Cuidado com as baratinhas que andam infestando o seu negócio

 

Em viagem de férias, estava em busca de um hotel próximo do aeroporto onde faria a escala de volta à casa. Fui a um dos buscadores de preço à disposição e com base nos filtros que coloquei – distância, preço e avaliação – recebi uma série de sugestões. Ao lado do nome do hotel, valor da diária e outras informações, encontrei o álbum de fotos que reúne imagens oficiais, produzidas pelos proprietários, e pelos hóspedes.

 

Foi com espanto que percebi que dos seis primeiros hotéis que apareceram em cinco a imagem de uma baratinha se destacava. Em alguns casos maior e em outros menor. Mas a baratinha sempre estava lá. Metais do banheiro com sinais de ferrugem, poeira em algum canto do quarto e pequenas peças necessitando reparos também apareciam nos álbuns. Mas a baratinha foi que me assustou.

 

Sem pestanejar, escolhi o hotel que estava no topo da lista e sem nenhuma baratinha em seu álbum de fotos. Era o mais caro e, ao mesmo tempo, o mais próximo do aeroporto – aliás, dentro do aeroporto, o que me oferecia uma tranquilidade ainda maior.

 

Confesso que não me ative ao fato de que as baratinhas nas fotos poderiam estar apenas de passagem, quem sabe a caminho do meu hotel, mas foram definitivas na minhas escolha. Melhor: os hóspedes que flagraram as baratinhas e publicaram as imagens foram definitivos na minha escolha.

 

Eles são o que chamamos hoje de microinfluenciadores. Pessoas comuns, como eu e você, caro e raro leitor deste blog. Mas com poder de influenciar o desejo de compra de todo e qualquer cidadão, especialmente pelo alcance das redes sociais.

 

Se você presta serviço a alguém, esteja atento as baratinhas que infestam o seu negócio. Preste atenção no que as pessoas dizem e publicam sobre você e haja com rapidez para resolver os problemas que aparecerem. Ou seja, mate a barata, melhore a dedetização e torne público este comportamento.

 

Falei do assunto no fim de semana, durante a conversa com Jaime Troiano e Cecília Russo, em Sua Marca Vai Ser Um Sucesso. No mesmo dia, entrevistei Bianca Dreyer, especialista em Relações Públicas, no Mundo Corporativo, sobre as estratégias que as organizações precisam desenvolver para melhorar o relacionamento com os indivíduos. As quais você também pode usar no seu negócio:

 


//platform.twitter.com/widgets.js

Mundo Corporativo: “o cliente nem sempre tem razão”, diz Bianca Dreyer

 

 

O cliente nem sempre tem razão, a questão é como a empresa vai agir para que ele compreenda que mesmo não tendo razão sairá satisfeito daquele relacionamento. Bianca Dreyer, entrevistada do programa Mundo Corporativo, da CBN, diz como as técnicas de RP – Relações Públicas podem ajudar nesta tarefa, especialmente diante do impacto que as redes sociais geraram no diálogo entre as organizações e seus indivíduos, oferecendo a eles canais de comunicação muito mais potentes, e exigindo das empresas atenção redobrada para dizer o que pensa, quer e imagina para seu cliente: “comunicar todo mundo comunica, a diferença é quais são os valores que a empresa está transmitindo, se estão em sintonia com aquilo que se vive na sociedade”. Bianca Dreyer é professora de RP na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, e autora do livro “Relações Públicas na contemporaneidade – contexto, modelos e estratégias” (Sumus Editorial).

 

O Mundo Corporativo pode ser assistido ao vivo, às quartas-feiras, 11 horas, no site e na página da CBN no Facebook. O programa vai ao ar, aos sábados, 8h10, no Jornal da CBN, e aos domingos, 11 da noite, em horário alternativo.