De dor II

 


Por Maria Lucia Solla

Ouça “De dor II” falado, gravado e sonorizado pela autora

Photo 48-1

Gememos, sofremos, reclamamos.

De quê?
Rejeição, dor, injustiça.

Difícil aceitarmos que alguém não nos ame como queremos ser amados.
Difícil passarmos desapercebidos quando pensamos ter os sentidos alertas e acreditamos perceber tudo e todos.

Na verdade, nossos sentidos têm olhos semicerrados e só percebem vagamente as sombras da ilusão.
Na verdade, somos tão voltados para nós mesmos, para o nosso umbigo, para a imensa muralha que é o nosso ego, que somos, na verdade, absolutamente cegos.

Todos.

Vivemos rotulando: isto é justo, isto não é; isso está certo, aquilo não.
Chove; que droga! Não chove; que secura!
O mundo lá fora não me revenrencia; não é justo!
O outro tropica; justo!

Nossa bússola anda bêbada; louca.
Deixou de ser bússola; virou biruta.

Pois foi numa fase dessas, de bússola-biruta, que chegou a mim uma mensagem da Cabala e me fez ver um raiozinho de luz nas sombras da ilusão em que me encontro.
Trouxe alívio para a dor que me aflige.

A mensagem diz que rejeições, acontecimentos que não consideramos justos, coisas que não vão ou não vêm na direção que queremos, são a chance que temos de não alimentarmos nosso ego. São a chance de libertarmos o nosso verdadeiro Ser.

A mesagem nos convida a apreciar a rejeição; a dar-lhe as boas-vindas. Diz que a dor que sentimos, a dor que quase não suportamos, é o desacorrentar de nossa alma.

Para mim chegou na hora certa; e para você?

Pense nisso, ou não, e até a semana que vem.

Maria Lucia Solla é terapeuta, professora de língua estrangeira e organiza curso de comunicação e expressão. Aos domingos, escreve no Blog do Mílton Jung com dor e paixão

8 comentários sobre “De dor II

  1. Malú.
    Estou desconcertado com o amor de duas crianças para conosco, os mais velhos do clã.
    Receio que vou demorar pra entender, mas talvez esta seja daquelas maravilhas que nossa compreensão estraga .O que vou fazer é aproveitar desse tempo tão especial.
    De fato, vivemos presos as coisas que nossos dinheiros podem pagar e me desconcertou essas duas pessoinhas que entraram na minha vida sem pedir licença. Tentamos mudar o mundo com medo do que há do lado de fora da porta da rua.
    Tão difícil, não rejeitar rejeição, quanto descobrir que alguém nos ama, e não por nada que jamais pudéssemos ter ou fazer.

  2. Mega exercício este que você sugeriu. Tão difícil que dá vontade de fugir, não praticar… – é mais fácil…
    Sentir-se só e ao mesmo tempo não, estudando o conflito de sentimentos ora bons e ora nem tanto… eis um dos muitos dias a serem vividos…
    Com Alegria, bom domingo a todos, e grato Maria Lucia por sua mensagem tão bem dirigida.

  3. Sergio,

    teu comentario me desperta. Na verdade, o cachaceiro frequenta o bar, a beata a igreja, o necrofilo o cemiterio… e o amoroso frequenta o amor.

    Afastei um pouco a a rejeicao da descoberta desse amor que flui assim sem amarras?

    Vou atender minha cunhada e meu sobrinho que acabam de chegar.

    Beijo,
    ml

  4. Mike Lima

    somos acorrentados a isso, aquilo, aquele, aquela.
    E assim acorrentamos tudo a todos.
    E nos esquecemos que somos uno, e que o uno é igual ao todo.

    Bjus
    Boa semana a todos.

  5. Mario,

    obrigada.
    O domingo foi lindo.
    E voc^e tem razao: vale a pena, sim!
    Como diz meu filho paulo, na cabe’ca tem sempre duas vozes: uma diz, vai em frente; enfrenta! E a outra diz: sai correndo, cara; te manda.
    Se nao enfrentar hoje, vai ter que enfrentar amanha e a situacao vai estar ainda mais forte.

    Beijo e boa semana,
    ml

  6. Cara Malú.
    Muito obrigada pelos teus "Domingos dedicados". São sempre um "encontro especial". As vezes sorrio simplesmente ao Mundo através do teu sorriso, outras sou convidada a parar, refletir, sair do meu ego exclusivo…
    Bjs
    Cicci

Deixe uma resposta para Mario Baccarelli Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s