Rio “verde” é resultado da poluição na Guarapiranga

 

Rio Pinheiros verde

O rio Pinheiros mais verde que a Pétria Chaves encontrou lá do alto do helicóptero da CBN não chega a ser motivo de orgulho. O que temos dentro da água é algo que foi batizado como “macrófitas”, mas também atende pelo nome de aguapé. Semana passada, publicamos no Blog e tratamos no CBN SP da ocupação da superfície da Represa de Guarapiranga, na zona sul de São Paulo, por esta planta aquática e soubemos que sua proliferação está ligada ao esgoto despejado no reservatório. De acordo com a Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE) a vegetação apareceu no Pinheiros devido as descargas do reservatório Guarapiranga para controle de nível: “Como essa vegetação estava nas proximidades das comportas, o fluxo de água gerado pela descarga arrasta essa vegetação flutuante para o rio, de onde é possível fazer a retirada” – explico a empresa, em nota.

3 comentários sobre “Rio “verde” é resultado da poluição na Guarapiranga

  1. Caros Milton e Pétria. As macrófitas- agua-pé mesmo, quando trabalhei pelo IPT nos trabalhos para implantação (1977-1982) de navegação no médio-Tiête, de Anhumas a Promissão haviam florestas de agua-pé. Impediam até a navegação de um simples voadeira. Na época os especialistas diziam que isto surgia por causa de poluição orgânica e eles absorviam esta. E depois poderiam ser colhidos e até utilizados como fertilizante vegetal na terra às margens do Rio. Pergunto mudou algum conceito técnico e hoje o agua-pé é poluição e não um simples impecilho à navegação? Encontramos algumas formações na Billings trecho Riacho Grande-SBC mas é pouca qtidade.

    • Sérgio,

      Pela explicação da EMAE nada mudou. Apenas atrapalha a navegação mesmo, porque o aguapé por si só não gera nenhum problema ambiental, é “fruto” desses problemas pois se prolifera com a poluição.

  2. Oi Milton,
    Segundo a EMAE, vai haver a ‘retirada’ da vegetação.
    Parece simples, mas quando os clubes da represa tentam fazer isto, são autuados pela Polícia Ambiental.
    Será que esta polícia agirá com o mesmo rigor em se tratando da EMAE?
    Será que a EMAE poderia indicar os procedimentos para esta retirada?
    Abs,
    Celestino Neto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s