Na mala do Heródoto (II)

Longe de imaginar que este presente comprado durante a viagem de férias era saudade de seu público. Não é o radio que Homer Simpson sintoniza. Mas por ser um de seus personagens preferidos, Heródoto não pensou duas vezes para comprar mais este mimo para os pés. Da mala do professor, sobre a qual estamos revelando algumas curiosidades, saiu uma coleção de pantufas e a da foto é a das mais engraçadas.

Fazer o bem e não esperar nada em troca? Como assim?

Por Abigail Costa

Se prega muito nos sermões de domingo na igreja,  se discute nas conversas com os amigos e se lê  com frequência nos livros de auto-ajuda….

Faça o melhor para quem está ao seu lado, sem esperar nada em troca…. Nada!!!!! Como assim, por exemplo?

Que mentira mais camuflada essa…. Ora, claro que espero!!!!!

Não digo que depois de um favor aguardo por um presente embrulhado em caixa colorida com o laço vermelho….. Não se trata disso.

As “coisas” materiais, até são bem-vindas.  É até educado retribuir favores com flores e bombons… Acredite, isso é permitido.

Agora, de verdade, bom mesmo é aquele agradecimento sincero, aquelas palavras que quando saem da boca  da pessoa, de tão verdadeiras,  soam como refrões de melodia romântica.

O tão falado “de coração aberto”.

Isso é reconhecimento, estreitamento de laços de amizades. Quem recebe se fortalece ainda mais para passar adiante o processo de doação.

Imagine só, você oferece, só você agrada, só você dá….. E nada em troca?????

De onde se tira e não repõe seca. Não acontece na nossa conta bancária?

O saldo também pode ficar devedor nos nossos sentimentos.

Agradeça, elogie, dê um abraço.

Aposto que nesse momento tem alguém esperando um telefonema seu.

Vai dizer que isso não é bom?

Abigail Costa é jornalista, escreve toda quinta-feira aqui no blog e transcreve os conselhos que durante toda sua vida foram responsáveis pela conquista de novos amigos.