Terceirizar é abdicar

Por Carlos Magno Gibrail

Se você acha que esta informação não o afeta, se prepare para discutir o assunto, pois pode ser o próximo refém ou vitima.

Dia apropriado para o tema, pois o ex-diretor da ANATEL, órgão regulador das empresas de telecomunicações, e hoje Diretor Geral da ANEEL, entidade controladora e fiscalizadora do setor de energia elétrica, Jerson Kelman, está cumprindo o seu mandato.

Um assinante da NET avisou a operadora que estava saindo de casa à caça de um terceirizado para matá-lo, a não ser que ela garantisse que dentro em pouco alguém o atendesse para efetivar um serviço não realizado.

Cliente da ELETROPAULO solicitou religação e a equipe designada não foi, mas relatou que não encontrou ninguém. Farsa dos funcionários da SELT ENGENHARIA a serviço da ELETROPAULO, comprovada pelo vigia e câmera.

“Iniciei minha carreira profissional, como engenheiro eletricista, na Light, década de 60. Herdeira da competência canadense, estruturada para dar conta de todas as atividades necessárias para suprir a cidade de São Paulo de energia elétrica: Planejamento, Projeto, Construção e Operação de Usinas, Linhas de Transmissão, Subestações e Distribuição. Até que em meados dos anos 70 iniciou-se um processo de terceirização dos serviços. Corriam fortes boatos de uma possível estatização da empresa, que era então responsável pelo suprimento de energia elétrica nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Com receio de me tornar um burocrata dentro de minha atividade profissional, decidi, na segunda metade dos anos 70, partir para outros desafios. Hoje, a Eletropaulo, herdeira da antiga Light, praticamente terceiriza tudo aquilo que era de competência da antecessora. E as conseqüências negativas são inúmeras. A principal delas, a meu ver, é a falta de engajamento e de perspectiva profissional do corpo técnico envolvido com as várias atividades ligadas ao suprimento de energia elétrica, uma vez que boa parte é mão de obra de terceiros. E isso certamente afeta a qualidade dos serviços oferecidos.”  Julio César Tannus, em e-mail intitulado  “E eu com a Light?”

Sérgio Werneck, Diretor de Estratégia da Eletropaulo, esclarece definitivamente a questão: “Trabalhamos fortemente para integrar a empresa, para que todos a vejam como ela é: horizontal, e não vertical”.

Cuja Missão é: “Satisfazer a sociedade por meio da prestação de serviços e soluções em energia, atuando de maneira segura e socialmente responsável”.

Confirmando, portanto o divórcio entre a estratégia e a missão contida nela, pois abre mão da principal meta que é a satisfação na prestação de serviços, que é dada a terceiros.

A NOHALL, fornecedora de terceirização opina: “Entre 1980 e 1990 iniciou-se a moderna terceirização na qual as grandes indústrias transferiram parcialmente parte de seu negócio para terceiros, com o objetivo de ganhar mais flexibilidade, velocidade de resposta e agilidade no atendimento … Além de obter: Isenção total da tributação Federal, Estadual e Municipal; isenção de ônus trabalhista, férias indenizatórias, rescisões, afastamentos.”

Em suma, os vilões aparecem, a quantidade exagerada de áreas terceirizadas e a legislação trabalhista.

Armadilha que empresas privadas do varejo, por exemplo, não caíram. Os supermercados começam a verticalizar apresentando marcas próprias. Alguns terceirizaram produção, segurança, mas não abriram mão do atendimento final ao consumidor. Até o serviço de segurança, que se entende terceirizável, pode acarretar problemas. Que o diga a Casas Bahia.

Carlos Magno Gibrail é doutor em marketing de moda, e toda quarta-feira escreve aqui no blog  texto que, nesta semana, esteve ameacado de não ser enviado porque o serviço de banda larga que serve a casa dele, a NET, estava fora do ar.

13 comentários sobre “Terceirizar é abdicar

  1. A NET marcou a troca do modem para ontem de 8hs até ao meio dia.
    Não efetivaram a visita técnica nem deram satisfação.
    Eu já tinha avisado que iria fazer a matéria, pois no sábado ficamos em uma área extensa na região, durante 4hs ou mais, sem sinal do virtua e quando surgiu o problema do modem um dia depois, solicitei urgência e marcaram para quarta feira, 14. Dada a insistência , apontaram para ontem. Que como vimos , não funcionou.
    Até agora , 8hs 25min do dia seguinte a visita agendada, nenhuma manifestação.
    O artigo saiu porque utilizei outro local para escrever e enviá-lo.

    Carlos Magno Gibrail

  2. O importante é o resultado, o lucro que os executivos tem que apresentar aos donos da empresa ou acionistas em detrimento ao relacionamento com clientes e mercado. O resultado (lucro) justifica os meios (terceirização). Infelizmente, o ser humano parece não existir mais…

  3. Ja vivi a situação em que, a empresa errou na cobrança dos serviços a mim fornecidos e, mesmo depois de conversar com mais de 10 pessoas da empresa (terceirizadas), tendo todos os protocolos de atendimento em mãos, fui punido como se fora inadimplente. A desculpa foi: FOI ERRO DA TERCEIRIZADA. Consegui contato com a terceirizada e me responderam: SÓ CUMPRIMOS ORDENS DA EMPRESA QUE PRESTAMOS SRVIÇOS.

  4. James, é por isso que as empresas estatais e mistas, poderiam ter mais condições de atender bem, dado que em tese a pressão por lucro imediato é menor.
    A SABESP, tem apresentado melhores indices neste quesito. A terceirização é menor, daí o resultado mais favorável.

    O chocante nisto tudo é que embora as marcas sejam o maior patrimônio das empresas e, através do bom atendimento ao consumidor é. que elas vivem e se diferenciam , a atenção a esta qualificação é preterida.

    No caso das prestadoras de serviços publicos, é grave o mau atendimento , pois são mercados oligopolizados ou monopolizados.

    Obrigado pela participação.

    Carlos Magno

  5. Minha esposa iniciou uma micro empresa para produção de Bolsas, e Acessórios personalizados para eventos.(www.gegebolsas.com.br) Para agilizar a produção e atender os pedidos em tempo terceirizou a maior parte da costura, mas teve vários problemas de prazos e qualidade.
    Estamos revendo esta terceirização e optando por uma estrutura mínima de produção.
    As prestadoras de serviço, terão que passar por teste inicial e acompanhamento em toda etapa de produção.

    Terceirizar com responsibilidade e limites de áreas estratégicas.

  6. Beto, uma das primeiras tarefas do PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, tão em moda nos dias atuais, é a definição da MISSÃO da empresa.
    No caso da terceirização, evidentemente a MISSÃO da contratada é diferente da contratante.
    Ou não?

    Grato pela participação

    Carlos Magno

  7. Jesuino Alves,

    TERCEIRIZAR COM RESPONSABILIDADE E LIMITES DE ÁREAS ESTRATÉGICAS

    Perfeita colocação.

    Gostei muito da questão tratada no âmbito da empresa privada.

    Abraço

    Carlos Magno

  8. Por percepção vi que, a teceirização no Brasil, visa apenas economia em que, planejamento e estudo profundos ficam a cargo do decorrer do processo, a exemplo do comentário do Sr. Jesulino Alves. Todas essas empresas, tem várias contratadas para o mesmo serviço e cada uma tem sua maneira de resolver os problemas, e por isso, “tinhamos” que repetir por várias vezes nossa identificação.

  9. Beto, é isso mesmo.
    Por melhor que seja o remédio, se for ingerido em hora errada ou em dose excessiva pode matar o paciente.
    Temos é que controlar médico e paciente.

    Abraço

    Carlos Magno

  10. Bom dia !
    Quero dixar registrado minha indignação sobre a nova lei trânsito sobre a tolerancia zero de bebidas alcoolicas trabalho a noite , e sai as 6 da manhã eu passo enfrenta a uma boate no bairro do itaim e vejo sempre as pessoas sairem quase caindo de tão embriagadas.
    E pegando seus carros e indo embora dirigindo como se estivessem sobrias, na semana passada fiquei admirado com uma moça jovem com seus mais ou menos 23 anos tentando abrir a porta de seu carro,mas conseguia abrir pois estava tão embriagada que mau parava em pé proximo a porta e estava só e iria dirigir, ai fico me perguntando onde estão as autoridades policias que não fiscalizam mais nada .

  11. Ivair Soares, há anos fiz uma viagem para Campos de Jordão e fui parado 2 vezes na ida, no horário matinal.Dia claro, estrada cheia de policiais.
    Na volta, tarde da noite, caí num buraco e fiquei sem pneu e sem nenhuma possibilidade de socorro. Não havia celular.
    Os guardas rodoviários estavam cumprindo horário comercial.

    Existem pontos de assaltos conhecidos em SP Cap. Por que não colocar viaturas e câmeras nestes locais?

    É óbvio que na saida de bares, boates, casas de shows é o local mais evidente para controle do álcool.
    E daí? Buscamos estatisticas ou soluções?.

    Grato pela participação, É uma maneira democrática de resolvemos os problemas.

    Carlos Magno

  12. A Folha de São Paulo de 31/01/2009 publica artigo sob o titulo ” A terceirização da mão-de-obra é uma boa saída para os problemas do mercado de trabalho? na secão Tendências/Debates

    Enviei e-mail informando que a solução é utilizar a terceirização apenas na atividade meio das empresas, além de dosar a quantidade de serviços terceirizados.

    Vale a pena ler as duas opiniões a favor e contra contidas no Jornal

    Carlos Magno

  13. No dia 06 de março, sexta-feira, entrei com o pedido de ligação de luz em meu novo escritório. Fui informada que o serviço seria realizado 48 horas a partir da segunda feira, dia 09 de março, já que os dias 07 e 08 (sábado e domingo, respectivamente), não é “dia de trabalho” … ?
    Em fim, hoje é dia 16 de março. Continuo sem energia elétrica em meu comércio. Meus funcionários estão em casa, a empresa sem faturar, e disque, 1, 2, 3,… a assim por diante horas e horas, e eu, a otária, ouvindo os rugidos da crise.
    Telefonemas sem fim, atendentes diversos, números e números de protocolos, desculpas variadas, atendimento que não foi realizado, historias pra boi dormir! E nada…
    Agora por fim, a sugestão foi pagar uma taxa para abertura de uma nova solicitação e mais 48 horas de espera.
    Estamos mesmo no escuro.
    Nada como um serviço sem concorrência e um estado omisso a “olhar” por nós!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s