhos voltados sempre para o bem da oab, todos emitiram pareceres favoraveis a oab, ou ao exame da oab.
    Como disse o Ministro Marco Aurelio, o bachareu precisa fazer a prova para poder atestar o minimo de conhecimento para poder atuar como advogado.
    Ora, se é aplicado o minimo de conhecimento, isso quer dizer que alguem deveria tirar um 10 na prova.
    E quem ja viu alguem tirar 10 na prova?
    Esse minimo certamente os atuais adovogados saberiam tranquilamente responder. Nao concordam? Entao por que eles nao se submetem-se ao exame?
    Se a oab diz que nao é uma reserva de mercado, por que o preco tao diferenciado dos outros concursos publicos?
    Se a oab nao deseja castigar ninguem, por que ela nao opta por um estagio dos bachareis, permitindo que eles fiquem em estagio probatorio, por um ou dois anos, sempre acompanhados de um advogado experiente, nas acoes que por ventura ingressarem?
    Toda acao impetrada por um bachareu, obrigatoriamente teria que ser assinada por um advogado, que seria responsavel tambem. Isso impediria que um bachareu "PERDESSE PRAZO". como foi muito colocado na sessao.
    Ora. Se o bachareu nao é enquadrado nos quadros da oab porque ele pode errar, é certo que os advogados nao erram, ou seja, nunca perderam prazo. Sao todos extremamentes sabios.
    Quem nao soube de um advogado perder prazo?
    Por acaso a oab fiscaliza todos os processos para ver se há alguma coisa errada?
    Dizer que so os bachareis podem errar e com isso fazer o cliente perder, é uma mentira de grande monta.
    Até na justiça do trabalho que diz ser mais rápida, os advogados perdem prazos. E o que a oab diz disso?
    O cliente, como nao tem mais a quem recorrer, desiste de qualquer atitude contra o corporativismo dos advogados e oab.
    Reclamar, demandaria mais uns 15 anos em nossa justiça, entao, é mais fácil calar-se.
    Muito falou-se do pessimo ensino nas faculdades na sessao.
    Se as faculdades sao tao ruins assim, p;or que a oab nao toma uma atitude com seus advogados que ministram aulas nas faculdades?
    Sabemos que, quase 98% dos professores sao dvogados, o que entao a oab diz sobre isso?
    Sao todos advogados, mestres e doutores que ajudam as faculdades e ensino, irem buraco abaixo.
    É uma pena que nem nisso conseguimos acompanhar Portugal.
    Eu faço a minha parte. Só me inscrevi uma vez e nao volto mais a me inscrever tao cedo.
    Se todos fizessem assim, pelo menos uma vez no ano, a pressao seria enorme sobre a oab, pois nao entraria os R$ 20.000.000,00 (vinte milhoes de reais) nos cofres da oab.
    Ela que foi equiparada a um orgao publico, nao presta conta deste dinheiro para ninguem.
    Que pena que isso acontece neste país.
    E viva Charles André Joseph Marie de Gaulle na sua famosa frase. Quem nao souber, procure no google que conhecerá.
    ps. sobre o comentario do professor que a 25 anos o é, o que ele me diz destes advogados de porta de cadeia, tem ou nao tem carterinha da oab. Entao a oab os aceita e fim de papo. Sou contra estes que ficam nas portas de cadeia tambem. Nao faria isso de forma alguma.

  37. Hé um absurdo mesmo, a arrecadação do Oab aos miseráveis bachareis, pois tendo que pagar R$ 200 reais para fazer uma prova, porque nem para fazer a prova p/ magistratura é esse preço! kkkkkk….e´viva a reserva de mercado senhores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s