Kassab atende indústria e veta proibição de saco plástico

 

RIo Tietê do álbum digital no Flickr de Samuel Chiovitti

RIo Tietê do álbum digital no Flickr de Samuel Chiovitti

Ouça o debate sobre o uso das sacolas plásticas, no CBN SP

Reportagem publicada no Valor, edição de sexta-feira, dia 5 de fevereiro:

Em meio aos problemas das enchentes – que têm o excesso de lixo como uma de suas principais causas -, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), vetou projeto de lei de dois vereadores da base aliada que previa a proibição do uso de sacolas plásticas no comércio da capital paulista. De acordo com a proposta dos parlamentares Gilson Barreto e Claudinho de Souza (PSDB), a legislação obrigaria empresas a substituir os tradicionais sacos plásticos por embalagens reutilizáveis ou “confeccionadas com materiais de fontes renováveis ou recicláveis”.

Preservação ambiental e redução do volume de resíduos gerados na cidade eram os principais argumentos da matéria barrada por Kassab. Recentemente, prefeituras de Sorocaba, Osasco, Jundiaí e Guarulhos decretaram o fim da utilização das sacolinhas plásticas sob a mesma justificativa. Nessas cidades, está em andamento o processo de conscientização das empresas e consumidores para a substituição das sacolinhas por embalagens de papel ou feitas de material biodegradável ou reciclável.

Coincidentemente, uma das razões para o veto de Kassab ao projeto de lei nº 577, que tramitava na Câmara Municipal desde 2007, foi a questão ambiental. “A questão relativa ao uso de embalagens confeccionadas com materiais oriundos de fontes renováveis necessita de estudos mais aprofundados”, diz o texto.

“Não há garantia de que a substituição proposta pela mensagem resulte em prevenção, controle da poluição ambiental e proteção da qualidade do meio ambiente, uma vez que mesmo os materiais biodegradáveis geram resíduos tóxicos”, afirma também o prefeito em seu veto.

O Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos (Plastivida), apoiado pela indústria plástica brasileira, informou ontem que o prefeito também seguiu suas recomendações para vetar a proposta dos vereadores. De olho nos interesses econômicos do setor, a entidade tem brigado na Justiça contra leis que proíbem as sacolinhas em outras cidades. “Enfatizamos a importância econômica e social das sacolas plásticas, que são apontadas por 71% da população como o meio mais adequado de se carregar as compras e embalar o lixo doméstico”, diz nota da Plastivida.

Leia mais informações, no Valor Econômico

7 comentários sobre “Kassab atende indústria e veta proibição de saco plástico

  1. Não seria, “supostamente” a existência de mais um lobby criado entre os fabricantes de sacos plásticos, politicos, prefeitura, etc?
    Além dos que estamos cansados de saber, que são os lobbys existentes entre construtoras, incorporadoras, montadoras.
    Como sempre, os politicos da cidade de São Paulo e do Estado trafegando na contramão
    Em quanto isso, fora do Brasil estão deixando de fabricar sacolas plasticas, sacos, etc., no Brasil, evidenciando a cidade e o estado de São Paulo, ironicamente acontece exatamente ao contrário
    Agora o prefeito além das construtoras, incorporadoras, etc, está ao lado e também a favor das poluidoras sacolas plasticas.
    Diga-se:
    Fabricantes.
    Estranho não!

  2. Olá

    Td muito lindo , maravilhoso, consciencia ambiental , blá blá blá.
    Quero saber de uma maneira pratica, se o poder publico terá capacitade de recolher o lixo de uma maneira como já ocorre no primeiro mundo. Proibir é facil, solucionar é muito mais dificil.
    Qto a saquinhos de banheiro, gostaria de saber qual a solucao para recolhimento do lixo de banheiro, que todos nós sabemos o que tem dentro.
    Aceito sugestoes, já que papel higienico nao se pode jogar no vaso sanitário, pois ENTOPE.
    aT.
    Egle

  3. Acho que a conscientização da população é o melhor caminho. Outro dia, vi um vizinho transportar suas compras do carro para o apartamento, ele até comprou aquelas sacolas reutilizáveis de um grande hipermercado, só que dentro delas, as compras foram acondicionadas em sacolinhas plásticas! Aí não adianta muito, porém já é um começo!

  4. A melhor forma de controlar o uso da sacolinha plastica é atuar de duas maneiras:
    1- Educação Ambiental para que ocorra a sensibilização sobre os problemas que ela gera.
    2- Usou pagou. As sacolas devem ser cobradas, pois como exemplo do apagão, quando se mexe no bolso, as pessoas mudam as atitudes.

    Utilizar sacolas biodegradaveis não é uma solução. Além de dar a falsa sensação de que pode-se utilizar quantas sacolas quiser que ela ira se decompor, os principais gases emitidos no processo de decomposição é o Metano e o Gás Carbônico, gases de efeito estufa.

  5. também sempre me pergunto como embalar o lixo se as sacolinhas forem proibidas? sacos de lixo daqueles comprados em supermercado… geralmente são enormes… mto maiores do que a quantidade de lixo que produzo. um desperdício. eu também poderia facilmente acusar a existência de um lobby dos fbricantes dos sacos de lixo e dos fabricantes de sacolas de pano. mas essa é a solução fácil assim como proibir tb é sempre a fácil solução facista. sacos plásticos em córregos não são um problema resolvido com proibição, mas com a educação de quem joga o lixo em local inapropriado. seguindo a lógica da proibição, acabaríamos com a pedofilia e a pirataria proibindo a internet?

  6. Prezados Egle, Cristiano, Milton e bloqgueiros de plantão,

    Toda vez que os meio-ambientalistas de plantão me olham torto por aceitar as sacolinhas de plástico do supermercado para embalar minhas compras penso…’Mas preciso delas para embalar o lixo da casa (cozinha e banheiro)’…
    Pensei que estivesse louca e que o mundo havia descoberto uma forma de nos desfazermos do lixo doméstico! que eu desconhecia!!!

    Sim. Nos EUA há trituradores da pia da cozinha para o lixo orgânico…e nos banheiros há outros dispositivos que permitem descartar papel higiênico, fraldas e etc.

    Mas eu olho a minha volta e vejo que, caso não haja os tais saquinhos que eu reutilizo na cozinha e nos banheiros terei que comprar os tais sacos plásticos vendidos por aí. E isso não será um custo a mais? E a mesma poluição?

    Sugiro que a Prefeitura forneça ou apresente modelos para as embalagens para ensacarmos o nosso lixo domiciliar. Peçam aos pesquisadores da USP que apresentem uma alternativa e divulguem.

    Sugiro que a Prefeitura recolha o lixo antes da chuva! São apenas 2 empresas para a coleta!!!Absurdo.

    Muito do lixo que vemos rodando nas enchentes está ensacado…mas não foi recolhido!!! Muitos dos móveis que vemos nas enchentes são colocados para fora das casas inundadas e não são recolhidos antes da próxima enchente.

    Os secretários, o prefeito e o governador culpam as administrações anteriores e não resolvem o AGORA!!! Q ADIANTA.

    Abs

    Ciça

  7. Milton é muito bonito os comerciais do governo do estado de São Paulo falando que estão construindo novas escolas técnicas, mas eu so não consigo entender como estão construindo novas escolas técnicas se não conseguem, manter as que estão en funcionamento.
    Cito o caso da Escola Técnica de Saúde Pública Prof. Makiguti.
    A Escola Técnica de Saúde Pública Prof. Makiguti na cidade Tiradentes perdeu 13 dos seus competentes professores, e até agora não teve nem abertura de inscrições para o vestibulinho 2010.
    E todos alunos e moradores como o governo e a prefetura do estado de São Paulo podem faser pouco caso dessa instituição que nos pagamos com nossos impostos, verba para regularisar essa cituação nos sabemos que tem mas gostariamos de saber porque tanta demora…
    Enquanto isso ficamos sem a maioria dos professores, e vamos ver até quando vai esse descaso com todos nos; Fica aqui nosso apelo.

    A Escola Makiguti localiza-se na Av. dos Metalúrgicos,1945.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s