Hora de Expediente estreia hoje no Jornal da CBN

 

Dan StulbachLuiz Gustavo MedinaJosé GodoyMilton Jung

 

O trio do Fim de Expediente vai acordar mais cedo e, a partir de hoje, participa do Jornal da CBN, em uma conversa descontraída sobre os assuntos mais importantes e irreverentes do dia. Dan Stulbach, Luis Gustavo Media – o Teco e José Godoy estarão comigo no quadro Hora de Expediente que vai ao ar às 8h45 da manhã. Para comemorar a estreia, fomos presenteados com estes cartuns de Bruno Drumond, de O Globo. Olheiras minhas à parte, agradecemos a lembrança e esperamos atender a expectativa do nosso ouvinte-internauta.

 

O Liberdade de Expressão segue na programação com Viviane Mose, Arthur Xexeo e Carlos Heitor Cony, agora com novo horário: às 9h10 da manhã.

17 comentários sobre “Hora de Expediente estreia hoje no Jornal da CBN

  1. Bem bacana a ideia de fazer uma pílula diária com o pessoal do Fim de Expediente. Hoje, não pude assistir ao vivo. E, achei chato não encontrar esse “flash” diário como um dos boletins do menu de navegação do novo site da CBN.
    Abs.

  2. Muito bom o hora de expediente de manhã. Os apresentadores são muito inteligentes e fazem comentários divertidos.
    Parabéns à CBN e ao pessoal.
    2012 com o pé direito. Um abraço.

  3. Não sei se meu comentário foi, então lá vai de novo:

    Sou um ouvinte assíduo da CBN. O Liberdade de Expressão passava bem na hora em que eu costumo ir ao trabalho, ainda bem que os programas ficam disponíveis para download, pois gosto muito desse quadro. Comecei a ouvir o Hora de Expediente e achei interessante, gostei. Mas hoje pela manhã um dos integrantes fez um comentário que me surpreendeu de tal forma que me senti na obrigação de escrever essa mensagem. Não sei qual deles foi, pois ainda não estou familiarizado com os nomes, mas o fato é que o assunto era a Copa do Mundo no Brasil, fazendo uma piada com os aeroportos brasileiros, obras em andamento e infraestrutura em geral. Aí o camarada me solta um comentário mais ou menos assim: “e a próxima Copa é na Rússia, imaginem só, vai ser pior ainda.”. Bem, acabo de voltar de uma viagem da Rússia e posso assegurar que o Brasil tem que comer muita farinha ainda pra chegar aos pés da infraestrutura de lá. Entre as principais cidades (Moscou e São Petersburgo), como se fosse Rio-SP, você pode escolher entre uma dezena de opções de trens, diários ou noturnos, trem bala ou trens lentos, chiques ou econômicos. Aeroportos internacionais em Moscou são 4. Avenidas largas sem passagem de pedestre: as passagens são subterrâneas. Sistema de metro com 180 estações espalhadas por toda a capital. Uma capacidade de reconstrução inacreditável, tudo que a Alemanha arrebentou por lá eles reconstruíram em pouquíssimo tempo, de acordo com os registros. Enfim, não tem como comparar. Entendo que o programa tem como base o humor, mas achei que o comentário não foi justo, passou uma ideia equivocada para o ouvinte, que pode formar uma visão distorcida daquele país.

  4. Caros Milton e Dan… ouvi o expediente de ontem 1/2/12 e nao concordo com o comentário do Dan sobre as músicas que o Seal está cantando de autoria do saudoso artista americano. o Seal interpreta com muita maestria e com um belo arranjo. penso que uma pessoa pública formadora de opiniao não deve fazer colocações assim. caro Dan… sou seu fã, já estive no teatro assintindo o programa e tb te considero um excelente ator. Aliás gosto muito quando vc fala da minha profissao. “taxista”. brc.
    abraços para todos e parabéns pelo expediente de manhã.

  5. Sobre o programa do dia 17/04/2014, onde se discutiam os gastos da copa e que mais de 50% da população brasileira está contra a Copa este ano do Brasil, tenho o seguinte comentário a fazer. Faço parte deste mais de 50% da população insatisfeita com a Copa. Sou Brasileiro e SEM ORGULHO neste momento. Não tenho como me orgulhar de pertencer a uma nação onde se gastam bilhões de dinheiro público em um circo armado pelo ex-Presidente Lula, que, na época da habilitação do Brasil para sediar a Copa do Mundo, já imaginava tirar vantagem política em 2014, fosse para retomar o cargo de Presidente caso Dilma não houvesse sido eleita, ou para que ela se reelegesse neste ano. Caro Dan Stulbach, não posso concordar, mesmo respeitando, com seu comentário final onde você diz que irá torcer para o Brasil ser campeão e explico o porquê: – Como já disse, não posso ter orgulho de ser brasileiro hexacampeão no Brasil, a custa da dor de milhares de brasileiros que ficam sem assistência médica dígna,”PADRÃO FIFA”, que morrem nas filas de atendimentos de hospitais. Hospitais com péssima estrutura, onde nem linha de sutura há disponível, que doentes se amontoam em corredores, muitas vezes dividindo uma maca estreita com outro paciente, isto quando há macas, pois estamos cansado de ver em noticiários mostrando os pacientes deitados no chão em colchões junto até com baratas e o Governo Federal fazendo alarde em propagandas espetaculosas de como nossa saúde pública melhorou, isto devia ser punido com cadeia. A vinda dos médicos cubanos ao Brasil é uma vergonha mundial. Mandamos para Cuba (Família Castro) R$ 10.000,00 por médico, e os médicos recebem pouco mais que R$ 1.000,00, porque o Governo Federal investiu US 800.000,00 em um único porto em Cuba, quando nossos portos estão um caos? Por tudo isto e muitas outras atitudes irresponsáveis como a Refinaria de Pasadena, infelizmente, não irei torcer para que sejamos hexacampeões, pois caso isto aconteça, Dilma estará reeleita, sem sombra de dúvidas e o discurso será um só: “Troucemos a Copa para o Brasil e fomos campeões”. Usando a máquina administrativa federal a seu favor com propagandas enganosas, ela será imbatível. Lula subirá nos palanques discursando como só ele sabe fazer, e como faz bem, tenho de reconhecer, a vitória do Brasil na Copa será o maior trunfo que este governo incompetente terá. Tenho 55 anos, lembro-me da Copa de 70, de como o governo militar usou a seu favor a vitória do Brasil na Copa. Isso irá se repetir com o governo da Dilma. Finalizando, para não tornar muito longo e cansativo a leitura, acho que se o Brasil não for campeão desta Copa, talvez o povo brasileiro acorde (os outros 50%) e veja a realidade em que vivemos. Gastamos bilhões que poderiam estar mudando para melhor nossas vidas e de nosso filhos e netos que virão. Teria, sim, ORGULHO EM SER BRASILEIRO SE FÔSSEMOS, APENAS UMA ÚNICA VEZ, CAMPEÃO EM SAÚDE E EDUCAÇÃO, quando se comparasse com o resto do mundo, resultado bem contrário ao que nos encontramos hoje. Para encerrar, gostaria de sugerir que fosse feita uma reportagem investigativa, durante a realização da Copa de 2014, de quantas pessoas perderam suas vidas nas filas de atendimento em hospitais públicos, sem condições de atendimento, enquanto os estádios luxuosos, bem estruturados e lotados enchem os bolsos de poucos empresários e da FIFA. Abraço a todos do programa e parabéns por todos os programas até então realizados. Sou fã de vocês!
    Sérgio Couto Carvalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s