Jânio, Dilma, corrupção e impostos

 

Por Carlos Magno Gibrail

Neste cinquentenário da renúncia de Jânio Quadros, eleito para “varrer” a corrupção, mas não cumprindo o prometido, assistimos à Dilma iniciando inédita varredura. Esperamos que os punidos do PR e do PMDB ajam com sensatez e não obstruam os trabalhos legislativos. Caminho que não beneficiará ninguém, nem mesmo aos do “lixo”. Mesmo porque a presidenta depois de Erenice e Palocci está mais rápida no gatilho.

De outro lado, continua surpreendendo. Beneficia o setor produtivo ao desonerar a folha de pagamento das empresas. É o sábio, mas árido princípio do abaixar os impostos para aumentar a arrecadação.
Além disso, inicia um justo processo de diferenciar as pequenas empresas na tributação. A Itália, exemplo padrão de país que deve grande parte da pujança econômica à legislação favorável à pequena empresa, apresenta dados convidativos para que os países entrem neste sistema. Inventado pelos alemães, e que também o pratica com eficiência.

“Pensem primeiro nos pequenos. Quando pensamos primeiro nos pequenos, pensamos num mundo em que várias pessoas têm oportunidade”, justificou Dilma Rousseff ao preconizar o acordo à Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas. O acordo atualiza a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, evitando o congelamento e estimulando a entrada de novas empresas.

A correção dos limites de enquadramento no Simples e na classificação de micro empreendedor individual deverá beneficiar 3,9 milhões de empresas e 1,4 milhões de empreendedores individuais. Para faturamento de até R$ 360mil anual, imposto de 4%, para até R$ 1,8milhão, imposto de 9,12%, para até R$ 3,6milhão, imposto de 11,6%. Até R$ 60mil ficará como micro empreendedor individual.
Estas mudanças trarão de imediato R$ 4,84bilhões de queda de recolhimento de impostos, entretanto conforme a previsão de Mantega haverá no futuro expansão dos negócios que compensarão esta diminuição de arrecadação.

“Não queremos diminuir a importância dos demais segmentos; queremos é ter um novo olhar para os menores” – Dilma Rousseff ao finalizar o encaminhamento da proposta a ser implantada em 2012.
Para um observador descomprometido partidariamente e sem fanatismo, são medidas excepcionais, que deveriam receber da mídia em geral o mesmo espaço e apoio que as denúncias de corrupção tem tido.

Oposicionistas atentos como o Estadão tem editorialmente aplaudido tanto as punições quanto as novas regras relativas às empresas. Arnaldo Jabor ontem pela manhã no programa do Milton Jung pela CBN elogiou as ações da presidenta Dilma, ao mesmo tempo em que chamou atenção ao movimento positivo encabeçado por Pedro Simon, Clistovão Buarque e Jarbas Vasconcelos, propondo a criação de uma bancada de apoio à limpeza. E, não tem dúvida que a oposição é “burra” ao propor uma CPI, que irá tumultuar, favorecendo apenas a turma expelida.

Por Carlos Magno Gibrail é doutor em marketing de moda e escreve, às quintas-feiras, no Blog do Mílton Jung

2 comentários sobre “Jânio, Dilma, corrupção e impostos

  1. Boa Tarde Milton e aos colegas do blog,

    Meu caro Carlos antes de mais nada, parabens pelos comentarios. Relamente, eu tb acho que a presidente Dilma, esta correta e devemos apoia-la. No dia 15/08, eu vi e ouvi o pronucimaento do senador Pedro Simon. Foi de uma nitida importancia para os que acreditam em uma politica seria e correta. Alias o senador Pedro Simon juntamente com senadores Cristovão Buarque e Paulo Paim, ao meu ver, são os unicos que realmente querem ver um Brasil livre de todas as faucatruas. Já a casta psdb, pps, dem, coordenado pelo ventriculo senador Alvaro Dias, não estão interesados em esclarecer nada, estão apenas quereendo ver o circo pegar fogo e acharem uma oportunidade de voltarem ao poder maior que é a presidencia da republica.
    E eles voltando, tudo fica como sempre, já que nos governos deles, nada foi investigado, ninguem foi preso e todos ficaram ricos. Um exemplo claro é o estado de SP.
    Outro ponto que eu gostaria de comentar Carlos é a situação da corrupição no estado de SP. Não sei se vc assiste a tv Alsep. Todos os dias, vejo e escuto o deputado Olimpio Gomes falando em corrupição no governo do estado, principamente na saude. Não é possivel que só ele ver essa situação.
    Já os deputados da base do governo, não falam nada, só vão a tribuna para elogir o governandor que vive fazendo propagando enganosa, por exemplo do metrô.
    Então meu caro Carlos, alguem tem que escutar e checar as denuncias do deputado Olimpio Gomes.

    Abr,

    JR.

  2. Jose Sinval, o sistema politico que convivemos , onde no legislativo há necessidade de alianças e no executivo abrimos mais de 25 mil cargos nomeados, enquanto países ricos possuem 3 mil, é uma extraordinária incubadora de corrupção.
    Quanto ao governo de São Paulo, quer estadual quanto municipal, vemos que as condições minimas de transporte e de ocupação urbana estão a desejar, ao mesmo tempo em que é evidente o poder das grandes empresas privadas sobre o poder publico.
    Em relação à Saúde, é evidente o potencial para desvios, pois a prefeitura fornece à população medicamentos de alto valor.
    É hora da imprensa entrar na questão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s