Avalanche Tricolor: a força do Grêmio na Era Roger

 

Grêmio 1 x0 Santos
Brasileiro – Arena Grêmio

 

22017549290_e96b330c65_z

 

Encerrado o primeiro tempo, os jogadores escalados para a entrevista fizeram sua análise sobre o resultado até aquele momento. O Grêmio já vencia por um a zero e surpreendentemente com um gol na cobrança de escanteio e de cabeça, coisa pouco comum na Era Roger – desculpe-me se batismo este momento desta forma, posso até estar parecendo muito entusiasmado, mas há motivos para acreditar que a mudança de comportamento e na forma de jogarmos futebol, que se iniciou com a chegada do técnico, em maio deste ano, perdure por um bom tempo.

 

Bressan, autor do gol, disse que sua conquista foi resultado do trabalho coletivo e, especialmente, do treino feito por Roger um dia antes da partida, na qual insistiu nas cobranças de escanteio. Fiquei surpreso, pois há algumas semanas ouvi do próprio treinador, em entrevista ao programa Bola da Vez, na ESPN Brasil, que, historicamente, o aproveitamento destes lances é baixo e com as características dos atuais jogadores gremistas não adianta ficar insistindo em bolas pelo alto. Mas Roger sabe que se os jogadores certos estiverem no lugar certo no momento certo, o gol pode sair por ali.

 

Renato, capitão adversário, além de sair de campo reclamando injustamente do árbitro que supostamente não havia marcado irregularidade no lance do gol, afirmou de forma categórica que o Santos já sabia que o Grêmio é forte na “bola parada” (expressão que uso entre aspas porque não concordo com ela). Deixou muito claro que estavam fazendo a leitura errada do jogo.

 

O Grêmio, apesar desta noite ter vencido com gol marcado após cobrança de escanteio, é forte na bola tocada, e não na bola parada.

 

Durante toda a partida, ao menos durante os momentos em que dominou a partida, o Grêmio, como sempre tem sido na Era Roger, tocou muito bem a bola de pé em pé, graças a velocidade com que seus jogadores se deslocam no gramado e a forma como conseguem se aproximar para dar opção de passe. É assim que o Grêmio impõem perigo ao adversário, que se não for capaz de conter este domínio de bola vai ser surpreendido com um atacante na cara do gol, como ocorreu desde os primeiros minutos do jogo de hoje. Como nem sempre essas jogadas resultam em gol, às vezes se transformam em escanteio e aí sim valem os treinos de posicionamento dentro da área, realizados por Roger.

 

O que quero dizer depois de toda esta ladainha é que apesar de o Grêmio ter vencido hoje com um gol de cabeça após cobrança de escanteio, o que faz o Grêmio superior aos seus adversários, ao menos superior a maioria de seus adversários, é a bola que corre na grama com precisão, velocidade e muita categoria. Isso faz o Grêmio diferente. A “bola parada” é apenas mais um detalhe.

 

Mas deixe que pensem ao contrário, pois enquanto continuarem querendo impedir gols de “bola parada” continuaremos vencendo com a bola (muito bem) tocada.

4 comentários sobre “Avalanche Tricolor: a força do Grêmio na Era Roger

  1. É muito bom ganhar um jogo de futebol. Muito melhor ainda quando se ganha com futebol bem jogado no padrão implantado pelo Roger. Bola no chão, com velocidade, triangulações e forte marcação quando não se tem a posse da bola. Muito show! O futuro é promissor! E cá pra nós o Geromel é um monstro!

  2. Meu Caro Milton, Não achei o lugar certo para deixar o meu comentário, por isso vou usar esse espaço aqui mesmo.
    Eu concordo que a vida continua apesar dessas mazelas toas por que passamos nas mãos desses governantes e políticos @#&***#@$%+(espero que você tenha entendido os meus sinais). Bem, o que me incomoda nos seus comentários, do Dan e dos outros na Hora do Expediente, é o tom de brincadeira, de comédia com assuntos tão sérios como, por exemplo, o ex-Ministério da Pesca, entre outros, no meu modo de ver, esses assuntos deveriam ser tratados com a maior indignação do mundo. Principalmente vocês, Radialistas, tremendos formadores de opinião, não deviam brincar com coisas tão sérias, deviam é demonstrar toda a indignação do mundo. Pedir a cabeça desse fdp. a cada instante. O Povo precisa acordar, e não tem melhor despertador que os comunicadores do Rádio. Por Favor, fale com o Dan , o Zé Godoy, todo o mundo. Mostrem pro mundo a minha indignação. Minha só não, a de grande maioria dos brasileiros. Muito Grato por qualquer providência nesses sentido. Se estiver com os Carusos, fale com eles também. Chega de divertir os brasileiros otários brincando com coisa séria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s