E mais Paulista

Placas na Paulista

A nova sinalização na Avenida Paulista atende a demanda de pedestres que reclamavam da dificuldade para identificar o nome das ruas. A placa ficará nos protetores de ferros colocados nas esquinas, conforme imagem acima. “Aproveitamos e inserimos as primeiras plaquinhas em braile com todos os dados da rua”, explica Regina Monteiro, da Emurb. Segundo ela o projeto é um antigo sonho do órgão que pretende estender à toda cidade de São Paulo

Faça seu site acessível a todos

A preocupação para que os sites sejam acessíveis às pessoas com deficiência tem aumentado nos últimos tempos, conforme constatou o comentarista do Cidade Inclusiva, Cid Torquato. Recentemente, no CBN SP ele trouxe algumas fontes importantes para quem pretende adaptar sua página na internet e dar acesso a milhares de pessoas ansiosas pelo direito à inclusão.

A maior referência internacional é a ONG W3C cujo site do capítulo brasileiro é o www.w3c.br. Outro endereço que cabe ser visitado é o Acessibilidade Legal mantido pelo deficiente visual Marco Antonio de Queiroz que atende pelo sugestivo apelido MAQ.

A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoas Com Deficiência tem um portal acessível como não poderia deixas de ser. Apesar de que mesmo órgãos que tratam da causa do deficiente costumam provocar situações constrangedoras. De acordo com Elza Ambrósio, responsável pelo portal da Secretaria explica que  “empregamos o padrão web de acessibilidade e usabilidade com recursos que contemplam aumento de fonte para usuário com baixa visão, contraste que atende principalmente a pessoa daltônica, acessibilidade para diferentes leitores de tela, vídeos legendados que atendem à pessoa surda dentre outros”.

Ouça aqui o comentário de Cid Torquato sobre “sites acessíveis”

Ouça mais informações sobre acessibilidae no comentário Cidade Inclusiva RJ, por Gerogette Vidor

Foto-ouvinte: Vai encarar !

Cadeirante na rua

A calçada destruída e a falta de respeito impõem aos cadeirantes uma só opção se quiserem passar por este trecho na avenida Anhaia Mello, na Vila Prudente, zona leste da capital paulista: disputar espaços com os carros. É o que conta e mostra nesta foto o ouvinte-internauta Henrique Boney.

Foto-ouvinte: Assento inclusivo

Assento para obeso no Metrô

Os assentos azuis começam a ganhar destaque nas estações de Metrô de São Paulo e foram instalados com a intenção de atender as necessidades de pessoas obesas. A ideia é espalhar 350 bancos desses em 113 trens e nas plataformas das suas 55 estações. Os que se destinam aos obesos tem o dobro do tamanho dos assentos normais como se nota na imagem feita pelo ouvinte-internauta Daniel Aveiro. A cor azul passará identificar, também, os bancos específicos para pessoas da terceira idade, grávidas e mulheres com crianças no colo, substituindo a atual coloração cinza. Desta forma, o Metrô passa atender o padrão universal indicativo para pessoas com deficiência.

Moda inclusiva ganha destaque na televisão

Cid Torquato

O comentarista do quadro Cidade Inclusiva Cid Torquato foi personagem de reportagem publicada pelo Jornal da Record, segunda-feira, inspirada em tema discutido no CBN São Paulo, há duas semanas. A moda inclusiva, foco de concurso promovido pela Secretaria Estadual da Pessoa com Deficiência,  de São Paulo, ganhou espaço de destaque no principal telejornal da emissora. A necessidade de estilistas desenvolverem roupas para cadeirantes ou agregarem informações em braile nas etiquetas para facilitar a vida dos deficientes visuais foi relatada no depoimento do Cid e demais convidados.

Cidade Inclusiva: Criatividade na campanha pela inclusão

No bate-papo dessa segunda-feira, no Cidade Inclusiva, com o Cid Torquato, citamos a campanha do Governo Federal em favor da inclusão com o tema Iguais na Diferença que está rodando na internet. O filme criado pela Propeg para a Secretaria de Comunicação Social e Secretaria Especial dos Direitos Humanos é embaldo pela música “Condição” de Lula Santos e utiliza recursos que facilitam o acesso às pessoas com deficiência visual e auditiva: audiodescrição, ativado pela tecla SAP do televisor, e narração em libras e legenda. Neste último caso, com muita criatividade pois o texto foi inserido nas situações vivenciadas no filme. Outro aspecto interessante foi o meio explorado pela Presidência da República para divulgação do vídeo, publicando-o no You Tube. Está mais do que na hora de o poder público saber explorar os meios digitais que tendem a ser mais baratos do que a mídia tradicional.A letra de “Condição” parece feita sob encomenda. Acompanhe:

Eu não sou diferente de ninguém
Quase todo mundo faz assim
Eu me viro bem melhor
Quando tá mais pra bom que pra ruim

Não quero causar impacto
Nem tampouco sensação
O que eu digo é muito exato
E o que cabe na canção

Qualquer um que ouve entende
Não precisa explicação
E se for pensar um pouco
Vai me dar toda razão

A senhora, a senhorita e também o cidadão
Todo mundo que se preza
Nega fogo não

Eu não sei viver sem ter carinho
É a minha condição
Eu não sei viver triste e sozinho
É a minha condição
Eu não sei viver preso ou fugindo

Cidade Inclusiva: Moda para todos

A calça para o cadeirante não deve ter bolsos atrás e a costura tem de ser mais confortável. A camisa para o deficiente visual tem de ter identificação em braile. O blazer para o terno do executivo portador de deficiência tem de estar adaptado a necessidade dele. A estilista Daniela Auler que há 15 anos trabalha com moda, no Brasil, foi seduzida por esta ideia e quer incentivar seus colegas a enxergarem este segmento no mercado: a moda inclusiva.

Em São Paulo, a secretaria dos Direitos de Pessoa com Deficiência promove o Concurso Moda Inclusiva no qual estudantes são convidados a apresentar proposta para atender às demandas de portadores de deficiência. O Brasil tem 24,6 milhões de pessoas nestas condições, o que transforma este um mercado consumidor bastante expressivo, como chamou atenção o comentarista Cid Torquato que apresenta “Cidade Inclusiva”, no CBN SP, às segundas-feiras.

As inscrições para o concurso podem ser feitas até abril pelo site da secretaria dos Direitos de Pessoa com Deficiência .

Ouça a entrevista com a estilista Daniela Auler

Para enviar sugestões e comentários sobre o programa Cidade Inclusiva escreva para cidadeinclusiva@cbn.com.br

Cidade Inclusiva: Vereadora reclama de acesso na Câmara

A dificuldade de se locomover dentro do próprio local de trabalho é comum para muitas pessoas portadoras de deficiência e com restrições de movimento. O que a vereadora Mara Gabrilli (PSDB) não esperava era encontrar barreiras no seu caminho dentro da Câmara Municipal, prédio público que já deveria ter se adaptado as normas de acessibilidade.

A repórter Cristina Coghi que esteve bna Câmara na quinta-feira registrou a bronca – com toda razão – da vereadora. Ouça aqui a reportagem sobre FALTA DE ACESSIBILIDADE NA CÂMARA

Toda segunda-feira, o CBN SP apresenta o quadro Cidade Inclusiva, com Cid Torquato, logo após às 11 da manhã.

Portadores de deficiência: o tamanho desta população

O Brasil tem 24,6 milhões de pessoas portadoras de deficiência, das quais 3 milhões morariam em São Paulo. Estes são alguns dos dados divulgados nesta semana pelo comentarista da CBN Cid Torquato no quadro Cidade Inclusiva. Quase metade destas pessoas (48,1%) apresentam algum tipo de deficiência visual. Há um grande contingente, também, de portadores de problemas físicos, 27,1%.

No entanto, de todos os números apresentados, com base em levantamento feito pela Plura Consultoria e Inclusão Social, o que mais me chamou atenção foi o que mostra que 10 mil pessoas adquirem uma deficiência por mês no Brasil. Boa parte devido a incidentes com armas de fogo e violência urbana (46%). Outros tantos (24%) são vítimas de acidentes de trânsito. Cid Torquato lembrou que na quinta-feira da semana passada 18 pessoas haviam sido baleadas na capital paulista.

“Ter um levantamento fiel sobre o número de portadores de deficiência é fundamental para que sejam desenvolvidas políticas públicas que atendam estas necessidades”, disse Torquato que retorna segunda-feira que vem com mais novidades sobre o tema.

Cidade Inclusiva vai ao ar às segundas, logo após às 11 da manhã, e você pode acompanhar os primeiros comentários do Cid Torquato na página da CBN.

Ouça a estréia de comentário sobre cidade acessível

O mergulho, na Croácia, em 2007, que o deixou tetraplégico foi um dos assuntos de Cid Torquato na estréia do quadro Cidade Inclusiva, que vai ao ar toda segunda-feira, logo após às 11 da manhã, no CBN SP. O comentarista chamou atenção para o fato de que muitas pessoas sofrem graves traumatismos em  acidentes banais como o dele.

Ouça a estréia de Cid Torquato, em Cidade Inclusiva

Para conversar com o Cid escreva para cidadeinclusiva@cbn.com.br