De mundo colorido

 

Por Maria Lucia Solla

 

colorido

 

Olá,

 

cada dia que passa eu acredito mais fortemente que estamos mirando o alvo errado, um objetivo que nos leva sempre para mais longe do centro da questão, da tomada de consciência do fato. Do erro.

 

Estamos centrados no macro: a cidade, o estado, o país, o mundo e os mundos à volta e as pessoas que se destacam por mandarem e desmandarem, deslavada e desavergonhadamente.

 

Agora põe a mão na consciência comigo; tudo e todos os que estão aí somos nós, gente como a gente, nascida no mesmo Planeta Terra, mas é gente que está apodrecida, desconjuntada, totalmente desatinada e desorientada. Num patamar impossível de curar.

 

Esses são cartas fora do baralho.
Sem chance, como diria minha amiga Neyd.

 

Onde focar, então? No micro, ora!. Na célula. Em você mesmo em primeiro lugar, para ser um recipiente digno da alma que recebeu, e que tem tudo para deitar a cabeça no travesseiro e adormecer com um sorriso e acordar com vontade de preencher cada dia com o seu melhor. Não é assim?

 

Pois assim deve ser.

 

Mas vale lembrar-se e lembrar a quem quiser ouvir, que delicadeza faz as flores crescerem mais bonitas; gentileza e consideração evitam furacões; atenção e compaixão previnem enchentes. E por aí vai. Cada centímetro que a gente melhora no convívio consigo mesmo e com o outro, seja ele quem for, a Natureza e tudo à nossa volta muda de colorido.

 

é o mundo que a inocência da criança pinta
ela sabe que é possível

 

Assim, só posso terminar este nosso papo sugerindo colorir o mundo, ensinando aos jovens e às crianças a libertarem, da folha branca de desenho, a beleza de um convívio sadio, começando dentro de casa, numa corrente infinita.

 

Também será preciso trazer de novo à moda os amigos Muito Obrigado, Desculpa, Com Licença, A Senhora Quer Se Sentar? Precisa De Uma Ajuda Aí? Com Licença, Professora! E por aí vai, passando a só usar a buzina numa situação de emergência (que é para isso que ela existe, sabia?), dando lugar para um motorista que está esperando há seis carros que alguém lhe permita entrar no fluxo – modo de dizer.

 

Tenho notado muito disso tudo à minha volta, dos dois tipos, dos dois lados da cerca. A maioria das coisas por perto me deixam muito bem, mas o inverso está duro de roer, não é?

 

Pensa nisso, ou não, e até a semana que vem.

 

Maria Lucia Solla é professora de idiomas, terapeuta, e realiza oficinas de Desenvolvimento do Pensamento Criativo e de Arte e Criação. Escreve no Blog do Mílton Jung

2 comentários sobre “De mundo colorido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s