SOS Morumbi: “Policiamento não é suficiente”, diz Conseg

 

O Governo de São Paulo se antecipou a manifestação de moradores do Morumbi por mais segurança na região e anunciou a instalação de uma base da Polícia Militar ao lado da rua Doutor Francisco Thomaz de Carvalho, o Ladeirão, onde ocorrem assaltos com frequência. Além disso, o secretário de Segurança Antonio Ferreira Pinto disse que o policiamento será reforçado para coibir os roubos a residências. Na noite passada e neste madrugada era possível ver uma quantidade significativa de viaturas da PM paradas em pontos estratégicos da avenida Giocanni Gronchi. E para não haver dúvida de que estavam lá, todas com o giroflex ligado.

As ações, porém, não são suficientes para reduzir os índices de criminalidade na região, disse o diretor do Conseg Portal do Morumbi, Agnaldo Oliveira, em entrevista ao Jornal da CBN. Para ele, não bastam medidas pontuais, é necessário a criação de uma política planejada e permanente de segurança pública. “De acordo com o Censo 2010, o crescimento populacional da Vila Andrade foi de 73%, na última década, nem a infra-estrutura nem o efetivo policial aumentaram neste ritmo”, justificou assim os motivos que levarão os moradores a participar do SOS Morumbi, na Praça Vinícius de Moraes, no domingo, dia 28, a partir das 10 e meia da manhã.

Para o Conseg Portal do Morumbi, não adianta construir uma base policial no Ladeirão, é preciso instalá-la dentro da Comunidade de Paraisópolis “para gerar segurança inclusive para as pessoas que moram lá dentro que são reféns da criminalidade”, disse Agnaldo Oliveira.

Ouça a entrevista com o diretor do Conseg Portal do Morumbi, Agnaldo Oliveira, ao Jornal da CBN

4 comentários sobre “SOS Morumbi: “Policiamento não é suficiente”, diz Conseg

  1. Um verdadeiro absurdo e descaso com o Morumbi. Se o problema fosse somente segurança, já estaria ruim, mas soma o problema de segurança, com problemas de mobilidade, ausência do governo municipal, em abertura de novas saídas, sem fluidez, é igual ao momento que vivemos aqui no Morumbi
    Diariamente são 70 minutos para percorrer os menos de 7KM para sair do Morumbi.
    As vias de acesso a Giovanni Gronchi são uma baderna. Casa sem lei. Exemplo da rua Charles Chaplin, e da av. Que passa atras da escola integrada. No ladeirão, av. Morumbi, estrada velha do Morumbi, tudo um caos pela manhã. Pessoas com pressa se arriscam em contra-mão, tamanha agonia de demorar 70 minutos pra andar 7KM.
    Soluções eu acredito que existem. O que falta é boa vontade.
    Quem anda de onibus não sofre menos, aliás, muito mais. Verdadeira humilhação.
    Torres e mais torres de 100 apartamentos são entregues. No mínimo 200 carros por torre, e mesmo assim, não é feito nada para nos ajudar… Alguém precisa nos ajudar. Obrigado. Edison

  2. Nós que moramos no Morumbi, contribuímos com uma parcela significante de IPTU da cidade. Recebemos de volta o descaso da prefeitura e governo. Quanto de nosso IPTU é revertido para a nossa comunidade ? A cada novo edifício construído, aumenta-se a arrecadação de IPTU e a contrapartida não vem. Vez por outra fazem um recapeamento meia boca,
    Quando a comunidade resolve fazer um ato simbólico, enchem de polícia as ruas na semana que antecede o ato. Pura enganação. Falta caráter às nossas autoridades.
    Será que não seria o caso de se fazer uma ação conjunta e depositar o IPTU em juízo? Qual é o orgão mais sensível dos políticos ? o bolso!

  3. Se a “realiza” de São paulo morasse no Morumbi, com certeza esse tradicional e lindo bairro estaria sen do muito bem policiado obrigado!
    Duvido que alguns destes politicos paulistas e paulistanos tem coragem de caminhar ou circular sós pelo bairro, e por São Paulo
    Se está ssim deste jeito, é por causa das atuais leis penais, que contribuem para aumentar mais ainda a criminalidade e a bandidagem as soltas por ai.

  4. Tenho uma DÜVIDA: se todos nós (cidadãos comuns) sabemos do que ocorre no ladeirão, PORQUE a polícia age como se não soubesse? Pq não policiamento fixo ali nas horas de pico ao menos? Estamos “ilhados” e nenhuma autoridade faz nada, porque? Por que só aumentaram o policiamento, as vésperas de saberem que saíriamos às ruas e portanto, a MÏDIA iria mostrar? Outra coisa, o que acontece na GIOVANNI GRONCHI é absolutamente ABSURDO: motoristas param em fila dupla aguardando os horários de saída do colégio. Isso AUMENTA o congestionamento e consequentemente, a violência pela facilidade dos carros presos. Por que a CET não faz nada??? O Morumbi é um labirinto e a Giovanni é praticamente, uma das únicas possibilidades de trafegar pelo bairro. Tenho uma sugestão: se cada rua se organizar e os moradores agilizarem o contato entre si, ganhamos força de mobilização, inclusive para discutir possibilidades de melhorias: por ex a instalação de cameras + tels com acesso a base da PM (como acontece em Alphavile, onde o indíce de violencia é baixo. O que vocês acham?
    Todos os bairros de SP deveriam se organizar desta forma, só assim com MOBILIZAÇÃO REAL temos chances contra o descaso e os interesses duvidosos das autoridades que não revertem o R$ de nossos impostos ao lugar certo: a população! Vamos lá pessoal, não vamos deixar este movimento parar! Vamos nos unir!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s