Presente do Dia dos Pais

 

Por Milton Ferretti Jung

Recebi, lá pelo dia 30 ou 31 de julho, não lembro bem, um telefonema do Mílton, no qual ele me informava que tínhamos sido convidados para comparecer a um programa da TV Canção Nova que iria ao ar em 8 de agosto. O apresentador Gabriel Chalita queria que participássemos do Papo Aberto. Assunto: Dia dos Pais, que se festeja, como se sabe, no segundo domingo deste mês. Só quem é muito desmiolado talvez não se recorde desta efeméride,tantos são os anúncios sobre a data divulgados pela mídia.

Permitam-me que apresente Gabriel Chalita, especialmente para os leitores e/ou telespectadores do Rio Grande do Sul. Ele, que é formado em Direito e em Comunicação e Semiótica, foi eleito deputado federal com 560.022 votos. Vai concorrer, agora, à prefeitura paulistana. O convite para o Papo Aberto, como não poderia deixar de ser, foi aceito de imediato. Graças a ele, aproveitei para visitar meu filho, minha nora e meus netos. Mais do que isto, a participação no programa me deu a rara chance de compartilhar com o Mílton o relato de nossas histórias profissionais, algo jamais imaginado por mim e, com certeza, por ele. Confesso que fiquei emocionado ao ouvir os elogios feitos por Gabriel Chalita ao comportamento do Mílton tanto no seu trabalho quanto como pai de família e senti ,mais uma vez, que o guri que, em 91, se mudou com armas e poucas bagagens para São Paulo, só teve a ganhar com a troca. Confesso, também, que a coragem que ele demonstrou ao deixar a casa paterna para se estabelecer em uma terra então estranha, não faz parte das minhas poucas virtudes, porque jamais gostei de viajar ou de ficar só em lugares distantes do meu lar. Não exagero se disser a quem lê este texto que, como pai, fui capaz de ensinar algumas coisas aos meus filhos – a Jacqueline, o Mílton e o Christian – mas eles souberam aprimorá-las e passá-las aos seus filhos.

Durante o programa, comentei que o Mílton, no microfone, fala muito. Não foi isso que ensinei a ele. Nisto, somos diferentes: na minha profissão nunca fui âncora, sempre lidei com a leitura de notícias e de textos, criados ou não por mim; narrei futebol durante décadas; participo, hoje de um programa de debates esportivos; no início da minha carreira até fiz radioteatro, mas precisava apenas interpretar as partes que me tocavam no script. Já o Mílton me impressiona quando faz ou concede entrevistas, seja porque sempre se mostra bem informado sobre os assuntos que aborda com os seus entrevistados, seja porque, quando, especialmente, fala do rádio como veículo, demonstra pleno conhecimento do assunto.
Encerro este texto agradecendo a Gabriel Chalita pela chance maravilhosa que nos deu de falarmos sobre nossa profissão e de nossas famílias.

Milton Ferretti Jung é jornalista, radialista e meu pai. Às quintas, escreve no Blog do Mílton Jung (meu pai)

8 comentários sobre “Presente do Dia dos Pais

  1. Parabens a todos os Pais que leem este Blog.
    Será que é possivel colocar este programa aqui para nós ?
    Desde já agradeço.

  2. A herança paternal foi repassada e São Paulo agradece pelos serviços que o Milton filho vem prestando.

    Para nós Paulistanos, ainda bem ele se mudou.

    No fundo, o dia dos pais é todo dia.
    A data comercial apenas freia nosso dia-a-dia para nos olharmos e agradecer um ao outro.

    O Milton não fala demais.
    Ele é apenas comunicativo.

  3. .
    Agora são 20:42no computador do Sesc Santana,mas no my relogio são 20:50, estou na máquina 16 ou computador 16,cheretando um pouco,apesar que hoje este não esta o software livre,mas simo Windows, e o + engraçado é que abri o email do hot,mas o mesmo caiu ou… duas vezes,seja o que for,hoje acabei dois livros:

    "O que realmente importa" de Anderson Cavalcante,
    e
    "O cargueiro" de Paulo Novaes,

    ambos leitura interessante,fica ai meu toque e agradecimentos…

    …tenhão todos um ótimo dia,apesar de já estar nofim,rsrs,fui…
    .
    ass: Douglas The Flash
    .
    T@)20x3dc10pti025PacAriX11Ago111955SesSanM16fj5Qui51.
    .
    http://eujafuiprejudicadoporservicospublicos.wordpress.com/
    .

  4. Sou fã do jornalista Milton Jung, sigo-o no rádio, no twitter, no blog…Enriquece-me seus comentários e opiniões sempre tão coerentes. Exemplo de cidadania.
    Alegra-me saber que além de excelente profissional, é bom pai, marido e filho.
    Parabéns ao Sr.Milton Ferretti Jung.

  5. Admiração é a palavra que resume tudo , gostei muito da entrevista e dá gosto de ver o respeito entre Pai e Filho ; papo harmonico .Obrigada Sr. Milton Ferreti

  6. Perdi meu pai aos 14 anos de idade, além de algumas lembranças de nossas caçadas e pescarias – hoje não aconteceriam – o que mais me lembro é o período que acompanhei sua doença. Como minha Mãe me fala até hoje, eu herdei tudo de ruim que ele tinha inclusive a doença.

    Muito bom ver a cumplicidade dos dois, o filho já admirava há bastante tempo, quanto ao pai, só vem acrescentar o carinho e o respeito que já tinha pelo filho.Ótimo ver os dois juntos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s