Avalanche Tricolor: é de perder o sono

 

Direto de Abu Dhabi

 

2924518_full-lnd

O gol de Everton em foto Getty Images/Fifa.com

 

Acostumar-se com a diferença de horário entre Brasil e Emirados Árabes é mais difícil que passar pela defesa do Al Jazira. Nessa quarta-feira, o descontrole foi total com a madrugada estendida após o jogo do Grêmio. Troquei a noite pelo dia e paguei caro. A quinta-feira está para amanhecer por aqui enquanto no Brasil muita gente ainda assiste ao jogo do Flamengo pela Sul-americana e eu já estou que não consigo mais ficar na cama.

 

Na cama, sem sono, comecei a pensar no que vi em campo até agora e no que pretendo ver sábado na decisão do Mundial, no estádio de Abu Dhabi. Lembrei da pergunta de Zé Elias, um dos participantes do programa Bom Dia Bate Bola, da ESPN, do qual fui convidado a participar para falar da experiência de assistir ao Grêmio, na primeira partida em Al Ain. Queria saber se eu já havia imaginado como seria o gol do título, se havia criado minha própria fantasia antes de a bola começar a efetivamente rolar.

 

Ainda tenho muito viva a imagem do gol de Everton que nos levou à final. Isso já é suficientemente forte para ocupar minha mente. Mas confesso que fiquei, sim, imaginando como seria ser campeão mundial, que momento sublime poderíamos viver em família, aqui nos Emirados. E sem nenhuma pretensão de adivinho, pensei o quanto mitológico seria ganharmos com um gol de Geromel, provavelmente resultado de uma cobrança de escanteio. A bola vindo pelo alto e um leve toque de cabeça desviando-a para o fundo das redes. É de arrepiar, mesmo que tudo ainda seja fruto da imaginação.

 

Sabemos da dimensão do adversário da final. Da qualidade técnica dos jogadores que formam o milionário time espanhol. Dos predicados daquele que é considerado o melhor do mundo na atualidade e da constelação que o acompanha. Dinheiro, muito dinheiro, estrutura e experiência são diferenciais que pesam quando saímos do campo dos sonhos para jogar bola no campo da realidade.

 

Renato e seus comandados também reconhecem essas diferenças e isso não nos diminui. Ao contrário, nos fortalece. Pois respeitar a força contrária é o primeiro passo para se estabelecer a melhor estratégia para enfrentá-lo. Entender seus movimentos e a potência de suas armas, permite uma articulação mais precisa, cirúrgica.O futebol não perdoa prepotência nem tem espaço para deslumbramentos. Exige cabeça no lugar, pé no chão, bola rolando na grama, marcação séria e jogo responsável. É lá dentro das quatro linhas que o jogo se resolve.

 

Nada disso nos impede de sonhar. E imagino que muitos dos nossos jogadores, que espero estejam dormindo no horário em que escrevo esse texto, têm sonhado no título desde que se capacitaram à final. Já demonstraram competência para realizá-lo. O que o Real revelou contra o Al Jazira é que a vitória sobre o espanhóis é possível. E nós já conquistamos muitas coisas impossíveis.

 

De minha parte – e já falei para você, caro e raro leitor desta Avalanche – o meu sonho já está sendo realizado. Vivenciar o Grêmio em um Mundial tem sido incrível. Sentir-se em casa dividido a arquibancada com milhares de gremistas em estádio tão distante da nossa terra foi emocionante. Ouvir os jornalistas estrangeiros fazendo referências ao meu time tem significado muito especial, motivo de muito orgulho. E no sábado, Senhor Amado, não quero nem imaginar o êxtase ao ver nossa camisa tricolor entrando no gramado do Zayed Sports City Stadium. Não quero imaginar, mas já posso sentir, a ponto de ter mais uma vez perdido o sono.

 

E isso, tenha certeza, não é culpa do fuso horário.

3 comentários sobre “Avalanche Tricolor: é de perder o sono

  1. Caro Milton
    Eu e minha família somos seus admiradores como um brilhante jornalista, sempre muito atencioso nas respostas de e-mails que eventualmente enviamos à você. Posso dizer que você é exceção entre os jornalistas, pois a grande maioria não se importa e nem se dá ao trabalho de responder e-mails dos ouvintes das emissoras de rádio e TV.
    De toda forma, hoje estou lhe enviando esta mensagem para dizer como BOM CORINTHIANO, no sábado EU e MINHA FAMILIA, seremos TRICOLORES, e com certeza o GREMIO dará uma grande demonstração do que é o nosso futebol, apesar de que nos últimos anos tem decaído bastante, porém confiamos PRINCIPALMENTE NA GARRA DO TIME GREMISTA.
    O Renato Gaucho é um grande treinador e excelente estrategista, que com certeza anulará os GRANDES CRAQUES do time MERENGUE.
    Portanto, sábado será um dia de glória não somente para o Rio Grande do Sul, mas para o nosso BRASIL, pois confiamos plenamente na dedicação, profissionalismo e competência dos jogadores do GREMIO.

    Um grande abraço à você e família
    SILVIO PIRES
    advogado – São Paulo

  2. Olá Milton
    Sou sua fã por tabela, já que sempre fui admiradora do seu pai, o grande Milton Ferreti Jung!
    Morei 25 anos em Porto Alegre e logo que cheguei lá me tornei gremista! Foi amor a primeira vista ou “primeira ouvida” pois escolhi o Grêmio ao ouvir uma reportagem na rádio Guaíba. No mesmo dia, em outra circunstância meu marido escolheu o Inter! Que desilusão!!!
    Meus três filhos também são gremistas! Não tanto por influência minha, mas graças ao tempo glorioso que o Grêmio vivia e a presença do grande e inesquecível Baltazar, o artilheiro de Deus, que frequentava nossa igreja e nossa casa. Nossa Rua, lá no Lindóia ficava em festa quando ele aparecia.
    A história está longa, mas o que eu quero mesmo dizer é que meus 3 netos e as 3 netas que nem gaúchos são e hoje vivem em Campinas, Londres e Amã são todos gremistas e vestem a camisa tricolor na hora do jogo, quando o fuso permite.
    E o vô? Ah! ele continua colorado,, mas é um grande torcedor do Grêmio.
    Abraço e torça muito amanhã.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s