A previsão no tempo do Avatar

Avatar

 

Por Rosana Jatobá

Na fila do cinema, a moça do tempo ouve a costumeira pergunta:
– Quando vai parar de chover em São Paulo? Não aguento mais a mesma previsão de temporais!

A porta-voz das desgraças climáticas trata de alentar o telespectador indignado:
– As primeiras semanas de fevereiro serão menos chuvosas…Uma massa de ar seco vai afastar as áreas de instabilidade.

A consulta informal se transforma num tratado meteorológico quando o entusiasmado telespectador cobra uma resposta sobre os motivos do tempo maluco:
– Você disse ontem no Jornal Nacional que a culpa é do El Niño e do aquecimento das águas do Atlântico Sul, né?

– Pois é. A cada três, quatro anos, o El Niño reaparece e altera a circulação dos ventos, deixando a chuva mais intensa e volumosa no centro-sul do país. Já o aquecimento de até 3 graus da parte sul do Oceano Atlântico, é um fenômeno mais recente e associado aos gases de efeito estufa… mas se houvesse uma política de prevenção e combate às enchentes, São Paulo venceria a guerra contra São Pedro….

A conversa é encerrada quando a moça do tempo recebe uns óculos próprios para enxergar uma animação em 3d.

Avatar é o nome do filme. A mais nova superprodução de James Cameron.

Em minutos , todos estão imersos num mundo fantasioso de imagens reais. É o planeta Pandora, onde vivem os Na’vi, seres altíssimos e magros, de cor azul, cara e agilidade de gato , criaturas selvagens, que estabelecem conexões profundas com a natureza, como se fossem células de um organismo vivo, em que todos fazem parte do meio ambiente.

Os Na’vi têm nos cabelos uma espécie de cabo eletrônico e quando o plugam aos animais, conseguem comandá-los por meio de ondas cerebrais e voar livremente pelos céus de Pandora . Cada bicho é reverenciado com uma prece quando precisa morrer para suprir as necessidades do grupo. Pandora é a quimera, a utopia dos ambientalistas. A Gaia definida por James Lovelock como o éden.

A moça do tempo volta pra casa fazendo uma associação entre o filme e o imaginário coletivo da humanidade. A raça predadora , que historicamente explora os recursos naturais e desvirtua a própria função no seu habitat , agora se vê diante da urgência: a derradeira oportunidade de rever radicalmente os rumos de sua vida no planeta.

Entre um paralelo e outro, a moça do tempo sonha com uma previsão em que natureza e tecnologia possam encontrar um ponto de equilíbrio harmonioso. Quisera esquecer a crise da água, a camada de ozônio, a poluição do ar pelas emissões de veículos e industrias, o lixo despejado nos rios e mares, a desertificação e os eventos severos caracterizados por tempestades e ventos intensos. Quisera falar do paraíso perdido, do sonho dourado de Pandora, a terra prometida de onde “emana leite e mel “para todos..

Mas as notícias teimam em reproduzir o caos.

Eis que se renovam as esperanças . No dia seguinte descubro que Avatar é o maior sucesso de bilheteria da história do cinema, entre outros superlativos. A mente visionária e quântica do autor de Avatar pode ser a semente de um novo tempo, em que os seres humanos consigam se reinventar para garantir sua pacífica sobrevivência na Casa em que habitam.


Rosana Jatobá é jornalista da TV Globo, advogada e mestranda em gestão e tecnologias ambientais da USP. Toda sexta-feira escreverá sobre sustentabilidade porque conhecimento e inteligência sempre serão bem-vindos ao Blog do Mílton Jung. Sinta-se em casa, Rosana.

11 comentários sobre “A previsão no tempo do Avatar

  1. Rosana Jatobá, bem vinda . É um reforço e tanto à esta equipe que está crescendo quantitativa e qualitativamente.
    Além do que o momento é oportuno tendo em vista tema e conhecimento que você está trazendo.
    Muito boa a citação de Avatar, principalmente depois que me irritei com alguns críticos de cinema que injuriaram o filme.
    Quanto à cidade de São Paulo está recebendo o troco pelo que fizeram aos mananciais e principalmente ao sistema fluvial .

    Abraço

    Carlos Magno

  2. Não se pode ir ao cinema sem ser importunada pela fama, não é Rosana?
    Concordo com suas idéias de que a natureza e tecnologia possam encontrar um ponto de equilíbrio harmonioso, mas a terra prometida de onde “emana leite e mel “para todos, um mundo assim só poderá ser possível com a mudança de consciência em relação ao planeta e ao próximo
    Incorporar a premissa de respeito à natureza e do uso sustentável dos recursos naturais, deve ser um trabalho constante e doutrinário frente às populações.
    A sustentabilidade tem como um dos principais desafios convencer as pessoas de que “Ser” é infinitamente mais importante do que simplesmente “Ter”.
    Quanto ao filme, nada faz mais sucesso que o sucesso, é apenas um espetáculo para os olhos e ponto.
    E você não é apenas um espetáculo para olhos, adoro seu trabalho jornalístico deveria até ser expandido.
    Seja bem-vinda!
    Seu Fã.
    Miguel Simon

  3. Foi ótimo a sua niiciativa. Eu que não sou nenhum especialista pelas condições climáticas, depois de alguns eventos ocorridos ultimamente comprei um telescópio para ver como é o ceu. Estarrei atento aos seus comentários todas as 6a feiras. Beijos Ailton

  4. Querida Rosana,
    adorei a sua chegada. O tema é maravilhoso.
    A sustentabilidade começa em nossa casa. Se cada um fizer o seu, salvaremos o planeta.

    Beijos e muito boa sorte.
    Parabéns!

  5. Rosana,

    Parabéns pela sua participação neste blog. Li atentamente seu artigo, mas gostaria de saber se você realmente acredita nesta renovação de consciência do ser humano. Muitas vezes tenho a impressão de que jamais aprenderemos a lição, confiando sempre na nossa capacidade de criar algo que evitará o pior. O problema é que o dia em que descobrirmos que nosso poder de destruição superou nossa inteligência de recuperação, seja muito tarde.

  6. Bem vida a tchurma Rosana!
    Que a sua participação no blog seja sempre sob céu Cavok, ventos, calmos, visibilidade acima dos 100 quilometros.
    Parabéns pela materia.
    Armando Italo

  7. Estou muito feliz pela oportunidade de expressar meus pensamentos sobre este assunto tão apaixonante. Desejo compartilhar idéias, expor dilemas, aprender com as críticas e sugestões. O espaço é um foro privilegiado, cujo condutor muito me orgulha pela competência profissional e pela coerência de comportamento. Obrigada, Milton e obrigada a todos vocês que me recebem com tanto carinho e se dispõem a me acompanhar …………..Beijo grande . Rosana

  8. Rosana, o que vc falou sobre o porquê do Atlântico estar 3C mais quente que o normal não está correto. Conversei com Drs. da área s e ninguém soube me explicar. É preciso ter cuidado em divulgar informações, verificar as fontes, ok? E sempre informar as fontes. Segue o que você falou ..

    ´Já o aquecimento de até 3 graus da parte sul do Oceano Atlântico, é um fenômeno mais recente e associado aos gases de efeito estufa…´

  9. Lucia,
    Obrigada pela sua participação, mesmo depois de um mês de publicado o referido texto. Isto sinaliza que estamos alcançando nosso objetivo de envolver as pessoas neste debate tão importante.
    Como você pode observar, esta é uma coluna semanal, em forma de crônica, em que tenho total liberdade para expor pensamentos. Não se trata de uma reportagem, cujo rigor na divulgação das fontes é primordial. Veja que neste trecho que você citou estou apenas reproduzindo um diálogo que tive com uma pessoa na fila do cinema.
    De qualquer forma, aproveito para sugerir que você aprofunde os estudos sobre o tema. Verá facilmente que existe um consenso entre os especialistas no sentido de que o aquecimento das águas do Atlântico Sul é fruto do aquecimento global.
    Comece pelo texto que publiquei neste mesmo blog intitulado “A conversa esquentou com meu sogro”.
    E continue colaborando conosco com comentários construtivos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s