Conte Sua História de São Paulo: na pensão da Dona Nair

 

Por João Fernando A. Palomo
Ouvinte da CBN

 

 

Vivi em São Paulo, em 1978. Estudava na Avenida Paulista, em um cursinho famoso da época e morava na Brigadeiro Luis Antonio, numa pensão para estudantes de uma senhora chamada Dona Nair. No fim daquele ano, passei na faculdade, em Campinas, e abandonei a capital. Formado voltei para Santa Cruz, minha cidade natal. Mas nunca esqueci de São Paulo

 

São Paulo consegue ser grande e mesmo assim nos permite encontrar coisas de cidade pequena. Ao lado da pensão onde morava tinha uma loja de velas, que achávamos que era para macumba.Um dia, eu e meus colegas, fomos conversar com a Dona Doraci e ficamos amigos dela. Conversávamos de tudo. Até de futebol ela passou a entender de tanto que eu deixava “A Gazeta Esportiva”no balcão da loja —- isso depois de passar por lá no fim da tarde, ler todo o jornal, bater um papo com ela e voltar para a pensão. Coisa de interior numa cidade grande!

 

O tempo se foi, eu casei, tive filhos e, depois que cursaram a faculdade em outra cidade do interior, não é que eles foram trabalhar em São Paulo? Primeiro a filha. Depois o filho. Claro que voltei a frequentar a cidade novamente. Ao menos uma vez por mês visitava os filhos e aproveita para viver um pouco da múltipla e agradável vida que São Paulo proporciona.

 

“Pai, durante a semana não é assim” — alertava meu filho que trabalha hoje próximo do Shopping Morumbi e mora na Berrini.

 

“Pai, o trânsito hoje tá bem tranquilo” — comentava a filha em pleno sábado querendo dizer que durante a semana era bem pior.

 

Mas voltariam para São João?

 

Não, claro que não, dizem os dois, ambos perfeitamente integrados no cotidiano de São Paulo. Minha filha casou-se com um paulistano e desde que foi para São Paulo sempre trabalhou, ainda que já trocado de empresa por duas vezes. Meu filho também trocou uma vez, mas igualmente nunca ficou desempregado.

 

São Paulo, que eu já amava tanto, me deu mais motivos para continuar apaixonado pela cidade: acolheu meus filhos. E como não gostar de quem recebe os filhos da gente de forma tão carinhosa?

 

João Fernando Alves Palomo é personagem do Conte Sua História de São Paulo. A sonorização é do Cláudio Antonio. Escreva você também mais um capítulo da nossa cidade e envie seu texto para contesuahistoria@cbn.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s