De poder

 

Por Maria Lucia Solla

 

notícia_Fotor

 

Toda manhã, quando abro o site de notícias, meu coração acelera.

 

-Surpreendam-me! envio o pensamento a quem transforma episódio em letra e imagem, entrelaçando meus dedos aos dedos da esperança.

 

ei cadê a criatividade
que ambiente de mesmice
tedioso e cafona
envolve a individualidade

 

Raramente sou contra alguma coisa ou alguém. Cria dos anos 60, e não por coincidência, minha Lua mora, pinta e borda em Aquário.

 

Aquarius, Aquaaaarius!

 

Aprendi a protestar e a escapar da cavalaria que não deixava os estudantes se reunirem e exercitarem seus primeiros passos na vida de gente quase grande.

 

Agora, depois de tanto tempo desde os tempos de adolescente, da luta, da esperança de que o mundo cresceria e também se tornaria adulto, me vejo presa de um ambiente egoísta, preconceituoso, que segmenta e rotula tudo o que interessa ao grupo da vez, que é sempre o dono da verdade. Patético!

 

Tenho um pé atrás com a verdade-certeza. Não acredito nela. Na verdade, ela é muito mais mentira do que a própria mentira. É esnobe, tem nariz empinado e adora se hospedar no ignorante que se esconde atrás dela, quando encontra uma de escudo.

 

Minha geração pedia paz e amor, não no sentido jocoso; na boa! E o que conseguimos? Guerra fria, guerra quente, guerra política, guerra santa guerra às diferenças, para poder catalogá-las e usá-las como moeda de troca. E o que queríamos era guerra de travesseiros.

 

O homem baixou os olhos dos planetas e das estrelas, para focá-los na matéria, no poder pelo poder, na ganância, na soberba, em louvada e cantada ignorância.

 

Fico muito triste por todos nós. Hoje é sábado, chove, o dia nasceu numa tristeza de fazer dó, e eu vou ficando por aqui e vou continuar elencando, num bloco de anotações, a beleza e a riqueza que nascem da diversidade de cor, raça, origem, crença, cultura e da falta dela.

 

E você, vai fazer o quê?

 

pense nisso ou não
e até a semana que vem
isto não é promessa
mas uma real intenção

 

Maria Lucia Solla é professora de idiomas, terapeuta, e realiza oficinas de Desenvolvimento do Pensamento Criativo e de Arte e Criação. Escreve no Blog do Mílton Jung

2 comentários sobre “De poder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s