Franchising exige nova estratégia para crescer no comércio eletrônico

 

Por Carlos Magno Gibrail

 

mall-591337_960_720

 

O Brasil é o quarto mercado de franchising do mundo com 3.000 franqueadores, 140 mil unidades franqueadas e faturamento de 140 bilhões de reais (2015), proporcionando 1,2 milhão de empregos diretos. O setor de franchising cresceu 8,5% em vendas e em número de unidades. Foram abertas 15% e fechadas 4,4%.

 

O e-commerce brasileiro foi movimentado por 66 milhões de consumidores que compraram 52 bilhões de reais (2015). Volume 15% superior ao do ano anterior.
Franquias e comércio eletrônico são áreas de sucesso no Brasil.

 

As previsões apontam para a continuidade desse processo de crescimento. A realidade é que o e-commerce tende a crescer indefinidamente, pois dos 66 milhões de usuários, 30% vieram de celulares e 20% compraram em market places. Fontes que facilitarão cada vez mais o acesso e o sucesso. Ainda assim os números poderão ser maiores se o processo de integração total com as lojas físicas for realizado.

 

Para isso é preciso romper a barreira que ainda existe com alguns agentes no mundo físico quanto ao papel do e-commerce.

 

No caso do franchising, a presença do franqueado ainda agrava a desconexão. Além do bloqueio conceitual pela carência de visão estratégica entre franqueadores e franqueados, falta a introdução de um sistema que possa integrá-los definitivamente. Alguns especialistas têm sugerido medidas periféricas, tais como usar a loja física do franqueado para trocas e serviços, ou o franqueador ceder ao franqueado o cadastro dos clientes eletrônicos para que possa oferecer serviços e convites de visitação à loja física.

 

A solução definitiva vem da tecnologia dos sistemas atuais que permite identificar as regiões dos consumidores eletrônicos. Com isso, se poderá comissionar os franqueados que trouxerem novos clientes. Nessa integração, os franqueados passarão a interagir como agentes plenos do omni-channel, gerenciados pelos franqueadores, que poderão motivá-los com “n” alternativas de participação.

 

Carlos Magno Gibrail é mestre em Administração, Organização e Recursos Humanos. Escreve no Blog do Mílton Jung, às quartas-feiras.

Mundo Corporativo: Eduardo Sampaio,da Monterrey, fala do mercado de paletas

 

 

No Brasil, existem mais ou menos 500 marcas de paletas – os picolés mexicanos – das quais 379 estruturadas para atuar com franquias em um mercado que surgiu há cerca de três anos. Na tentativa de se diferenciar e manter-se neste setor, a Monterrey entendeu a necessidade de profissionalizar a gestão do negócio e ampliar sua rede de franqueados. Para Eduardo Sampaio, diretor de marketing e vendas da fabricante, que começou a operar em 2013, na Bahia, “muitos fazem paletas mas poucos são aqueles que efetivamente conseguem produzir com um bom valor agregado”

 

Em entrevista ao jornalista Mílton Jung, no Mundo Corporativo, da rádio CBN, Sampaio fala da estratégia de negócios para atuar no ramo de alimentação, das oportunidades para quem pretende abrir franquias e das demandas que existem neste mercado.

 

O Mundo Corporativo é apresentado, ao vivo, às quartas-feiras, 11 horas, no site cbn.com.br. O quadro é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN. O Mundo Corporativo tem a colaboração de Paulo Rodolfo, Douglas Matos e Débora Gonçalves.

Mundo Corporativo: Jorge Coelho criou a franquia de asfalto para pequenos e médios empresários

 

 

Com uma “usina” 20 vezes menor do que as convencionais, o empresário Jorge Coelho, da Único Asfalto, conseguiu desenvolver na sua empresa um modelo de franquia no setor de fabricação de massa asfáltica. Esse é um mercado amplamente dominado por grandes empreiteiras, mas com a inovação implantada nos equipamentos e o tipo de produto aplicado foi possível gerar oportunidades também para pequenos e médios empresários.

 

Em entrevista ao jornalista Mílton Jung, no quadro Mundo Corporativo, da rádio CBN, Coelho conta detalhes do negócio que criou e explica o que é necessário para ser um empreendedor neste setor: “tem de gostar de colocar a mão na massa, tem de ser comercial, tem de ser articulado, tem que ser empreendedor, tem de pensar grande; nosso franqueado tem de sair a campo, tem de trabalhar, tem de oferecer e convencer, e se houver disponibilidade, ele vai ficar na mesa do cliente e na mesa do fornecedor. Eu não tenho mesa e não quero que o meu franqueado tenha mesa”.

 

O Mundo Corporativo é apresentado, ao vivo, às quartas-feiras, 11 horas, no site da Rádio CBN. O programa é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN. Colaboraram neste quadro Paulo Rodolfo, Douglas Matos e Débora Gonçalves.

Mundo Corporativo: Lindolfo Paiva, da Mr Cheney, fala das estratégias para investir no mercado de doces

 

 

“É muito importante pesquisar bem o mercado e o negócio, entender as particularidades que ele tem. É preciso ter o produto, o conceito certo para o público certo”. E foi seguindo sua própria recomendação que o empresário Lindolfo Paiva montou no Brasil uma rede de franquias no setor de alimentação especializada em cookies e doces americanos. O Lindolfo, dono da Mr Cheney, foi entrevistado pelo jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da rádio CBN, quando falou das estratégias para quem pretende atuar neste ramo.

 

O Mundo Corporativo vai ao ar às quartas-feiras, 11 horas, no site da rádio CBN, e é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN. Participam do Mundo Corporativo o Paulo Rodolfo, o Douglas Mattos e a Débora Gonçalves.

Mundo Corporativo: as dicas de Marcos Rizzo para quem pensa em abrir uma franquia

 

 

No setor de franquias, há uma tendência pela forte consolidação no mercado de alimentação, especialmente em marcas de fast-food, e deve haver cuidado redobrado em relação a investimentos baseados nos negócios que estão na moda como as paleterias, por exemplo. A recomendação é do consultor Marcos Rizzo, da Rizzo Franchising, em entrevista ao jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo da rádio CBN. Com base no trabalho que há 30 anos realiza com franquias, Rizzo também fala da atenção que você deve ter no momento de escolher o ramo de atuação e da maneira de ter vida longa neste negócio.

 

O Mundo Corporativo é apresentado, ao vivo, toda quarta-feira, às 11 horas, no site http://www.cbn.com.br, com participação dos ouvintes pelo e-mail mundocorporativo@cbn.com.br e pelos Twitters @jornaldacbn e @miltonjung (#MundoCorpCBN) O programa é reproduzido aos sábados, às 8h10, no Jornal da CBN. Participam do Mundo Corporativo: Paulo Rodolfo, Douglas Ritter e Wellinton Barrios.

Mundo Corporativo: Eduardo Pacheco, da Park Idiomas, fala da vontade de fazer e do ensino de idiomas

 

 

“Hoje apenas de 2 a 2,5% da população brasileira estuda idiomas, enquanto em mercados mais avançados, como a Alemanha e o Japão, o ensino de línguas chega a cerca de 5 a 7%”.Esses números mostram o potencial de crescimento que existe no setor, segundo avaliação de Eduardo Pacheco,presidente da Park Idiomas, em entrevista ao jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da rádio CBN. A Park funciona no sistema de franquia e tem cerca de 40 unidades no Brasil. Além das oportunidades de negócio e carreira no mercado de idiomas, Pacheco defende a ideia da necessidade dos profissionais desenvolverem a inteligência volitiva, que está relacionada ao poder de realizar e seria uma das marcas dos grandes empreendedores.

 

O Mundo Corporativo é apresentado às quartas-feiras, 11 horas, no site http://www.cbn.com.br e o programa é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN. Participam do Mundo Corporativo: Paulo Rodolfo, Douglas Mattos e Ernesto Fosci.

Mundo Corporativo: Artur Hipólito do Zaiom fala de franquias de baixo custo

 

 

“As microfranquias são para as pessoas que estão mudando o mundo do emprego pelo mundo do trabalho; e que vão se dedicar durante uma fase da sua vida a construir esse pequeno negócio até que ele tenha as condições necessárias para que possa ser formatado melhor do ponto de vista da contratação de pessoas e recursos humanos para operar suas atividades”. A afirmação é de Artur Hipólito, sócio-diretor do Grupo Zaiom, entrevistado pelo jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da rádio CBN. Hipólito explica quais são as estratégias para quem pretende entrar neste mercado de franquias de baixo custo: “é muito importante a pessoa separar o que vai fazer, porque nem sempre o negócio que é bom para o seu cunhado, ou para o vizinho do lado, é bom para você, e às vezes a pessoa chega e pergunta o seguinte: o que que está dando dinheiro? Eu costumo responder o seguinte: vender coxinha na porta do campo de futebol dá dinheiro. Qualquer coisa que você vier dá dinheiro, desde que você faça com muito amor, com coração e muito trabalho”.

 

O Mundo Corporativo vai ao ar, toda quarta-feira, às 11 horas, no site http://www.cbn.com.br​ Você participa com perguntas para o e-mail mundocorporativo@cbn.com.br e pelos Twitters @jornaldacbn e @miltonjung (#MundoCorpCBN). O programa é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN e tem a participação de Paulo Rodolfo, Carlos Mesquita e Ernesto Foschi.

Mundo Corporativo: Reinaldo Varela tem a receita para o sucesso da Divino Fogão

 

 

Apenas a marca não é suficiente para o sucesso de uma franquia no setor de alimentação. O aviso é do empresário Reinaldo Varela, fundador da Divino Fogão, que se iniciou com uma loja de rua, há 30 anos, e hoje está em 190 pontos localizados em shopping centers das capitais brasileiras e algumas das principais cidades do interior, no Brasil. Em entrevista ao jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da rádio CBN, Varela conta que de cada três restaurantes que abrem apenas um permanece aberto. Ele explica que muitos franqueados se entusiasmam com a grife mas esquecem de que o investimento precisa ser feito em negócios com os quais tenham identificação.

 

O Mundo Corporativo vai ao ar às quartas-feiras, 11 horas, no site da rádio CBN. E o programa é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN. ​

Mundo Corporativo: Itamar Serpa, da Embelezze, fala de estratégias no setor de beleza

 

 

“Para montar um salão de beleza é preciso, além de ser um técnico, ter aptidão para agradar e encantar seus clientes”. A recomendação é do empresário Itamar Serpa, presidente da Embelleze, fabricante do setor de beleza pessoal, higiene e cosméticos, que também mantém instituto no qual prepara profissionais para o setor. Na entrevista ao programa Mundo Corporativo, da rádio CBN, Serpa fala da experiência adquirida nos 45 anos em que atua nesse mercado e de quais são os códigos femininos que direcionam o segmento. “Mesmo em um momento de crise, as pessoas nunca deixam de investir em produtos de beleza, porque este é um componente ligado a vida”, lembra o empresário.

 

O Mundo Corporativo vai ao ar às quartas-feiras, 11 horas, no site da Rádio CBN, e você participa com perguntas para mundocorporativo@cbn.com.br ou para o Twitter @jornaldacbn e @miltonjung (#MundoCorpCBN). O programa é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN.

Mundo Corporativo: Adriana Auriemo, da Nutty Bavarian, e o sabor de uma boa franquia

 

 

“Tem de saber lidar com pessoas, tem de saber motivar, tem que ser engajado com negócio; o franqueado tem de saber que ele, embora seja dono do negócio tem algumas regras para seguir”. O alerta é da empresária Adriana Auriemo, sócia-diretora da Nutty Bavarian, que produz e vende produtos como castanhas, amêndoas e macadâmias, em quiosques espalhados por mais de 100 pontos no Brasil. Na entrevista ao jornalista Mílton Jung, do programa Mundo Corporativo, da rádio CBN, Auriemo também conta como a marca se desenvolveu no país e as mudanças estratégicas que foram realizadas no negócio que começou, originalmente, nos Estados Unidos.

 

O Mundo Corporativo vai ao ar às quartas-feiras, 11 horas, no site CBN.com.br e os ouvintes-internautas podem participar pelo e-mail mundocorporativo@cbn.com.br e pelos Twitters @jornaldacbn e @miltonjung (#MundoCorpCBN). O programa é reproduzido aos sábados, no Jornal da CBN. Produzem o Jornal da CBN Paulo Rodolfo, Douglas Matos e Ernesto Foschi​