De sombra

Por Maria Lucia Solla

Ouça De sombra na voz da autora, e sonorizado por ela

De sombra

Ego é assunto matreiro. Cresce quando ouve falar de si. Empana a visão da gente. Tenta torcer e retorcer tudo a seu favor. Sempre.

Assim como Jung – com todo respeito e guardadas as proporções devidas – sou sujeito de minhas próprias experiências e de minhas conclusões. Cada dia novas amostragens, novas análises, conclusões renovadas. Apesar de envelhecer, sou nova, a cada dia. Como ele, me meto em tudo o que me atrai. Vou atrás da Mitologia, da Alquimia – no meu caso no fogão -, da Fotografia, do Teatro, da Literatura, do Artesanato, e por aí afora. Cada dia mais longe e, contraditoriamente, mais perto do centro de mim.

Circulei e ainda circulo pelo I Ching, Lexicograma, pelo Tarô de Marseille, pelas Runas, Astrologia, Cosmologia, Psicanálise, Reiki, Pirâmides, Feng Shui, Regressão. Sou curiosa; já confessei. Visitei e ainda visito as ideias de religiões, da espiritualidade e do equilíbrio interior e, nesse particular, onde consegui encontrar algumas respostas e maior paz, foi no silêncio da meditação.

Presto atenção no comportamento dos meus amigos, dos inimigos e principalmente no meu.

e é aí que o bicho pega
quando a gente se olha
acreditando ver
e se dá conta de que perdeu
e ainda perde tempo demais na fantasia
sem se olhar de verdade
ou olhando sem se ver

A gente se considera às vezes demais às vezes de menos. Difícil se olhar e se ver simplesmente. Difícil aceitar a carcaça e a limitação que nos impõe. Difícil aceitar a fugacidade da vida, a lerdeza do momento difícil e a velocidade incontrolável daquele saboroso.

difícil viver
difícil morrer

Fico ofendida quando me considero importante demais e não admito que não me tratem com a deferência que creio merecer. O egão empedernido se rebela.
E sofro.

não chora
não dá bola
se vira dá de ombros e rebola
mostra a língua
o negócio é viver

Fácil dizer!

Como lidar com o danado do ego? Ego é tradutor do inconsciente. Censor e repressor. É ele que reconhece nossa identidade pessoal.

quando inflado toma conta do pedaço
te leva às alturas te empana a visão
e num zaz te atira de cara no chão

Não domamos o ego porque simplesmente não nos convém. Nos recusamos a reconhecer nosso lado sombra. Só queremos o lado claro da lua.

os outros têm
e nós o vemos muito bem

É preciso declarar no espelho a própria ignorância, para que ela nos impulsione na escalada do saber.

é preciso aceitar cada faceta
da nossa limitação
para que ela nos leve à compreensão
e abra uma brechinha no véu da ilusão.

No nosso lado luz, já estamos carecas de focar com lente de aumento para que possamos muito mais brilhar, e o outro ofuscar.

O perigo está em ofuscar tanto, que você acaba deixando de ser visto.

Pense nisso, ou não, e até a semana que vem.

Maria Lucia Solla é terapeuta, professora de língua estrangeira e realiza curso de comunicação e expressão. Aos domingos, escreve, iluminada, no Blog do Mílton Jung

11 comentários sobre “De sombra

  1. Malu,
    Intrigante e reveladora a busca da própria imagem.
    Nossa escola moderna nos ensina a competir, ser mais para ter mais. E ter mais é o must! A loteria ou BBBBx12 são atalhos desejáveis.
    Acredito que tem nos faltado aquela conversa de fim de tarde onde os amigos, em confiança, nos apontam as sombras e clareiam pra nós as nuances que já entenderam mais facilmente.
    Nossos espelhos.
    Boa semana!

  2. Olaaaaaaaa
    Mike Lima

    Como o nosso ilustríssimo Prof, Sergio Mendes postou acima:
    Ao meu ver, parecemos o coelho da estória Alice no Pais da Maravilha

    “É tarde, é tarde, é tarde”!
    “Ai ai meu Deus.

    Quanto deixamos passar despercebido e percebido por causa da pressa, da ganância, pelo poder, pelo ter, pelo “eu sou” e por ai vai.

    Por estas e por outras gosto de velejar.
    Navegando ao sabor dos ventos, atraves das forças da natureza, de bordo em bordo, vamos aproveitando para admirar o que existe de mais belo na natureza.

    é o mesmo acontece quando um piloto voa VFR, num pequeno avião, lento, no visual em baixa altitude, entre montanhas, rios, matas.

    Bjus
    E um exelente domingo, semana.

    Alfa india november.

  3. Sergio,

    Ah! Essas conversas são insubstituíveis; aliás podem substituir os antidepressivos, por exemplo.

    Com as distâncias cada vez maiores por causa do trânsito, o Skype resolve, não é?

    Só que os nossos porões, as nossas sombras, essas precisam ser olhadas de frente por nós mesmos, sem a little help from my friends, senão é mais ou menos como ir olhar o remédio na vitrine da farmácia em vez de tomá-lo.

    Tô complicada?

    Passei um dia lindo e, por isso me sinto menos complicada.

    Beijo e boa semana,
    ml

  4. alfa india,

    É, a Natureza também tem esse efeito em mim. Gosto de olhar e de cuidar das minhas plantas, de dar comida para os passarinhos que vêm pedir bananas todos os dias, e papear com meus amigos mais queridos.
    Isso me faz bem.

    obrigada pelo carinho da visita.

    Beijo e boa semana,
    ml

  5. tchannn! 🙂

    adorei tua coluna!
    me identifiquei com as palavras de várias formas! tu sabe quais, né!!!!
    sou privilegiada!
    te adoro! beijo,

    suzi.

  6. Mama,

    Esta semana pisei na própria cauda de pavão, tropecei nela e deixei passar uma bobagem… Cometi um daqueles erros que não devemos cometer, no trabalho!

    Quando relaxamos, mesmo que não estando cheios de orgulho, mas relaxamos, com aquela sensação de que as coisas agora estão da forma como queríamos, deixamos passar os detalhes e perdemos o critério rigoroso que o tempo da tempestade nos impõe. Igual quando estamos dirigindo, já pertinho de casa, e acabamos dando aquela batida resultante do descuido, da familiaridade com as coisas…

    Erramos porque “sabemos demais” da coisa que estamos fazendo… erramos mais feio, por ter certeza de que estamos corretos! Eita EGO… que dá a individualidade e tira a concentração. Nos coloca fora do Espírito, e dentro da matéria, onde Ele não manda, por ordem do nosso descuido e nossa falta de atenção. Ele (com E) pede atenção total, 100% do tempo! Assim, promove as boas obras. Sem isso, sem nosso esforço tenaz, o “Vigiai” de que Jesus falava, cai a peteca!

    Sobre inflar… só precisamos de um pouquito de ar pra fazer isso conosco, e de ar, a atmosfera da Terra tá repleta né? Facinho cair numa de ego balão!

    Cada dia aprendemos um pouco mais a respeito dessa ferramenta que Deus nos deu, pra poder alcançar o Livre Arbítrio, coisa rara no Universo, mas cheia de truques pra nos enganar e testar nossa capacidade de Vigiar!

    Boa semana!

  7. Esta vida tão competitiva a contribuir pra insuflar nossos egos.
    Humildade não é ser assim simplório, mas sim colocar-se no lugar do outro, né não?
    Parabéns! Mais um texto brilhante.

  8. Boa filho!

    é isso, meu anjo. É isso!

    você sabe bem que não existe acaso na vida; então, ontem li uma frase que me chamou a atenção:

    Deus está nos detalhes!

    Baita sintonia, né?

    Presta atenção, menino! Olha o que está fazendo!

    Beijo da mãe que te ama e que tem muito orgulho de ti.
    mm

  9. Olá Suely,

    bem-voltada!

    você está certa: simplórios por quê? Somos parte de uma engrenagem importantíssima; de uma cadeia de seres importantíssimos.

    Agora, quer saber da verdade verdadeira?

    Acredito que vamos mais longe: nós SOMOS o outro. queiramos ou não. Nossa separação é mera ilusão.

    Obrigada pela visita e pelo toque.

    Beijo e boa semana,
    ml

Deixe uma resposta para Sérgio Mendes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s