São Paulo é referência para Plano de Metas no Brasil

 

ônibus lotado no Capelinha

Em artigo publicado nessa quinta-feira no Blog Adote SP que mantenho em parceria com a revista Época SP, falei sobre o lançamento da campanha nacional que pretende convencer o Congresso Nacional a aprovar projeto de emenda constitucional que obrigue a criação do Plano de Metas nos governos federal, estaduais e municipais, a partir do ano que vem. A lei já existe em São Paulo, capital, e em duas cidades argentinas, Córdoba e Mendoza, além de estar sendo debatida no Chile. Reproduzo aqui apenas um trecho do texto no qual me refiro ao desempenho da prefeitura de São Paulo conforme dados publicados na Agenda 2012:

….

Na capital paulista, o Plano ganhou o nome de Agenda 2012. Último levantamento mostra que das 223 metas apresentadas pela prefeitura 93% estão em andamento, 5% não foram iniciadas e 3% foram concluídas.

Com base nos dados da própria administração, é possível identificar que o prefeito Gilberto Kassab terá muita dificuldade para cumprir com o que se comprometeu. Recentemente, foi obrigado a rever 18 dessas metas, o que é permitido pela lei municipal desde que a administração justifique a medida.

Zerar o número de crianças sem creche, apesar de o número de vagas ter aumentado nos últimos anos, é meta que não será atendida no prazo, diz o próprio secretário municipal de Educação Alexandre Schneider.

Há dúvidas, por exemplo, com os três hospitais, em Parelheiros, Brasilândia e Vila Matilde, que deveriam ser entregues até o fim de 2012, mesmo que a administração aposte em Parcerias-Público-Privadas. Pelo atual estágio dos projetos, vão ter de acelerar a obra que sequer se iniciou.

Os corredores de ônibus prometidos também estão em risco. Das oito propostas, cinco ainda estão na fase de contratação do projeto, uma não passou do segundo estágio e uma ainda está a espera da definição do local. E tudo tem de ser entregue de junho a dezembro do ano que vem.

Aqui se vê como a falta de convicção administrativa pode atrapalhar a gestão. Pois os planos do governo municipal para o transporte mudaram várias vezes, desde a prioridade para o metrô, com dinheiro repassado ao Governo do Estado, até a troca do sistema de ônibus pelo de monotrilho. No M’Boi Mirim, por exemplo, já se fala em deixar tudo com o metrô, novamente.


Leia o texto completo acessando o Blog Adote São Paulo, no site da Revista Época SP

9 comentários sobre “São Paulo é referência para Plano de Metas no Brasil

  1. O PSDB e o DEMo mentem demais!
    São piores que petistas.
    Essa gente nunca deveria ter voltado a politica
    Deveriam ficar para sempre fora do pais.

  2. Gente isso é copia do PAC!!!!!!!!!!!!!!!! olha a roda aí de novo gente!!!!!!

    A educação é um exemplo claro em São Paulo( caiu 50% no governinho do Serrinha)

    e Limpeza do Tiete ou será esgoto a ceu aberto???????????

    Acorda!!!!!!!! Paulistas e Paulistanos

  3. A cidade de São paulo também é referencia e ensina o resto do pais como não deixar outras cidades detonadas, acabadas, destruidas, abandonadas por politicos gananciosos, lobystas incompoetentes e que legislam somente em cuusas proprias.

  4. Caro Armando Italo, qual a cidade que você vive meu amigo???

    São Paulo exemplo, coitado!!!!

    será na Educação????? não!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    será na Segurança??????? não!!!!!!!!!!!!!!
    Será no Transporte???????Não!!!!!!!!!!!!!
    Sera em Limpeza??????? não !!!!!! olha o tietê

    Acorda meu amigo!!!!!!!!!!

  5. Prezado Milton Jung,

    – ” Zerar o número de crianças sem creche, apesar de o número de vagas ter aumentado nos últimos anos, é meta que não será atendida no prazo, diz o próprio secretário municipal de Educação Alexandre Schneider.”…

    O que é isso? Efeito circence, com certeza. E as promessas de campanha?

    Nossas escolas públicas têm bibliotecas? Não. Têm laboratórios equipados? Não. A distorção idade-série está sob controle? Não. Reduzimos os fenômenos da evasão e da repetência? Não. Há iniciação científica nas escolas? Não. Os índices de leitura estão crescendo? Não. Os livros didáticos distribuídos gratuitamente são bem escolhidos e bem distribuídos? Não… E muito mais poderia ser lembrado.

    Abraços,

    Nelson Valente

  6. Bom Dia Milton e os Colegas do Blog,

    Armando/Alexandre/Sergio, vcs, esquerecerem de mais alguns pontos. Vejam: SP, por causa da imcompetência dos governos que ai esta, tornou-se a maior escola de bandidos, menores infratores, que vão para as casas de recuperação e ja saem de la doutorados em todo tipo de crime, é uma escola em pagar mau seus funcionarios publicos, hoje os bandidos, ja tem explosivos para realizarem os seus assaltos, é uma escola de coma pioarar o ensino, a saude, o transito, como lotear as áreas verdes da cidade, descumpri as leis vigentes na pais, promover a segregação entre a população e se esconder atras de um moralismo falço que só eles acreditam.

    Abr,

    JR..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s