Avalanche Tricolor: vitória da persistência

 

Grêmio 2 x 0 Sport
Campeonato Brasileiro – Arena Grêmio

 

Gremio x Sport

 

Jogos às quartas-feiras, 10 da noite, você, caro e raro leitor deste blog, já sabe que é um martírio para este madrugador que vos escreve. A partida vai se encerrar beirando à meia-noite; tenho de baixar o batimento cardíaco, que se acelera a cada gol perdido na área deles e bola despachada da nossa; depois tenho de forçar o sono para aproveitar o máximo o pouco tempo até o despertador tocar às 4 da manhã. Escrever logo após a partida, como me proponho normalmente nesta Avalanche, é quase impossível. Hoje, nem mesmo nos intervalos do Jornal da CBN, que apresento das 6h às 9h30 da manhã, encontrei tempo para escrevinhar algumas palavras sobre nossa “goleada” da noite anterior. O noticiário exigia atenção redobrada.

 

Desta vez, porém, o adiantado da hora e o excesso de trabalho pela manhã me deram oportunidade de ficar saboreando por mais tempo o gostinho de estar na zona de classificação para a Libertadores da América. Sei que dependemos de uma combinação de resultados, neste segundo dia da 27a rodada do Campeonato Brasileiro, para termos entrado definitivamente no G4. Independentemente do que acontecer, contudo, estamos cumprindo com nossas obrigações e colocando nas costas dos nossos adversários a responsabilidade de vencerem para não se distanciarem da disputa lá no alto.

 

Meu sonho é chegar ao topo e, enquanto a matemática e a paciência resistirem a todos os percalços, continuarei nesta busca. Para chegar lá, no entanto, antes precisamos galgar posições no G-4. Até aqui não temos conseguido nos fixar nesta posição, apesar de estarmos muito próximos a cada dia. Tenho a impressão que nossa persistência será recompensada em breve, como nesta quarta-feira à noite, em que o time foi para o ataque com bolas roubadas a partir de forte marcação e alguma correria e chegou ao primeiro gol ainda no primeiro tempo. Gol com significado especial pois premiou um jogador de meio de campo que arrisca partir com dribles para cima do marcador e chutar de fora da área, algo precioso para enfrentar as defesas cada vez mais fechadas que encontramos no caminho.

 

Aliás, apesar de ter ficado incomodado com as convocações de três de nossos jogadores para a seleção brasileira (houve época em que isso era motivo de orgulho de todas as torcidas), estas nos proporcionaram boas surpresas, ao menos na partida desta quarta. Como está no ditado: há males que vêm pra bem. Alan Ruiz saiu jogando como titular, atacou bem, driblou forte, fez gol e mostrou que não é apenas jogador de segundo tempo como sinalizava até aqui. Tem tudo para se transformar em titular se se esforçar um pouco mais na marcação. E Tiago saiu-se muito bem no gol, ou melhor, saiu muito bem do gol sempre que foi exigido e defendeu bolas difíceis especialmente na pressão final que sofremos. A despeito de seus 21 anos, oferece segurança enquanto esperamos o retorno de Marcelo Grohe.

 

Aconteça o que acontecer logo mais à noite, sábado estaremos de volta brigando pelo G-4 e no caminho da liderança, sem ter de me preocupar a que horas vou acordar no dia seguinte.

 

Foto do album oficial do Grêmio no Flickr

5 comentários sobre “Avalanche Tricolor: vitória da persistência

  1. Opa! pensei que havia esquecido.
    Pelo perde e ganha dos demais no campeonato, dá prá afirmar que o Grêmio segue no caminho.
    Agora está ficando interessante.

  2. Sim,Mílton,persistir é viver. Pelo menos,a propósito de entrar no G-4. Valeu a pena,imagino,o tresnoite forçado para acompanhar o nosso Grêmio. Hoje (ou ontem) torcer não te deixará brigando com o sono,sempre teimoso,sempre exigente,ainda mais para quem precisa acodar às quatro da matina. Ao falar em torcer estou usando um eufemismo. Na real,temos de “secar” o Galo. Na última vez que viramos secadores,o Atlético Mineiro nos tirou do G-4. Quet enhamos,oxalá,mais sorte desta vez.

  3. Caro Milton, escrevo após o empate do Atl. MG com o Fluminense e a confirmação do G4. Isso é bom e espero que o Grêmio possa se manter no G4 e avançando mais e mais. Quem sabe ainda temos chance de Libertadores 2015. E pensando assim, acho que nossos diretores deveriam procurar um camisa 10 para o Grêmio, e no Brasil existem poucos, como um que poderia encaixar como uma luva (Conca). Seria um sonho, mas o Grêmio deveria se mexer desde já. Ah um lateral direito também precisamos ….

  4. Caro Milton,

    A noite futebolística de quinta terminou melhor do que o mais otimista dos Gremistas poderia esperar. O Grêmio no G4 e os irmãos aprontando mais um fiasco internacional!!!

  5. O empate do Atlético nos deixa na quarta posição pela primeira vez no campeonato. A obrigação de vencer cada jogo permanece. E o próximo desafio será sábado contra o Palmeiras fora de casa. Os três pontos são necessários para recuperar os três perdidos contra o São Paulo. Aqui em SP tenho ouvido muita gente dizendo que venceremos, mas não gosto deste clima. Prefiro a adversidade que nos mantém focados e com esforço redobrado em campo.

Deixe uma resposta para Adilson Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s