Ibirapuera, 56 anos

 

Parque do IbirapueraPor Devanir Amâncio
OMG EducaSP


Que vivam as suas águas e que não morram os seus peixes -, asfixiados, nunca. Que o olhar das autoridades sobre o parque, seja o mesmo olhar humano das pessoas que têm ou tiveram as suas vidas marcadas pela beleza de sua arquitetura e paisagem inspiradora. Que se faça com a sua drenagem ,tão importante e urgente , a drenagem das ideias.Que o sentimento público de descaso – com as suas vias mal concervadas ,bueiros entupidos , águas poluídas, calçadas esburacadas , banheiros insuficientes ,quase sempre sem papel – se faça substituído pelo sentimento do amor , da força da eficiência. Assim teremos um Ibirapuera mais vivo.

Vamos enxergar a beleza do parque sem destruí-la com as mãos.

Um comentário sobre “Ibirapuera, 56 anos

  1. Eu que estava com 4 anos de idade quando o Parque Ibirapuera foi inaugurado em 1954 no quarto centenario da cidade de São Paulo, com aviões DC3 jogando a chuva de prata, iluminados por poderosos olofotes do exercito, assim o efeito era maravilhoso, ainda vizinho e frequentador do carinhosamente parque apelidado somo Ibira, a sua conservação atual está muito longe do que era.
    Muito foi descaracterizado ao longo dos anos.
    Realmente faltam banheiros, equipes de primeiros socorros, ambulatorio medico e um restaurante de boa qualidade.
    O odor que é exalado pelos lagos esta chegando perto do insuportável, tamanha é a poluição.
    As casas, mansões construidas na Av Republica do Libano, com fundos para o Lago Principal do Parque, que invadiram o parque até hoje estão lá.
    Ibirapuera, quem te viu quem te vê nesta atual gestão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s