Canto da Cátia: Sinal fechado

onibus 6

Chuva e direção perigosa costumam resultar em acidente de trânsito. No início da manhã, acabou em acidente de três ônibus na capital paulista, registrado em foto pela repórter Cátia Toffoletto, na Avenida Vereador José Diniz, em Santo Amaro, zona sul. Dezenove pessoas teriam ficado feridas devido ao choque que ocorreu logo após o sinal fechar.

12 comentários sobre “Canto da Cátia: Sinal fechado

  1. Minha cara Catia Toffoleto
    Por opção deixei de dirigir em São Paulo, abdiquei dos carros
    Mas tem horas que dá medo andar de onibus pela cidade.
    []s
    Armando Italo

  2. Pois é comandante….Em dia de chuva, principalmente, o cuidado tem que ser redobrado…. Não é só a sua vida em risco é a do próximo tb…. Dê uma olhada nas fotos que estão no flickr…O último ônibus teve aquelas barrinhas de ferro, arrancadas e pelo menos 2 bancos “entortaram”…….

  3. A competente Cátia toffoletto sempre registrando tudo que acontece em Sampa com seu olhar apurado de jornalista. Esses ônibus não tem nada de segurança em seu interior. Deveriam passar por testes antes de transportar as pessoas. Quando o passageiro entra no ônibus tem dois degraus de escada para baixo, depois que passa a catraca tem dois degraus pra cima. Para sentar nos últimos bancos no fundo do ônibus tem mais dois degraus pra cima. Subir ou descer essas escadas quando o ônibus atinge uma velocidade maior e de repente pára com tudo, quem está nessas degraus pode até cair. Subir ou descer esses dois degraus em ônibus em movimento é coisa de louco. Repara nessa foto perto do degrau que tem dois bancos do lado esquerdo e dois do lado direito que logo na frente a menos de meio metro tem um vidro. Quer dizer, numa brecada mais violenta ou numa batida, o passageiro é jogado contra esse vidro. E o pior, esses bancos é reservado para Idosos, gestantes e deficientes físicos. Esse vidro é muito fino. Numa batida o vidro pode cortar a pessoa. Os últimos bancos do fundão que fica após a porta para descer também tem esses vidros. É muito perigoso. Repara que no fim do corredor tem um banco e abaixo dele dois degraus. Imagina uma freada brusca ou uma batida e o passageiro pode rolar degrau abaixo. Não tem proteção. O banco é muito extreito. Foi feito para duas pessoas magrinhas. Essas barras amarelas são fracas. Numa batida ou o parafuso solta com facilidade ou a barra entorta fácil. Os assentos deveriam proteger a nuca e a cabeça igual a dos motoristas de automóveis. Esse ônibus é um modelo novo. Imagina a segurança em vans e ônibus antigos. Será que o engenheiro que projetou esses ônibus e a pessoa que liberou esses ônibus para transportar seres humanos, crianças, mulheres grávidas, idosos, deficientes-físicos sabem o que é andar de ônibus. Com certeza nunca andaram nesses ônibus. Andar de ônibus nas periferias onde a CET nunca chega é uma verdadeira aventura. Os motoristas pisam no acelerador sem remorso nenhum. E se alguém reclama, eles mandam pegar táxi. A vida do passageiro não vale nada para nossas autoridades. O que vale é grana no bolso dos proprietários de ônibus. Mas ainda há tempo para corrigir essas falhas, uma vez que está em projeto para no máximo em cinco anos a renovação da frota. Mas o passageiro deve reclamar e mandar e-mails para SPTrans pedindo melhoria na segurança desses ônibus e reciclagem de motoristas. Tem motorista que não serve nem para transportar gado. Cátia continue nos presenteando com seu trabalho maravilhoso. Meu medo é vc abandonar o rádio e seguir a carreira de repórter-fotográfico.

  4. Esses onibus onde os passageiros tem que subir e descer escadas realmente quem os projetou não mora no Brasil.
    Se o passageiro estiver na beira de uns degraus desses e o “delicado motorista” freiar o bruto, com certeza o infeliz passageiro vai acabar sair voando e varar o parabriza.
    E depois para completar vai ser “socorrido” em algum hospital publico do SUS por ai.
    Vai ser azarado assim lá na China meus!

  5. Pegando uma carona no que disse o Daniel, realmente já noto ônibus circulando com 3 anos, que parecem ter mais tempo….E olha que a renovação da frota está nos 10 anos..Estão pensando em 5 e tomara que vingue. Vc está super certo Daniel: “Mas o passageiro deve reclamar e mandar e-mails para SPTrans pedindo melhoria na segurança desses ônibus e reciclagem de motoristas.”
    Não se preocupe: eu como fotógrafa, sou ótima jornalista..rs,rs,rs…..
    É Cláudio, só o tacógrafo vai mostrar a velocidade que o realmente o motorista estava…..Em cerca de 30 dias sai um laudo (vixe!!!)

  6. Outro dia mandei um email pra o programa da Tânia Morales e ela leu parcialmente, nele eu falava de cidadãos trouxas, do tipo papeis ao vento. A gente vai pra onde a lei manda… claro e tem que ir mesmo.
    Mas o critério seria a lei estar voltada pra nós como salvaguarda. Então acreditaríamos na segurança de segui-la… Vamos de ônibus para contribuir com o ar puro da cidade…? não; alguém suporta ir de ônibus, trem ou metrô por que ainda não deu pra comprar um carro e ir com os vidros fechados ar ligado e o som a mil, mesmo em primeira marcha.
    Uma batida assim deveria arrepiar ate’ o mais careca legislador. Devia fazê-los acreditar que o busao existe! Não e’ seguro, e’ grande e mesmo dentro de um carro super equipado e cheio de traquitanas tecnológicas no caso de uma colisão uma trouxa, das que estão lá dentro protegidas pela mesma lei que garante o carro, as traquitanas, o trem, o sinal vermelho amarelo e verde e a trouxa levada pelo taxi… pode invadir a janela de sua tranqüila ilha do paraíso e zás! fazer perceber que estamos todos no mesmo barco. Pão de queijo incluído!
    Tem que ficar muito atento ao que galera que faz a lei esta pensando, ao que eles consideram importante ou não…Por que eles vão de carro, aposto!
    E já se sabe de pelo menos um que esta se lixando pra nós . Seria o único ? Depois o jeito e’ seguir a lei a risca! Pra onde mesmo eu tenho que mandar o pacotinho de pão de queijo Claudio ? Meu café sem açúcar por favor.

  7. Cátia, fique a vontade pois vai virar um banquete quando esse laudo sair. À 35 km, ando de péis (o povo do estado do Pará, fala assim)

    Vou investigar também os mal tratos que alguns cobradores de vans, fazem com os passageiros de uma certa linha.

    Aguardem que a denúncia eu já recebi ontem, falta só eu dar um rolê de van para observar, faz tempo que não faço isso, vergonha, eu admito.

    Abraços em todos.

Deixe uma resposta para Claudio Vieira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s