Pauta #cbnsp: “Ônibus anda como carroça”

 

CBN SPO bairro de Moema perde 3.850 vagas de estacionamento para que o trânsito possa fluir melhor, a partir desta segunda-feira. A medida provoca reclamação entre moradores e comerciantes da região e a repórter Luciana Marinho esteve lá para mostrar como ficou a situação. Para o engenheiro de tráfego de transportes Horácio Augusto Figueira, ouvido pelo CBN São Paulo, a medida tem de ser adotada oferecendo prioridade para o transporte de passageiros. Ele explica que estudo feito em informações da SPTrans mostra que os ônibus andam a velocidade médida de 6,2 km no corredor exclusivo da avenida Ibirapuera. “É menos do que anda uma carroça”, disse Figueira que atua, também, como consultor da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego). Para o engenheiro é preciso que a pista do corredor seja duplicado ao menos no horário de pico.

Igreja do barulho –
Os templos religiosos são alvo da maior parte das reclamações por excesso de barulho feitas ao Ministério Público Estadual. O promotor José Eduardo Lutti, de Justiça e Meio Ambiente da Capital, disse que a maioria das vezes o barulho é resultado da falta de informação dos proprietários da Igreja e o problema é resolvido com orientação. A bronca com os templos já supera a reclamação de barulho dos bares da cidade. Para enviar denúncias ao Ministério Público use o e-mail: pjmac@mp.sp.gov.br

Direito do Cosumidor – O Procon de São Paulo autuou 94 lojas na Operação Dia das Mães, a maioria por venda irregular com cartão de crédito. Os comerciantes ou cobravam valores diferentes se a venda fosse à vista ou limitavam o valor da compra no crédito, medidas que ferem o Código de Defesa do Consumidor. A reportagem é de Márcia Arroyo.

Parque na Guarapiranga – A prefeitura promove atividade em área onde será entregue mais um parque no entorno da represa de Guarapiranga, zona sul de São Paulo. A destruição de um motel que funcionava no local foi o pretexto para o prefeito Gilberto Kassab (DEM) convocar a imprensa para ir até o local. Ouça a reportagem de Juliano Dip. Ao contrário do que foi dito na reportagem, essa área não é a mesma em que funcionará o parque Nove de Julho, que está na mira do Ministério Público Estadual devido a construção que invade a área de alagamento da represa.

Época Sp na CBN – Shows de Yamandú Costa e Nouvelle Vague abrem a semana de espetáculos em São Paulo. E Rodrigo Pereira lembra que estão à venda os ingressos para a apresentação de Johnny Rivers.

Cidade Inclusiva –
Os acidentes de trânsito matam cerca de 40 mil pessoas por ano, no Brasil, e levam mais de 120 mil para os hospitais, destes 1/3 fica com sequelas permanentes, informou Cid Torquato, comentarista do Cidade Inclusiva. Para combater este cenário de guerra, foi criado em 2009 o programa “Chega de Acidentes” que mantém site onde estão uma série de informações sobre o tema.

3 comentários sobre “Pauta #cbnsp: “Ônibus anda como carroça”

  1. Olá, Milton,

    Não consegui ouvir o áudio “Entrevista com José Ismael Lutti, 1º Promotor de Justiça do Meio Ambiente da Capital”, bem como alguns outros com links próximos àquele. Testei vários links anteriores, uns funcionavam outros não.

  2. Igreja do Barulho:

    Não consegui ouvir a entrevista com o promotor José Eduardo Lutti, mas comento o que li nesta Pauta do dia.

    Mesmo sem informação e sem orientação sobre legislação a respeito de barulho, os templos religiosos tentaram acabar com o Psiu através do vereador Carlos Apolinário. Ou os donos dos templos não são tão mal informados assim ou o vereador estava defendendo interesses de outros barulhentos em nome dos templos, quando fez aquela “Lei do Barulho”.

    Por outro lado, parece que os vizinhos a tais templos, estes sim foram informados sobre seus direitos e sobre a quem reclamar.
    As informações e orientações chegam só aos vizinhos?
    Será que mais pessoas passaram a reclamar, justamente por causa da ampla divulgação na mídia sobre os absurdos da lei de Apolinário?
    Será que pessoas que não eram atendidas pelo Psiu passaram a procurar o Ministério Público?
    Será que os templos barulhentos têm proliferado mais que os bares?

    Curiosidades e hipóteses explicativas à parte, quero agradecer pela disponibilização do e-mail do Ministério Público para reclamações sobre barulho (pjmac@mp.sp.gov.br).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s