De simplicidade

 

Por Maria Lucia Solla

Salada

A dança da simplicidade não tem volteio; vai de um ponto a outro e pronto. Soa fácil? Rá!A simplicidade é sofisticada até não poder; mora na verdade e no real, de onde a gente insiste em fugir. Nos afogamos na elucubração que enche nossa mente e confunde nosso coração.

Focada na tal da simplicidade, aprendi que quanto mais a persigo, mais longe ela fica de mim. Como tudo na vida, nada deve ser perseguido como se fosse tábua de salvação. O caminho das pedras é decidir a proposta e deixar que o resto vem por si. De todo modo vejo a simplicidade como algo que mais se aproxima da perfeição, e inevitavelmente caio no binômio de aparência impossível: como é que alguma coisa pode ser simples e perfeita ao mesmo tempo? O nó é que é difícil encontrar bom-senso no emaranhado de condicionamento que somos, para arriscar uma resposta à pergunta. Somos um emaranhado de nós apertados pelo tempo, pelo esforço de sermos vistos e reconhecidos pelo outro; pela insegurança, pelo egoísmo, pelo impulso de nos sobre-sairmos, e isso tudo de simplicidade não tem nada. Talvez porque não sejamos treinados para sermos simples. Somos treinados para termos razão e sem simplicidade nos afastamos cada vez mais da felicidade; do bem-estar.

No amor, onde está o bem-estar, se cada um tenta aprisionar o outro? se os casais vivem de mentiras, na maior parte do tempo, o tempo todo? Na maioria dos relacionamentos, a simplicidade não tem espaço, é preciso mentir, é preciso fingir, é preciso seduzir para podermos acreditar que possuímos o impossuível: o outro.

Na moda, o estilista que alcança a harmonia da simplicidade de conceito e de linhas, faz sucesso que dura, dura por gerações. Vem modismo vai modismo, o simples volta e fica, chega e arrasa em qualquer situação. Na música, a harmonia descomplicada é eterna. Acalenta.

Sempre que me sento no banco da praça onde chego depois da escolha de uma estrada na minha vida, me dou conta da confusão. Olho em volto e vejo que tenho mais do que preciso, escondo mais do que externo, pretendo mais do que ajo. Sem drama. Tudo sempre dá certo no fim; e se ainda não deu certo é porque… …você conhece o final.

Que tal pensar nisso e dar uma revisada, cada um no seu tanto de emaranhado? É sempre um bom começo.

Maria Lucia Solla é terapeuta, professora de língua estrangeira, realiza curso de comunicação e expressão. Aos domingos, escreve no Blog do Mílton Jung.

17 comentários sobre “De simplicidade

  1. Bom dia amiga, espero que já recuperada. Sempre pensei, como tu, que na simplicidade, no despojamento conseguimos a nossa melhor condição de vida, e quando conseguimos nos desfazer das “mochilas ” e das “filigranas” : mentais, emocionais, espirituais e ,principalmente das materiais , ulá, lá,lá , como somos melhores e mais felizes, bjs gaúchos . Maryur

  2. Oi nóis traveis aqui Mike Lima.
    sabe que ja estava com saudades de vc e de seus artigos?
    Conheço tanta gente que não tem um gato para puxar pelo rabo que vive querendo dar uma de milionário, chega ao ponto de vender a alma para o capeta para poder comprar roupas, carros de luxo, equipamentos eletronicos de ultima geração, querem a todo custo frequentar lugares de luxo só para querer aparecer, infelizes que só vivem endividados,
    Porém são pobres de espítrito,
    Sonham acordados eternamente, tem medo da realidade, quando se vestem parecem verdadeiros palhaços, tamanha é a falta de elegância ao vestir-se, falta de senso de ridiculo.
    Por outro lado Conheço outros que são milionários, de berço, não os emergentes, não demonstram o que possuem, andam em automoveis normais, até de onibus se for o caso, se vestem em lojas de bairro, porem sempre de forma elegante, felizes, pois são conscientes que dinheiro não tem dono, riqueza idem e que um dia tudo pode ir para o ralo de uma hora para outra.
    Outros são felizes, vivem felizes, sempre de bom humor perante a vida, por pior situação em que se encontram e com o “pouco que possuem” materialmente, pois a riqueza de espírito essa sim, para muitos é muito dificil de se alcançar
    O que um passarinho precisa para viver?

    Bjus e exelente domingo!
    Com ar seco 24% QH1019, vento sem vento, zero graus, com zero nós de velocidade, para complicar mais ainda a poluição e a vida do paulistano
    cof cof cof

  3. A simplicidade não é tão simples porque para exercê-la é trabalhoso.
    Como se explica o que está acontecendo em nosso blog, pois antes poderíamos entrar com comentários pelo windows e de repente o pessoal do IT, ou TI, “simplificam” e até agora não conseguem disponibilizar o que anteriormente ofereciam.
    Só consigo entrar pelo Google.

  4. Também concordo, Milton e Armando, mas muitas vezes para simplificar um texto é preciso mais trabalho.
    No esporte por exemplo, para levantar a bola como Forlan fez ontem, além da categoria houve muitas e muitas horas de treino, que aparentaram uma simplicidade absoluta.
    Mas, o nosso caso é mais intrigante. Como andar para trás?Será que demitiram algum técnico mais velho e experiente?
    Não é normal não saber fazer o que já se fez.

    • Já que você falou em texto. Nelson Rodriguez ao ser perguntado sobre o fato dele escrever de maneira popular e simples de mais para um intelectual, responder: “Você não sabe quanto eu preciso de conhecimento para ser simples assim'”.

  5. Alpha India,

    você pensa como eu.
    Aprendi com uma aluna a definição de rico e a de pobre:

    Rico é aquele que gasta menos do que ganha.
    Pobre é o que gasta mais do que ganha.

    Ainda por cima, equilíbrio e bom-senso na vida em sociedade, de dois, 3, 4, 5000 pessoas, não se compra na farmácia de manipulação. se escolhe aprender e desenvolver sempre.

    beijo e boa semana,
    ml

    • Maria Lucia,

      Deixa que eu chuto essa: o Carlos usa o navegador Google Chrome que pode ser baixado por este endereço http://bit.ly/c2TEC3. Mas é incrível que a Globo.com seja incapaz de resolver este problema no blog e sejamos obrigados a usar outro browser. Importante lembrar que a maior parter das versões do Internet Explorer funciona sem problema.

  6. Milton e tchurma
    Pessoal, darei uns pitacos sobre navegadores:
    Não uso o IE9
    Uso os browsers firefox 5 e o Comodo Dragon baseado na máquina do Chrome.
    Uso ambos simultaneamente sem problemas nenhum
    Outro browser fera é o Opera
    depois de testar “alguns navegadores” acho que o Dragon da Comodo é mais leve e não exige muita memoria do pc, deixando todo o sistema mais leve.
    confiram no gerenciador de tarefas do windows/proessos para ver quanto pode pesar cada browser.
    Quem tem pc com processador com dois nucleos acima melhor ainda.
    AMD ou Intel.
    Experimentem.

    Baixar navegador Comodo Dragon
    http://www.baixaki.com.br/download/comodo-dragon.htm

    Baixar firefox 5
    http://br.mozdev.org/download/

    Di gratis!
    Divirtam-se

  7. Foi quando finalizava uma antiga caminhada, procurei por uma sombra antes do início de outra. De cansado que estava, já ia me sentando no meio fio quando dei de cara com aquela praça. Uma olhada e vi assento junto a uma senhora de cabelos repicados e vestido cor de carmim. Ela apontou para o outro lado, me sorriu e disse: Veja ali!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s