IPTU 2010: O e-mail dos vereadores

adoteEsper Leon, ouvinte-internauta do CBN SP, também ajuda o cidadão paulistano na discussão com os vereadores sobre o reajuste do IPTU-2010, na capital paulista. Você também tem mais informações sobre como entrar em contato com os vereadores no site da Câmara Municipal de São Paulo:

Queria parabenizar a iniciativa do também ouvinte, Antonio Carlos Falcari, que fez uso da sua cidadania ao escrever para os vereadores da Câmara Municipal de São Paulo, solicitando que votem CONTRA o aumento na taxa do IPTU.

Seguindo o exemplo do Antonio Carlos, também estou escrevendo minha mensagem aos vereadores e queria contribuir com os ouvintes do CBN-SP informando os endereços de todos os vereadores. Sim, os endereços estão disponíveis no site da Câmara, mas dá um certo trabalho copiar um a um. Assim, para que ninguém alegue não ter tempo, seguem todos os endereços. Basta copiar e colar no campo de destinatários de qualquer gerenciador de e-mails ou webmail:

abouanni@uol.com.br; adilsonamadeu@camara.sp.gov.br; adolfoquintas@camara.sp.gov.br; agnaldotimoteovereador@camara.sp.gov.br; vereadoralfredinho@camara.sp.gov.br; vereadoracr@terra.com.br; arselino@tatto.com.br; atiliofrancisco@camara.sp.gov.br; aurelio.miguel@camara.sp.gov.br; carlosbezerrajr@camara.sp.gov.br; carlosapolinario@camara.sp.gov.br; vereador@celsojatene.com.br; chicomacena@camara.sp.gov.br; vereadorclaudinho@uol.com.br; claudiofonseca@camara.sp.gov.br; claudioprado@camara.sp.gov.br; daltonsilvano@camara.sp.gov.br; domingosdissei@camara.sp.gov.br; donatopt@terra.com.br; eliseugabriel@camara.sp.gov.br; contato@florianopesaro.com.br; fchagas@camara.sp.gov.br; gabrielchalita@camara.sp.gov.br; gilsonbarreto@camara.sp.gov.br; contato@vereadorgoulart.com.br; italocardoso@camara.sp.gov.br; jamilmurad@camara.sp.gov.br; gabjoaoantonio@gmail.com; joojihato@camara.sp.gov.br; gabinete@joseamerico.com.br; vereadorzelao@camara.sp.gov.br; ver.missionariojoseolimpio@camara.sp.gov.br; policeneto@camara.sp.gov.br; julianacardosopt@camara.sp.gov.br; juscelinogadelha@yahoo.com.br; maragabrilli@camara.sp.gov.br; gabinete@vereadormarceloaguiar.com.br; marcoaureliocunha@camara.sp.gov.br; martacosta@camara.sp.gov.br; drmiltonferreira@camara.sp.gov.br; miltonleite@camara.sp.gov.br; natalini@camara.sp.gov.br; netinhodepaula@camara.sp.gov.br; noeminonato@camara.sp.gov.br; paulofrange@camara.sp.gov.br; vereadorpenna@camara.sp.gov.br; vereadorquitoformiga@gmail.com; ricardoteixeira@camara.sp.gov.br; tripoli@camara.sp.gov.br; sandratadeu@camara.sp.gov.br; senival.pt@ig.com.br; souzasantos@camara.sp.gov.br; vereador@toninhopaiva.com.br; kamia@camara.sp.gov.br; wadihm@camara.sp.gov.br

Ainda sobre o aumento abusivo na tava de IPTU queria comentar ser uma insanidade, conforme noticiado no CBN-SP, o metro quadrado na Cracolândia passar a ser mais caro do que o dos Jardins… Dessa forma, a anunciada “Nova Luz” não deixará nunca de ser uma quimera…

Abraço do ouvinte,

Esper Leon

Participe da discussão sobre aumento do IPTU em SP

 

adoteO projeto de lei da Planta Genérica de Valores da prefeitura de São Paulo que poderá aumentar o IPTU em até 40% para os imóveis residenciais e 60% para os comerciais está em discussão na Câmara Municipal. Portanto, em vez de esperar o carnê com os valores majorados no ano que vem, é bom se preocupar com este problema agora e pressionar os vereadores a votarem de acordo com o que você deseja.

São os vereadores paulistanos que darão a palavra final se apóiam ou não a pretensão do prefeito Gilberto Kassab do DEM. Assim, sua presença nas audiências públicas que discutem o projeto ou sua interferência por telefone, e-mail e no gabinete do parlamentar pode ser fundamental.

A Câmara de Vereadores de São Paulo não perdeu tempo e começou a discutir o projeto de lei da Planta Genérica de Valores nesta terça-feira. De acordo com o site da casa, o Secretário Municipal de Finanças, Walter Aluisio, disse que a arrecadação prevista com o imposto é de R$ 644 milhões, durante audiência pública: “O foco do programa não é arrecadação. Exemplo disso é que o número de isentos irá aumentar, já que a isenção englobará imóveis que valem até R$ 92 mil, hoje esse limite é de R$65 mil. Os maiores beneficiados serão o extremo leste e oeste de cidade”.

Pelo menos dois vereadores se pronunciaram contra a proposta do prefeito Gilberto Kassab de majorar o imposto em 2010. Eles criticaram, em especial, o teto do reajuste – conhecido por “trava” – do IPTU de 40% e 60%. Leia o que diz o site da Câmara:

O vereador Donato(PT) não concorda com o sistema de “trava”. “ Quem poderia pagar muito mais só pode aumentar 40%”, disse ele. O vereador Milton Leite (DEM), relator do Orçamento, concorda “ os ricos continuarão pagando pouco”,afirmou Leite.

Está na hora de você também dar sua opinião. Se quiser saber qual o telefone do gabinete ou o e-mail do seu vereador vá até o site da Câmara Municipal.

Para Kassab aumento de 60% no IPTU é justiça fiscal

 

Imagem do site da prefeitura de SPO mesmo partido que aparece na televisão criticando o aumento da carga tributária no Governo Federal apóia o reajuste de até 60% no valor do IPTU de 2010, em São Paulo. A lembrança é do consultor financeiro e ex-secretário de finanças da gestão Luisa Erundina, Amir Khair, em entrevista ao CBN São Paulo, que criticou o anúncio feito pelo prefeito Gilberto Kassab do DEM, na terça-feira.

Apesar de não ter mexido nas alíquotas do imposto (que vão de 0,8% a 1,6%), a prefeitura decidiu revisar a Planta Genérica de Valores dos imóveis e terrenos na cidade de São Paulo, depois de oito anos. Com esta medida em muitos casos aumentou o preço de venda de uma casa ou apartamento e o proprietário terá de pagar muito mais imposto em 2010 do que neste ano. Para impedir que o reajuste fosse ainda mais pesado, o projeto de lei encaminhado à Câmara Municipal prevê um teto de até 40% para os imóveis residenciais e de até 60% para os comerciais.

Amir Khair disse que a prefeitura deveria impor uma “trava” ainda maior para não onerar os proprietários de imóveis principalmente no setor de serviços e comércio, em um período em que ainda se sente os efeitos da crise econômica:

Ouça a primeira parte da entrevista com Amir Khair, ao CBN SP

O prefeito Gilberto Kassab justifica o reajuste dizendo que a prefeitura está fazendo justiça fiscal, pois muitos proprietários foram beneficiados com melhorias em suas regiões e os imóveis passaram a valer mais, mas continuavam pagando o mesmo que em áreas menos valorizadas.

A repórter Márcia Arroyo ouviu o prefeito durante a manhã desta terça-feira e a reportagem foi apresentada durante a entrevista de Amir Khair que pode comentar a opinião de Kassab logo em seguida. Khair também fez sugestões aos vereadores de São Paulo que vão analisar a proposta da prefeitura:

Ouça o que disse o prefeito Gilberto Kassab sobre o valor do IPTU e a segunda parte da entrevsta com AmirKhair

Entenda o IPTU progressivo discutido em São Paulo

 

A Câmara Municipal de São Paulo discute a implantação da cobrança do IPTU progressivo no tempo que tem como função impedir que áreas importantes para a cidade sejam mantidas improdutivas enquanto há escassez de imóveis para moradia. O projeto deveria ter sido votado na sessão de quarta-feira pelos vereadores, mas desentendimentos políticos entre o líder do governo José Police Neto (PSDB), aquele que representa o prefeito Gilberto Kassab no parlamento, e veredores do DEM, partido do prefeito, provocou o adiamento da decisão.

O embate político partidário, de motivos escusos para o cidadão, encobriu o debate em torno da importância deste mecanismo para o desenvolvimento da cidade. O CBN São Paulo convidou o urbanista Kazuo Nakano para explicar o que o IPTU progressivo discutido na cidade de São Paulo.

Ouça aqui a entrevista, entenda o que o IPTU progressivo e deixe sua opinião

Como ter desconto de até 50% no IPTU, em São Paulo

 

Os contribuintes de São Paulo tem até o dia 31 de outubro, sábado, para acumular créditos da Nota Fiscal Eletrônica e conseguir desconto de até 50% no IPTU de 2010. Desde 2006, quando o programa foi criado pela prefeitura, foram emitidas mais de 275 milhões de NFE por escolas, laboratórios médicos, academias de ginástica, salão de cabelereiro entre outros prestadores de serviço que faturam até R$ 240 mil por ano.

Para saber quantos créditos tem direito, o cidadão deve acessar o site da prefeitura de São Paulo e se cadastrar no sistema de Nota Fiscal Eletrônica. Durante todo o mês de novembro, através do mesmo site, é possível identificar qual o imóvel será beneficiado. Não é necessário que o contribuinte seja o proprietário da casa, apartamento ou terreno que receberá créditos e terá abatimento no IPTU.

No CBN São Paulo, representante da Secretaria Municipal De Finanças explicou como o contribuinte pode receber o crédito e tirou outras dúvidas:

Ouça a entrevista do subscretário da Receita Municipal de São Paulo, Ronilson Bezerra Rodrigues

Prefeitura tem que se organizar para atualizar cadastro do IPTU

 

A opinião é da Associação dos Registradores Imobiliários do Estado de São Paulo. A entidade informa que os cartórios de registros de imóveis encaminham à prefeitura todos os dados necessários para que os cadastros sejam mantidos em dia. O presidente da Arisp Flauzilino Araújo dos Santos questiona assim o comportamento da Secretaria Municipal da Fazenda que impõe aos dono dos imóveis a responsabilidade pela atualização cadastral.

Se o cadastro não estiver em dia, o proprietário corre o risco de não receber a notificação de cobrança do IPTU que se inicia no dia 1o de fevereiro. Flauzilino diz que as informações dos cartórios de registro são enviadas a cada 30 dias para a administração municipal. E ressalta que a falta de organização da prefeitura no registro dos dados gera custos ao cidadão.