São Paulo terá Indicador de Bem Estar

Morar próximo do metrô, ter oportunidade de estudar mais tempo, viver em um lugar com poluição do ar reduzida ou ganhar um bom salário são fatores que podem determinar o bem estar das pessoas. E para medir esta sensação, o Movimento Nossa São Paulo lançará, semana que vem, programa que pretende identificar o IR-BEM – Indicadores de Referência para o Bem Estar nos Municípios.

A intenção é promover o conhecimento sobre os fatos que determinam esta sensação nas pessoas. Com a participação popular será elaborado questionário com diversos itens que podem influenciar o bem estar das pessoas. Em seguida, se desenvolverá pesquisa, aberta na internet e monitorada pelo Ibope, que pretende se transformar em fonte de informação para pautar as ações do poder público e dos gestores de uma maneira geral.

O lançamento será no dia 15 de maio, sexta, às 9 e meia da manhã, no Teatro Anchieta, do Sesc Consolação, na rua Dr. Vila Nova, 245. As inscrições para o evento que reunirá especialistas pode ser feita pelo e-mail zuleica@isps.org.br.

O que faz você se sentir melhor ? O que lhe causa bem estar ?

16 comentários sobre “São Paulo terá Indicador de Bem Estar

  1. Não o mais importante, mas dá a sensação de alívio e dever cumprido é, sem dúvida, conseguir pagar as dívidas no final do mês.
    Mas em matéria se satisfação e bem estar énada melhor que passear pelo parque, andar de bicicleta, ir a praia, dançar ou ir ao teatro.

  2. O que me faz sentir melhor é quando vejo minha conta corrente no final do mês, mas em compensação no restante do mês…prefiro não comentar.

  3. Oi Milton,

    Acho que para se viver bem é necessário buscar austeridade, uma pessoa austera logo terá mais discernimento para acomodar as diferenças universais no Ser e viver harmoniozamente com tudo.

    Em nossas vidas sempre haverá eventos que achamos felizes e eventos infelizes, mas a capacidade de lidar com isto de forma integra e sem prejuízos psiquicos é que nos dá satisfação e bem-estar.

    Acho que não precisamos nos obrigar a Ser felizes e muito menos devemos deixar de lado nosso lado humano e os momentos infelizes muito menos, eles também são úteis.

    Nosso lado humano está sempre em busca da sobrevivência, do conforto, da satisfação dos desejos e por fim, da espiritualidade que nada tem haver com religião. Tem haver com nossa capacidade de equilibrar o mundo interno, mundo externo, os sonhos, as imagens, e enfim o vasto mundo de idéias que cultivamos a todo momento.

    Eu não sou um Ser tão austero assim, mas garanto que me estudo a todo momento…E cuidado! Estudar-se não é ser introspectivo, porque o introspectivo apenas não expõe o que pensa, seja: critíca, inveja, orgulho e por aí vai.

    Estudar-se é algo que está além disto. Estudar-me é um sentimento de assistir a si próprio o tempo todo.

  4. Acredito que não ser enganado é a melhor forma de sentir bem estar. Não ser enganado com o pagamento de impostos que deveriam ser destinados a educação, saúde e segurança que acabam indo para a festa da má administração do dinheiro público.

  5. Olá Milton

    O que faz com que eu me sinta melhor, é sempre que posso ajudar a quem precisa; e o que me causa bem estar é sempre quando entro em um ônibus lotado e um jovem se levanta para que eu possa sentar, sem que eu precise pedir.
    Grata Olga

  6. Eu só queria sair para trabalhar e pegar o primeiro ônibus vazio para chegar ao Metro, não ter que enfrentar o empurra empurra para entrar no Metro, descer na Estação Sé e nao ter que enfrentar mais uma multidão de pessoas para seguir sentido Paraiso, e que São Pedro colaborasse com nós e nao mandar aquelas chuvas violentas no horario de pico principalmente as cinco e meia da tarde, para não prejudicar ainda mais o meu “bem estar”!

    Só pra finalizar, que meu rádio não ficasse com interferencia em determinados locais e que funcionasse nos túnes do Metro tb!

  7. Milton, o que me faz sentir melhor é ter certeza de que hoje é sexta-feira, ou seja, a sensação de “missão cumprida” do fim de semana.

  8. Milton,

    Em se falando em transporte público, pode o trabalhador logo pela manhã ter a satisfação, o que sería direito, pegar o ônibus, ou metrô, com mais comodidade, isto é, sentado.
    Porque começar o dia com um ônibus, ou metrô, quando não os dois, em pé no aperto, como se fossemos sardinha enlatada, ou bois indo para o abate, ninguém merece.

    Será que é sonhar demais trabalhar na região onde se mora ? Com um transporte público de qualidade, conforto e agilidade ? Com um salário que ultrapasse o ” da pra sobreviver”, mas que seja digno de uma pessoa que necessite de laser, educação de qualidade (já que o Governo não oferece), alimentação (sem ser o básico, mas além) entre outras coisas.

    Abraços…….

  9. Bem estar em São Paulo?
    Quem sabe se fechar a assembléia legislativa de SP, mandar alguns vereadores espertinhos para Jupter ai sim teremos qualidade de vida em SP.
    Do jeito que conseguiram deixar SP?
    Sem chance!
    Fala sério!

  10. Milton,
    o que me faria sentir-me bem em São Paulo, era poder andar tranquilamente pelas ruas do centro (onde moro)…
    Sem a sensação de medo…
    Sem a sensação de que poderei ser assaltada em qualquer esquina.
    Se o mau-cheiro das ruas não existisse…
    Se os moradores de rua, não estivessem lá pedindo, sendo maltratados…
    Ah… que sonho…!!
    Abraço.
    Ah… como seria?!?!!!

  11. Alguns indicadores :

    – cidade segura
    – cidade limpa
    – cidade com infra estrutura hospitalar,escolar,empresarial ,transportes
    – cidade com respeito ao meio ambiente ,por parte da administração e dos habitantes
    – cidade com taxa de desemprego proxima do pleno emprego
    – cidade com voto facultativo para eleger a Administração, isto é, Prefeito e Vereadores

    Carlos Magno Gibrail

  12. Tudo que o Mestre Carlos escreveu acima eu assino em baixo.
    Acrescentaria também:

    – Ter acesso a informação digital o tempo todo (Computador, celular, máquina fotográfica, filmadora etc…)

    – Adentrar uma Biblioteca para fazer uma pesquisa ou leitura;
    (Se eu pudesse transformaria todos os butecos desse país em bibliotecas)

    – Ser voluntário do projeto Adote um Vereador ( Trabalhar voluntariamente em qualquer coisa para ajudar o próximo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s