Avalanche Tricolor: Uma só palavra

 

Grêmio 1 x 1 Santos
Brasileiro – Olímpico Monumental

 

 

Os últimos domingos têm se encerrado com uma boa programação de TV, a começar pelos jogos do Grêmio que, por coincidência, estão fechando as rodadas do Campeonato Brasileiro há alguns fins de semana. Ao fim do jogo troco, imediatamente, o apito do juiz real pelo juiz da ficção, conforme confidenciei há alguns domingos, nesta Avalanche. Tenho gostado muito da série FDP da HBO e não apenas por encontrar várias citações ao Imortal, mas pelas divertidas histórias envolvendo o árbitro Juarez Gomes da Silva protagonizado pelo ator Eucir de Souza. Em seguida, assistimos (e uso o plural, porque a família está unida no sofá de casa) à série The Newsroom que conta os bastidores de um fictício canal de TV e do telejornal comandado por Jeff Daniels no papel do âncora Will McAvoy. Neste domingo não foi diferente, apesar de o Grêmio ter tentado estragar a programação com um “empate fora da curva”. Tanto um seriado como o outro compensaram com boa diversão, polêmica e discussões existenciais.

 

E a você que aguentou ler todo o parágrafo anterior a espera de alguma explicação para o resultado desta noite, quando poderíamos ter nos aproximado perigosamente do vice-líder, colocado pressão sobre o líder e ficado ao alcance do desejo maior, tenho a dizer apenas a primeira palavra que me veio à cabeça, menos inspirado no seriado da HBO e muito mais na confusão que fizemos em campo: FDP.

7 comentários sobre “Avalanche Tricolor: Uma só palavra

  1. Se o Grêmio quer encerrar o ciclo do Olímpico com um importante título, cada vez mais acho que será o da Sul-Americana, de mata-mata e com mais cara de Imortal Tricolor, do que o Campeonato Brasileiro. Não tá morto quem peleia, mas com esses empates seguidos, nosso time parece que está ficando mais distante desta batalha. Infelizmente…

    Abs

  2. Nada de tão anormal empatar em casa com o Santos. Ruim mesmo foi perder alguns pontos lá atrás (em casa para a Lusa, perder nos acréscimos para o Náutico lá nos Aflitos e o Moreno desperdiçar aquele pênalti que seria o empate contra o Vasco lá no Rio). Serão estes pontos que farão a diferença no final. Infelizmente.

    • Carissimos comentadores deste post,

      Recuperado, refeito da partida de ontem, tive um delírio nesta manhã e começo a vislumbrar a virada no Brasileiro. Imaginei que ainda iremos lembrar e destacar a falta cometida por Léo Gago que lhe custou a expulsão mas impediu o segundo gol do Santos. Seremos campeões com diferença de um ponto, o ponto conquistado ontem.

    • Gunar,

      A propósito, nossa diferença da liderança está nos oito pontos perdidos em casa para Atlético MG, Portuguesa e Santos. Agora, ninguém acredita como eu que o Flu vai tropeçar?

  3. Ainda não me recuperei do empate de ontem e dos outros dois que ocorreram antes do desse domingo,em maldita sequência. Estou escrevendo na noite de segunda-feira e fazendo o possível para enxergar uma luz no fim do túnel. O apagão do Grêmio depois da expulsão do Neymar,porém,vai me obrigar,se quiser ver esta luz,a usar óculos especiais para visão noturna.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s