10 comentários sobre “#secasp: Uma cidade sem direito de respirar

  1. Espero que quem veja essas imagens reflita que essa fumaça não aparece do nada: ela sai dos escapamentos. E quem polui não são os ônibus (0,6%) e os caminhões (2,3%): automóveis são 73,5% da frota paulistana (sem contar caminhonetes e utilitários) e motos são 12,4%.

    Fonte: DETRAN-SP -> http://j.mp/9C6Gyf

  2. Ola Milton
    Realmente, sem comentários.
    Mas ontem depois de permanecer na rua, chegar em casa a noite com dor de garganta, tossindo, sangrando pelo nariz, olhos ardendo, por causa da baixissima humidade do ar tipica nesta é poca do ano, para somar a absurda, doentia poluição que a cada dia aumenta na cidade de são Paulo como mostra claramente a foto feita pela Petria Chaves, sinceramente revoltado escrevi então um desabafo no meu blog.
    Assim não é mais possivel continuar a viver na cidade de São Paulo.
    Se me permite informo abaixo o link do “artigo desabafo”

    “Todos os paulistanos são fumantes!
    http://blogdoaitalo.blogspot.com/2010/08/todos-paulistanos-sao-fumantes.html#comments

    antecipadamente muito obrigado pelo espaço!

    Se

  3. Milton, boa noite.

    Está dificil de respirar.

    Precisamos chamar urgentemente o “Japonês” de Bragança Paulista para bombardear as nuvens aqui de São Paulo.

    Chuva, chuva, chuva…

  4. Qual a diferença entre intoxicar o ar de uma sala com o seu cigarro ou o de uma cidade inteira com a fumaça do seu automóvel? É apenas uma questão de escala, Milton?

    E por que é tão fácil encontrar gente favorável à lei antifumo, mas tão difícil encontrar gente que defenda a restrição ao uso do automóvel particular?

    Você mesmo, caro Milton, não passará a defender medidas restritivas como o pedágio urbano após saber que tantas crianças foram internadas por conta da poluição dos “nossos” carros?

    E o paulistano que reclama da poluição e do trânsito (tira foto e tudo mais) sem sair de dentro de seu automóvel? Que tipo de autismo é esse? Por que se fala que “esta” cidade não tem mais jeito? Não é a cidade de todos nós?

    Esta semana, com as condições climáticas ruins que tivemos, era para termos tido um número recorde de paulistanos deixando o carro em casa. Seria uma lição de cidadania, mas nada tão longe da realidade…

  5. Carro não mata só diretamente, masmata tbm indiretamente..
    Vou para o trabalho de Bike.. vejo na maioria dos carros apenas o motorista.. indo todos na mesma direção.. custa combinar com seus vizinhos e dar caronas ??
    Quando os Motoristas vão se tocar ??

  6. Faço minhas as palavras do Willian Cruz: o ar seco é prejudicial à saúde, mas certamente esta drástica poluição é muito mais nociva. E, depois de uma semana de céu cinza – com visibilidade inferior a 5km – não vi as pessoas sequer considerarem deixar o carro em casa. O paulistano é masoquista? Suicida?
    Além disso, a prefeitura poderia começar a pensar em transporte de massa, aliviando para aqueles que praticam a cidadania e evitam o carro particular. E também para os que não tem carro. Em vez de gastar todo o dinheiro em uma única obra (fura-fila), restringir circulação de fretados, investir em pistas para carros (Marginais) e ficar incentivando o uso de táxi, Sampa poderia criar mais faixas exclusivas e trabalhar nos gargalos, inclusive usando tecnologia para melhorar a fluidez dos ônibus.
    Mas, pelo que vejo, nada mudou. Nem na nossa cultura de status, nem na prioridade da prefeitura em incentivar o mesmo status.
    Abraços,
    Grilo D

  7. Bom, todos sabemos o que causa essa poluição toda, portanto vamos fazer algo pra melhorarmos essa situação…Um dia por semana não use seu carro, vá de carona ou de transporte público. O planeta agradece…=D

  8. Caro Um Carro a Menos,

    Durante toda a temporada de caça ao fumante eu pensei exatamente a mesma coisa que você. Esta cidade padece de um tipo comum de esquizofrenia e é sempre a natureza quem dá o alerta. Sem que haja sinal de mudança a vista. Hora é a chuva, agora a seca.
    Cigarro é ruim, em lugares realmente fechados é inaceitável, mas a briga não era para educar ninguém e o que mostrou isso muito claramente foi o resultado de tanto tro-ló-ló, sem um gota de educação no conteúdo.
    Não raro esbarro com algum político proclamando 99% de adesão a tal lei da fumaça. Agora…, como alguém pode desaprovar uma lei desrespeitando-a? Lei é lei não é?
    A lei do fumo atacou o fumante, extinguiu as áreas reservadas pra fumaça e nunca em lugar realmente fechado. Fumar em lugar fechado já era socialmente proibido muito antes, os anti-sociais davam prova da regra.
    Todos respiraram aliviados, livres da poluição enfim! Até que a natureza fechou a torneira por uns dias… Esquizofrênico, oligofrenico? Neste momento parece que não.
    Veja que em breve a natureza abrirá as torneiras outra vez. Tudo indica que deveremos comprar barcos. Quem puder, com motores… Remos não combinam com salto alto. Não vai faltar quem diga que a culpa é de tanta água em tão pouco tempo. Preparar de verdade, atacar a fumaça com educação e transporte público…. é caro demais. Temos que abrir mais estradas! E elas mesmo já inauguradas bem debaixo do nosso nariz, seguem em ritmo acelerado, a todo vapor. A toda fumaça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s