8 comentários sobre “Conte Sua História de São Paulo: era mágico embarcar no Flecha Azul

  1. Não tem nada a ver com a história, mas… Meu romântico saudosismo – quando o tema são ônibus da Cometa – me remete aos longínquos anos 50… Eu, então, molequinho paulistano.

    Eu ficava intrigado: como “podia”? Uma empresa de ônibus “das estradas” (que rodoviários eu não falava) também ter linhas urbanas?

    Era a Viação Cometa! Linhas que saíam da Cajuru, pertinho do Largo do Belém, eu via: Vila Formosa, Vila Santa Isabel, Vila Diva… Mesmíssima pintura azul-e-creme (que, depois, virou vermelho); mesmíssimos Coaches GM de motorzão traseiro, iguaizinhos! Aos que, às dezenas, iam para Sorocaba, Campinas, Jundiaí, Ribeirão Preto, Lorena… Letreiros que eu lia, sem conhecer um único destino…

    Uma só diferença: urbanos, duas portas; rodoviários, uma só. Perdoem-me, o progresso e a tal “evolução” tecnológica, mas…

    Aos olhos do coração – de nostálgicos, claro – eram tempos de muito mais charme – dos ônibus de então – e de empresas, como a Viação Cometa. E do concorrente de igual alto nível: Expresso Brasileiro!

    Rubens Cano de Medeiros
    Vila Gumercindo

    • Olá Rubens!
      Tudo bem?
      Claro que tem a ver!!!
      Esta história se acrescenta com o seu relato!
      Nos anos 50, além dos modelos por você citado, temos o magriço GM PD 4104, batizado de Morubixaba, ou chefe da tribo.
      Quisera eu ter vivido esta época.
      Muitos relatos que ouvi, me deixam ainda mais fascinado.
      Obrigado por contribuir com o seu conhecimento.
      Um abraço

    • Olá Rose
      Muito obrigado pelas suas considerações.
      Espero estar no caminho correto.
      Escrevi com o coração. Talvez por isso, pude relatar de forma detalhada.
      Perdoe-me por alguma falha
      Um abraço

  2. Caro Randel Araújo.
    Adorei a sua crônica. Fui usuário da Cometa nos anos 60/70, quando viajava de
    São Paulo a Araraquara com certa frequência.
    Tinha uma sensação deliciosa se o carro era o “cururu” , da GMC, creio.Dava gosto ouvir o ronco do
    motor ao tomar embalo nas descidas, está lembrado?.
    Obrigado por massagear as minhas lembranças.
    Parabéns!
    Poeta/ouvinte/colaborador da CBN
    Alceu Sebastião Costa

    • Olá Alceu!
      Tudo bem?
      Muito obrigado pelas considerações!
      Você, assim como outros que ouviram a história, me encorajam a escrever.
      Meu principal objetivo foi de fazer valer a ideia deste quadro, e trazer de uma forma simples as minhas memórias, compartilhar com as pessoas que também viveram a era de glamour da Viação Cometa S/A.
      Em São Paulo, muitas pessoas tem em algum momento de suas vidas, algum fato marcante, envolvendo a Cometa. Procurei trazer o saudosismo sadio. E. Fico feliz que você também viu desta forma!
      Um abraço
      Randel

    • Olá Helio
      Tudo bem?
      Obrigado pelo comentário!
      A Itapemirim também é um patrimônio deste país. Infelizemente atravessa um momento difícil, pelas mais diversas razões.
      Ela também teve uma história semelhante à da Cometa, mas com um caminho bem diferente.
      Tenho respeito e admiração por esta empresa também.
      Mas a Cometa, sempre será minha referência.
      Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s