O poder da tatuagem

 

Por Dora Estevam
 
Elas aparecem espalhadas pelo corpo ou mais timidamente por trás dos cabelos, na nuca; também estão discretamente nos tornozelos e punhos; as mensagens são inúmeras; o desenho, ora incrível ora estranho, dependendo o ponto de vista. Frases apaixonadas e dedicadas aos namorados, amores, filhos, maridos e religião. Enfim, cada tatuagem tem seu motivo.

Esta moça da foto é tão apaixonada pela Chanel que resolveu fazer o desenho do logo na pele. Esta é de verdade.  
 
É que na coleção Primavera/Verão 2010 as tatuagens fake da Chanel viraram febre. Bastava pressionar o desenho na pele, e pronto.
 
Dizem que Karl Largerfeld  teria se inspirado no livro de Lee Tulloch, Nobodies Fabulous, de 1989, no qual a personagem principal, Reality Nirvana Tuttle (uma espécie de Carrie Bradshaw dos anos 80), tem tatuagens Chanel em seus pulsos e nas coxas. Curiosamente o livro vai virar filme em breve e foi escrito depois que a autora foi demitida da Harper’s Bazaar australiana. A expectativa é que o filme tenha um figurino maravilhoso, já que a heroína do livro é tão louca por moda que dá até nome para suas roupas.
 
 

A palavra tatuagem origina-se do inglês tattoo. O pai da palavra “tattoo” foi o capitão James Cook , que escreveu em seu diário a palavra “tattow”, também conhecida como “tatau”, uma onomatopéia do som feito durante a execução da tatuagem, em que se utilizavam ossos finos como agulhas, no qual batiam com uma espécie de martelinho de madeira para introduzir a tinta na pele. A partir de 1920 a tatuagem foi ficando mais  comercial, tornando-se mais popular entre americanos e europeus. Surgindo uma gama de tatuadores que eram artisticamente ambiciosos. Eles acharam muitos clientes nas décadas de 1950 e 1960. Durante muito tempo, nos Estados Unidos, a tatuagem esteve associada a classes sócio-econômicas mais baixas, aos militares, aos marinheiros, às prostitutas e aos criminosos.

 
  
De acordo com os historiadores, não havia um aborígene que não estivesse tatuado. A tatuagem percorreu mares e Américas e até hoje é cultuada em todo o mundo. Particularmente, não tenho um risco na pele, mas é muito difícil encontrar alguém que não tenha feito uma por inteiro.
 
A “arte na pele” já foi muito marginalizada, mas hoje está na pele de pessoas de todos os níveis sociais.
  
As celebridades aparecem nas entregas dos grandes prêmios sem nenhum pudor. Vestidos que deixam  ombros e costas a mostra para apresentar o desenho no corpo.  

Ano passado, os  tatuadores e fãs se reuniram em uma convenção internacional na capital tailandesa, Bangkok. O evento de três dias trouxe profissionais da Ásia, Europa e América e mostrou técnicas e estilos de arte corporal em diferentes culturas.

Entre os tatuadores que participaram do evento estava Arian Noo, o artista tailandês que teve o prazer de tatuar a atriz Angelina Jolie.

Muitos concursos também são realizados na conferência, incluindo melhor desenho do dia, melhor tatuagem oriental e melhores obras de frente e nas costas.
 
As convenções sobre tatuagens acontecem no mundo inteiro.
 
No entanto, é preciso tomar algum cuidado na hora de fazer a sua arte na pele. Procure um lugar seguro, limpo, conhecido. Espere até completar a idade adulta para ter certeza de que é essa a sua escolha. Pesquise bem antes de entregar a sua pele às agulhas.

Você se lembra do caso daquela menina de 18 anos da Bélgica que dormiu durante a tatuagem e acordou com o rosto cheio de estrelas? Depois se arrependeu.

Converse com o especialista para saber qual a melhor forma de começar. Homens e mulheres têm preferências diferenciadas: homens gostam de fazer o braço inteiro, já mulheres partes das costas, lombares e nucas.

De acordo com os dermatologistas, a maioria das pessoas que tentam removê-las é mulher. Elas até gostam do desenho, mas se sentem pressionadas com as críticas e comentários maldosos a respeito.
  
Se você faz parte desta legião de fãs das tatuagens aproveite para ver algumas fotos de pessoas que foram clicadas nas ruas da Europa e EUA.


Dora Estevam é jornalista e escreve sobre moda e estilo de vida, aos sábados, no Blog do Mílton Jung

11 comentários sobre “O poder da tatuagem

  1. Sob o aspecto do contemporâneo, onde a mudança é o epicentro , a tatuagem é um contra ponto tendo em vista a sua perenidade. É um choque.
    Curioso que ao mesmo tempo, aos adeptos, muitos analistas comportamentais os classificam como vanguardistas.
    E, tudo indica que há lógica. Pessoas tradicionais normalmente não usam tatuagens.

  2. Acho legal quando a pessoa faz tatuagem porque gosta e se identica com essa arte. É uma pena que a maioria faz por modismo. Nunca gostei do estilo “Quartel” onde todo mundo fica parecido. Vc entra no metrô dá uma olha em volta e percebe que a maioria se veste muito igualzinho. O cabelo é o mesmo da atriz da novela das oito. A roupa é a que tá bombando na novela Ti Ti Ti, o calçado é o que faz sucesso na midia, a bolsa é o que as emergentes estão usando, e agora todo mundo aderiu a tatuagem assim como todas querem ter seios grandes. Acho lindo e até me espanto quando encontro uma garota linda, rica que teria condições de fazer 20 plásticas para aumentar os seios com um peito pequeno mas original. Pago maior pau. Adoro tatuagem. Mas como virou moda. Desisti. Odeio chegar num lugar e tá todo mundo igualzinho pautado pela mídia.

  3. Ola Dora
    Chovendo muito por ai?

    Acho legal tatuagens, desde que não sejam estravagantes, enormes e sim discretas.
    apesar da minha idade, bem que gostaria de fazer uma tatu, porem discreta em local adequado.
    Mas sou contra quando a tatuagem é exagerada, extremamente chamativa e em pessoas maduronas que ja passaram dos 40 e ainda se acham gatinhhois ou gatinhas, acreditando que estão em plena adolescencia.

    Bom findi e veja no meu blog como são as leis da natureza
    Jacaré mode peixe eletrico e morre eletrocutado.
    http://www.blogdoaitalo.blogspot.com

  4. Eu particularmente não tenho tanta vontade em fazer uma tatuagem mas admiro os que fazem seguindo o seu estilo.
    O que me desperta mais a curiosidade não é nem tanto a tatuagem e onde ela esta. Fico curioso pra saber desta geração que envelhecerá um dia onde as tatuagens vão parar. As de pescoço talvez fiquem por ali mesmo em meio a algumas dobrinhas, mas e estas que sobem as costas sensualmente será que percorrerão os mesmo traçados do corpo. Será uma geração de Avós bem alternativa. Ou não? Teremos de perguntar aos futuros geriatras.

    Abraço

  5. Dora Estevam, parabéns pela reportagem,
    Quando eu era mais jovem (18 anos) fiz 2 tatuagens, hj com 21 me arrependo de uma delas, a outra para mim é significativa, mas enfim, a minha opinião para com o assunto é o seguinte: é preciso sim tomar muito cuidado na hora de fazer a tattoo, pesquisar muito bem. Eu errei em fazer em qualquer lugar, sim, mas já fiz exames e graças a Deus não tenho nenhuma doença, quando puder reparar, é claro que irei num lugar especializado e bem reconhecido.
    Uma outra questão é a seguinte, cada um, ao atingir a sua maior idade, é responsável pelos seus atos, tenho absoluta certeza de que a maior parte das pessoas q fizeram um tatto, antes ouviram: "Ah, mas imagine quando vc atingir a sua velhice, como ficará essa tatto" … Cansei se ouvir isso, até q se tornou um jargão. Se a pessoa opta em fazer, o corpo é dela, então que faça. E a real é: pele lisa, todos tivemos e pele caída, enrugada todos teremos ( para aqueles que não morrerem até lá) e caída sem tinta caída ou com tinta, está caída do mesmo jeito, e ficará assim até virarmos pó.
    Da mesma forma que os fumantes põe em risco seus pulmões ( e os pulmões alheios também), pessoas submetem-se a cirurgias para aumetar seios, esticar a pele, encher os lábios, etc..etc.. Que deixem o tatuado ser feliz com sua pintura! O importante é ser feliz e estar bem consigo, com seu corpo…Criticar é uma expressão de pré-conceito, que infelizmente está vivo e bem presente no dia-a-dia.

  6. Jung, você se recorda daquele senhor Austaliano que tatuou o corpo inteiro e agora quer doar a pele para um museu.
    Uma pele toda desenhada, de 62 anos, faz idéia que bizarro.
    Beijos.

  7. Bem lembrado Daniel, na tatuagem entre os desenhos também tam a questão da moda. ainda sobe o BBB, so com o desenho do Sagrado Coração apareceram dois- imagina os outros. E se alguma celeb aparece com um risco diferente, ai vira febre mesmo.
    Abraço.

  8. Sabe Italo, eu ja vi muita mulher mais velha aparecer com tauagem. Pode ser a questão da liberdade: faço o que eu quero. Sou madurona..Sei lá. Nunca fiz. Nao posso testemunhar.
    Abraço.

  9. Oi Jessica,obrigada pela visita.
    Olha, eu penso assim: ja que está deixa ficar. Para tirar deve ser outro problema. Se esta tudo bem com a sua saúde, melhor ainda. Mais para frente se realmente estiver te incomodando, ai sim vc procura um especialista para tirá-la.
    Beijos.

  10. Sera que as modelos profissionais vao poder usar tatuagens a serio ? E terem sucesso ? Uma vez que a chanel fez um desfil , em que a models exibiam tatuagens .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s