O Carnaval dos aposentados

 

Por Carlos Magno Gibrail

 

 

Parte dos 30 milhões do total de aposentados do INSS deverá pensar em carnaval somente a partir de amanhã. Simplesmente porque recebem acima do salário mínimo nos primeiros dias do mês, e o INSS somente os pagará amanhã, sexto dia do mês. O contingente de aposentados que recebem no dia primeiro, por exemplo, está acostumado a ter seu crédito no sábado quando é o primeiro dia do mês, mas desta vez irá receber somente na quinta-feira, dia seis.

 

É verdade que esta é uma pequena indeferência, diante das acentuadas diferenças dentro do sistema de aposentadoria brasileiro. A começar pelo déficit de quase 60 bilhões para um milhão de aposentados do funcionalismo, enquanto o déficit para cobrir os 30 milhões de aposentados e pensionistas do INSS não chega a 50 bilhões. E essas discrepâncias não ficam nisso conforme elencou Ruy Altefender, presidente da APLJ Academia Paulista de Letras Jurídicas, em artigo na FOLHA de quinta-feira. Por exemplo, a média de ganho mensal entre os setores privado e público:

É bem verdade que estes “gaps” têm uma tendência a diminuir em função da EC14 de 2003, que acabou com a paridade entre servidores ativos e inativos, e da limitação de benefícios a partir de 2012, quando se estabeleceu que o optante pagasse mais pelo que quiser a mais. Entretanto, ainda há distorção na atualização monetária, pois o RGPS Regime Geral da Previdência Social aplicado à CLT tem apresentado índices de reajuste abaixo da inflação. Distorção esta que piora em muito aos que recebem acima do salário mínimo, pois além de abaixo da inflação, o reajuste a que fazem jus é inferior aos demais.

 

Aposentado, idoso e com valor acima do mínimo tem mesmo é que questionar e protestar. Na realidade a longevidade está cobrando um preço alto, pois as vagas especiais nos estacionamentos, as meias entradas, e as filas exclusivas nem de longe compensam planos de saúde sobretaxados e a atenção da família que muitas vezes vai diminuindo.

 

Carlos Magno Gibrail é mestre em Administração, Organização e Recursos Humanos. Escreve no Blog do Milton Jung, às quartas-feiras.

3 comentários sobre “O Carnaval dos aposentados

  1. Prezado Carlos Magno

    O ministério do trabalho obriga as empresas a pagarem o salario no quinto dia útil que conta o sábado, se não há multa , para recolhimento do INSS empresa ou empregado é o ultimo dia do mês, se não há o pagamento da multa. Hoje liguei no 135 da Previdência questionei o porque do atraso, recebo no primeiro dia útil, não souberam me dizer , fui transferido para a ouvidoria , e não souberam me dizer até que caiu a linha. Como o Mantega esta habituado a fazer magicas contábeis para fechar a conta estou achando que este mês de fevereiro aconteceu a mesma coisa para quem recebe no primeiro e segundo dia do mês a previdência devia mandar o recurso para os bancos com pelo menos 3 dias antes , e isso não aconteceu para o governo fechar a conta. Em julho de 2013 fez 50 anos que contribuo para a previdência embora tenha aposentado em 2001 continuei a trabalhar, o grande furo esta nos servidores públicos e nas aposentadorias que o governo federal (PT) vem concedendo para comprar votos, dona de casa que nunca contribuiu mas atingiu a idade tem direito e assim em diante além das bolsas chamadas sociais, pois até as prostitutas passarão a receber mais que os aposentados , R$ 2.000,00 para se cuidar isso é o Brasil, doações de dinheiro para Cuba, Venezuela, Paraguai, Guiné, Paraguai, Bolívia e para os aposentados que morram logo para não tirar dinheiro que o governo federal vai fazer sua politica externa, 51% dos eleitores da Dilma recebe bolsa social e quem trabalhou de fato como o signatário dessa tem que pedir para os jornalistas nos representar não temos voz

  2. João Batista Barbosa, é efetivamente uma situação constrangedora para o aposentado que recebe há anos no dia primeiro e já acostumado aos créditos no sábado, se defrontar com a falta de dinheiro no período de cinco dias de carnaval.
    A sua hipótese é bem interessante.
    Os aposentados pela CLT e que recebem mais de um salário mínimo terão uma punição de longevidade. Quanto mais viverem terão diminuido o poder de compra da sua aposentadoria.
    Precisamos mudar, se não será cada vez mais difícil viver mais.

  3. Minha primeira dúvida é, se todos são iguais perante a lei, conforme nossa constituição, e se todos aposentados, seja por tempo de serviço, por idade, etc (são iguais). Porque alguns recebem índices diferentes (maior) e vários dias antes que outros?
    Se ainda assim existir uma lei para tal. A carta magna não prevalece sobre outras leis? Mudaram a constituição?
    Porque quem recebe mais que um salário mínimo tem que ser punido com data posterior, índice menor se contribuimos com valores maiores e cumprimos rigorosamente o que determinava a lei ( com teto máximo) durante todo o tempo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s