Caça a motorista bêbado tem de ser predatória

 

Por Milton Ferretti Jung

Acidente de trânsito e carro clonado

A caça a motoristas que dirigem alcoolizados os seus veículos está se tornando, me permitam a expressão, cada vez mais predatória. Esta é, sem dúvida, uma boa notícia. São Paulo deu ao país um bom exemplo quando o governo estadual mandou à Assembléia Legislativa projeto visando a impedir que, em pontos comerciais, sejam vendidas bebidas alcoólicas, oferecidas ou que o seu consumo seja permitido a menores de 18 anos. No Rio Grande do Sul há uma idéia ainda mais abrangente. Pais e responsáveis também ficariam proibidos de deixar crianças e adolescentes beberem em sua companhia. Na lei paulista, apenas o proprietário do estabelecimento vendedor é responsabilizado. Uma equipe multidisciplinar, liderada pela Secretaria Estadual de Justiça e Direitos humanos gaúcha, pretende apresentar um projeto de lei acerca do tema em fins de setembro.

Mas tem mais. Tenho certeza de que meus leitores, se é que os possuo, já leram ou ouviram notícias sobre projeto aprovado na Câmara dos Deputados segundo o qual se proíbe que bebidas alcoólicas sejam transportadas nas cabines de veículos. Essas, então, apenas poderão ser levadas no porta-malas. Nada impedirá, porém, que um motorista “sedento” pare o veículo que dirige e abra uma das garrafas guardadas no maleiro. A referida lei é daquelas de difícil fiscalização. Foi Edson Lobão, hoje Ministro de Minas e Energia, quando senador, o autor do projeto que data de 2002. Não foi especificado por ele se as garrafas devem obrigatoriamente estar lacradas. Vá lá, o condutor do veículo não pode beber, mas e os passageiros? Seja lá como for ,a propostas volta ao Senado e necessitará de aprovação da presidente Dilma.

Vou insistir num dos pontos que já abordei em postagens antigas que tratavam de trânsito: nada resolverá os excessos tanto de ingestão de bebidas alcoólicas quanto de velocidade, nas estradas e nas ruas, se desde a mais tenra idade as crianças não forem educadas, em casa e na escola, a respeitar as leis. Por outro lado, as punições impostas aos maus motoristas, especialmente os bêbados, têm de ser revisadas. Hoje, quem comete um acidente por estar sob efeito de alcool e provoca a morte de alguém, é julgado por cometer crime culposo, quando o mais correto seria ser punido por crime doloso.

N.B: No homicídio culposo, sem intenção de matar, o motorista é julgado por um juiz. Se condenado, pode pegar de dois a quatro anos de prisão. A habilitação pode ser suspensa por um ano. No homicídio doloso, intencional, o motorista vai a júri popular. Se condenado, a pena é de 6 a 20 anos. A pessoa pode perder o direito de dirigir.

Milton Ferretti Jung é jornalista, radialista e meu pai. Às quintas-feiras, escreve no Blog do Mílton Jung (o filho dele)

5 comentários sobre “Caça a motorista bêbado tem de ser predatória

  1. Nesse parágrafo, meu caro, você disse tudo:

    “Vou insistir num dos pontos que já abordei em postagens antigas que tratavam de trânsito: nada resolverá os excessos tanto de ingestão de bebidas alcoólicas quanto de velocidade, nas estradas e nas ruas, se desde a mais tenra idade as crianças não forem educadas, em casa e na escola, a respeitar as leis.”

    Escuto você toda manhã. Sou seu fã! =)

  2. Reforço a ênfase dada no comentário anterior, mas observo o antigo comentário “educação vem de berço”.
    Educação deve ser dada e aplicada em casa, e não nas escolas, as escolas têm função de ensinar, e os pais de dar limites.

    Limites, é o que toda criança pede. E precisamos, nós pais, educar pra que elas saibam o sentido de certo e errado, e que não crescam achando que matar pessoas com seus carros novos por estarem bêbados. Essa necessidade de “Educação” é muito bem representada no filme nacional “atualíssimo” Cama de gato.

    Tenho 29 anos, e 3 filhos, e sou do tipo que os deixa de castigo, um mês sem assistir TV, porque conversaram na escola na hora errada.

    E todos os pais deveriam dar esse tipo de limite aos filhos, mostrando sua insatisfação com as atitudes erradas.

  3. Concordo plenamente , fui a uma festa recentemente que vi jovens bebendo demais e depois saíram dirigindo tranquilamente. Os jovens não estão suportando frustração e isto é péssimo para a sociedade.
    Abraços de admiração.

  4. Caro Sr Milton pai
    O alcolismo entre jovens e motorista ja passou dos limites.
    As leis devem sim ser mais duras e severas para quem dirige alcolizado, seja em que grau apresenta.
    Se a policia pegar um motorista alcoolizado este deve ser preso sem direito a fiança, habeas corpus entre outros beneficios e brechas existentes na lei.
    Ser terminantemente proibido anuncios e veiculações na midia sobre bebidas alcoolicas sejam quais forem
    Nos rotulos das garrafas publicar imagtens aterrorizantes de acidentes, pessoas mortas, mutiladas porque estavam dirigindo alcoolizadas, trebadas.
    Caçar a carteira de habilitação ad eternum.
    Recolher o veiculo e este ir para leição e o dinheiro arrecadado investir na saude publica que esta um caos, educação, tratamento de alcoolatras, porque alcolixmo e doença.
    Aproveito a oportunidade também para sugerir que nos boletos de pagamentos de impostoos, carnets de IPTU sejam publicadas fotos de politicos corruptos.
    Essas festas funk deveriam ser banidas definitivamente.
    Deveria ser proibido o consumo de bebidas alcoolicas em bares, padarias, lanchonetes, locais abertos.
    Se quiser beber, encher a cara que o façam em suas casas.
    Basta ver no final da tarde nas mesas de bares internas e externas estudantes, idosos, homens, mulheres bebendo freneticamente bebidas alcoolicas.
    Nao se nota refrigerantes sucos.
    Dai saem dos bares dirigindo alcoolizados, matam inocentes
    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s