Mundo Corporativo: diversidade gera inovação, diz Emerson Feliciano, consultor de carreiras

“Se o seu modelo de pensamento não estiver programado para o sucesso profissional, não importa o que você faca, você não vai gerar o resultado que você espera”

Poucos, muito poucos, são os negros que sentam nas cadeiras reservadas aos conselheiros das 500 maiores empresas brasileiras. Nem 5% delas, diz pesquisa do Instituo Ethos. E se você circular por suas sedes, perceberá que o mesmo acontece com os cargos de executivos (4,7%) e gerentes (1,3%). Foi com esses números que Emerson Feliciano iniciou sua entrevista no programa Mundo Corporativo. Mesmo com a ressalva de que prefere as histórias aos números, o consultor recorreu às estatísticas para dar noção do grande caminho que se tem para equilibrar a balança étnico racial no ambiente empresarial.

Ele próprio encontrou barreiras na sua trajetória profissional, o que somado ao racismo estrutural e a falta de oportunidade que atinge mulheres e homens negros, o levou a se dedicar no treinamento e mentoria de carreiras. Emerson criou o curso Mentoria P&D – Profissional e Diferenciado e trabalha com o objetivo de permitir que profissionais de diversos níveis dentro da empresa alcancem mais rapidamente seus objetivos de promoção.

“Quando a gente fala do negro, o modelo de pensamento não é voltado para o sucesso. Porque quando ele decide fazer uma faculdade, uma pós-graduação, a primeira palavra de cancelamento vem de casa: o que você vai fazer com isso? Isso é muita para você? Na sua família ninguém fez faculdade”.

A falta de referências também é apontada como uma barreira mental que os negros enfrentam no cenário corporativo. Emerson diz que basta fazer o “teste do pescoço”: levante o pescoço e olhe ao seu entorno, veja quantos negros são líderes dentro das empresas, quantos são os que dão aula na universidade, quantos são os militares que ocupam os postos mais altos …

“Claro, se a gente for olhar para trás,  quanto a gente pensa neste racismo estrutural e racismo institucional, vemos que pouco o negro ocupou os lugares de “poder” dentro da sociedade. Isso é uma marca que a gente precisa aos poucos quebrar e eu, dentro do mundo corporativo, converso com os meus colegas diretores para que a gente vá quebrando cada vez mais esse racismo”.

A mudança de mentalidade é um dos cinco pilares com os quais Emerson Feliciano trabalha no desenvolvimento de profissionais e na preparação para a ascensão nas empresas. Vamos a eles:

  1. Mudança de mentalidade
  2. Propósito (por que e por quem você está fazendo aquilo?)
  3. Habilidades comportamentais
  4. Preparação
  5. Ação

“O conhecimento é estático, é como uma moeda de ouro lá no fundo do oceano. Você sabe que está lá, mas no fundo do oceano não vale nada. Você precisa de ação para fazer esse seu conhecimento se destacar”.

Para as empresas, o recado de Emerson é quanto ao potencial que está sendo desperdiçado a medida que se mantém os padrões anteriores e se impede a diversidade étnico-racial. A começar por mudar seus indicadores de lucro pelos indicadores de desempenho: satisfação do cliente, imagem da empresa e diversidade, por exemplo. O instituo McKinsey mostrou em pesquisa realizada em 12 países de que as empresas que investem na diversidade lucram 36% a mais:

“… porque quando você coloca essas pessoas que vêm de culturas diferentes para pensar juntas, cara, isso gera uma inovação que as empresas ainda não conseguiram entender o poder desse ativo. Quando conseguirem certamente a gente vai vai investir muito mais na diversidade.

Assista à entrevista completa com o consultor Emerson Feliciano, no Mundo Corporativo:

Colaboraram com este capítulo do Mundo Corporativo, Bruno Teixeira, Renato Barcellos, Débora Gonçalves e Rafael Furugen.

Mundo Corporativo: a biografia de Vicente Falconi, o maior consultor de empresas do Brasil

 

 

Sem medição não há gestão. Essa é uma das muitas lições ensinadas pelo mais famoso consultor de empresas do Brasil, Vicente Falconi, personagem do livro escrito pela jornalista Cristiane Correa, entrevistada do programa Mundo Corporativo, da rádio CBN. Ela tem se dedicado a escrever a história dos principais empresários e gestores do país desvendando algumas das estratégias que transformaram as empresa em sucesso e identificando falhas que cometeram ao longo de suas carreiras.

 

Em “Vicente Falconi, o que importa é o resultado”, Correa descreve como o consultor ajudou o Brasil a escapar de um apagão que seria catastrófico para a economia nacional. Por outro lado, revela sua surpresa ao descobrir que o homem que salvou muitas empresas enfrentou dificuldades para tocar o seu próprio negócio.

 

O Mundo Corporativo pode ser assistido ao vivo, às quartas-feiras, no site e na página da CBN no Facebook. O programa vai ao ar, aos sábados, no Jornal da CBN e aos domingos, às 11 da noite, em horário alternativo. Participaram do programa Juliana Causin, Rafael Furugen e Débora Gonçalves.

Mundo Corporativo: você está pronto para mudar de carreira?

 

 

“Cuide da sua própria carreira como você cuida da sua própria vida; a carreira é uma das etapas da vida que no fundo é a mais longa; é onde você vai passar a maior parte do seu tempo; em tudo que a gente decide, desde a infância você planeja, você tem um sonho, você tem um objetivo; a carreira é mais um desses caminhos, só que ele começa cedo” A afirmação é do consultor Rubens Prata em entrevista ao jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da rádio CBN. Prata é CEO da Stato, consultoria de recrutamento e desenvolvimento organizacional e transição de carreira.

 

O Mundo Corporativo pode ser assistido ao vivo, às quartas-feiras, 11 horas no site e na página da rádio CBN no Facebook. O programa vai ao ar aos sábados, no Jornal da CBN. Participam do programa Juliana Causin, Rafael Furugen e Débora Gonçalves

Mundo Corporativo: as lições que 20 CEOs tiveram de aprender para chegar ao topo

 

 

A história e conhecimento de 20 CEOs das maiores empresas brasileiras ensinam que o sucesso deles tem muito mais a ver com pessoas bem treinadas e motivadas do que necessariamente acertar as equações matemáticas ou nos moldes que fazem uma empresa funcionar. De acordo com o consultor Fábio Betti, entrevistado por Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da radio CBN, o líder tem de entender que “atrás de um cargo tem uma pessoa; porque quando se vê o cargo na frente, muitas vezes a gente não vê a pessoa”. Betti é sócio consultor da Coral, consultoria especializada na área de gestão e inovação, responsável pela edição do livro “Diálogos com os CEOS – conversas que transformam”.

 

O Mundo Corporativo pode ser assistido, ao vivo, às quartas-feiras, 11 horas, no site e na pagina do Facebook da rádio CBN. O programa é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN, e aos domingos, 11 da noite, em horário alternativo. Colaboram com o Mundo Corporativo: Juliana Causin, Rafael Furugen e Débora Gonçalves.

Mundo Corporativo: o sucesso está nas pessoas engajadas, diz Ricardo Seperuelo

 

 

“O engajamento está totalmente ligado ao sucesso; pessoas que não estão engajadas têm muita dificuldade de ter sucesso. Elas não conseguem transmitir seu verdadeiro potencial dentro daquilo que elas fazem”. A afirmação é do consultor Ricardo Seperuelo, em entrevista ao jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da rádio CBN.

 

O autor do livro “A Arte de Engajar Pessoas – modelo de gestão para liderança estratégica de organização e pessoas” (Quality Mark), diz que ao não estar conectado com seus propósitos, o profissional tem dificuldade de “ser aquilo que de fato você é dentro dos seus dons e talentos”. Ele apresenta estratégias que ajudam os líderes a oferecerem aos seus times oportunidades que atendam suas demandas e beneficiam no resultado da empresa.

 

O Mundo Corporativo pode ser assistido, ao vivo, às quartas-feiras, 11 horas, no site e na página da CBN no Facebook. O programa vai ao ar, aos sábados, no Jornal da CBN, ou aos domingos, 11 da noite, em horário alternativo. Colaboram com o Mundo Corporativo, a Juliana Causin, o Rafael Furugen e a Débora Gonçalves.

Mundo Corporativo – Nova Geração: Rui Leal fala como os jovens devem se preparar para o mercado de trabalho

 

 

“Aquilo que a escola esta formando, não é o que as empresas estão buscando, tem uma gap e não tem nada a ver com o conteúdo técnico que as escolas estão passado, o que a empresa está buscando, além do conhecimento acadêmico que eu chamo de conteúdo técnico, o jovem precisa ter um conteúdo comportamental, é aí que a coisa pega.” O alerta é de Rui Leal, supervisor-geral do Instituto Via de Acesso, em entrevista ao jornalista Mílton Jung, na estreia de Mundo Corporativo – Nova Geração. Leal é especialista na orientação de estudantes e formandos que começam a dar seus primeiros passos nas organizações e autor do livro “Jovens Digitais – Aprendizes, estagiários e Trainees”(Editora Integrare).

 

Mundo Corporativo – Nova Geração é uma série de entrevistas que você assiste no último sábado do mês, no Jornal da CBN. A ideia é abrir espaço para discutir temas relacionados aos jovens que se preparam para iniciar-se em uma carreira profissional e empreender. A chegada desta geração no ambiente organizacional tem causado mudanças de comportamento e se transformado em desafio para os gestores.

 

Colaboraram com este quadro Alessandra Dias, Carlos Mesquita e Debora Gonçalves.

Mundo Corporativo: Luiz Gustavo Mariano fala de capacitação de executivos

 

 

No desenvolvimento de talentos, as empresas têm papel fundamental e devem criar ambientes que incentivem à formação de seus executivos com planos de capacitação e carreira. É o que defende Luiz Gustavo Mariano, sócio da Flow Executive Finder, consultoria de seleção de executivos, em entrevista ao jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da rádio CBN. Mariano fala das estratégias que estão sendo usadas pelas corporações para melhorar a performance de seus profissionais.

 

O Mundo Corporativo vai ao ar às quartas-feiras, 11 horas da manhã, ao vivo, no site da Rádio CBN (www.cbn.com.br), e você pode participar com perguntas no e-mail mundocorporativo@cbn.com.br e pelos Twitters @jornaldacbn e @miltonjung (#MundoCorpCBN). O programa é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN.

Mundo Corporativo: Bons negócios em família

 

Empresa familiar é, sim, um bom negócio. Quem defende esta ideia é o consultor José Renato de Miranda. Da consultoria De Impacto, Gestão e Marketing, entrevistado do programa Mundo Corporativo, da rádio CBN. Ele explica como gerenciar conflitos dentro de empresas familiares e de que maneira é possível estender a longevidade destes grupos, a medida que a maioria delas acaba enfrentando dificuldades assim que a segunda geração assume o comando.

O Mundo Corporativo é apresentado às quartas-feiras, às 11 horas, no site da rádio CBN, com participação dos ouvintes-internautas pelo Twitter @jornaldacbn e pelo e-mail mundocorporativo@cbn.com.br. Aos sábados, o programa é reproduzido no Jornal da CBN.