Conte Sua História de SP: era a coisa certa a fazer? quem saberia?

 

Por Elaine Viana
ouvinte da rádio CBN

 

 

Chegando em São Paulo.

 

Querida São Paulo, quero te contar tudo o que aconteceu comigo, dos meus sonhos, dos meus medos, das minhas conquistas e das minhas incertezas.

 

Quando deixei para trás todos aqueles que eu amo, no verão de 1999, na cidade de Araruna, na Paraíba, eu carregava na mala uma vida de saudades e lamentações de amores distantes. Ficavam na porta da minha casa meu pai, minha mãe e meus irmãos aos prantos. E eu, ao olhá-los pela janela do ônibus, sentia o meu coração partir-se em mil pedaços. E me perguntava se era a coisa certa a fazer?

 

Quem saberia?

 

Uma garota de dezenove anos, com o rosto lavado de lágrimas; no coração, além das incertezas, também havia esperança de uma vida melhor, com mais portas abertas. Quando eu olhava ao meu redor, eu via os que também estavam chorando por partir, então eu não era a única a despedir-me de minha família.

 

Com mais de 2.700 quilômetros rodados, finalmente a rodoviária do terminal Tietê. Sonho realizado! Será? Não! A minha vida estava apenas começando… Carros, prédios buzinas. Minha nossa! O que é isto? Tanta gente, tantas malas, quantas bagagens… Tanta confusão na minha cabeça, entretanto, eu estava amando tudo isso.

 

O tempo passou… Quantas coisas eu vivi. Tantos sentimentos bons e ruins eu tive. O quanto eu aprendi aqui em São Paulo.

 

Do primeiro cinema ao primeiro shopping, quantas descobertas… Quantas artes, músicas, teatros… Uma cidade rica em informações, até quem não quer aprender, acaba aprendendo…

 

Cidade mãe, a cada brisa que toca em meu rosto, eu ainda sinto as boas vidas e a boa sorte que São Paulo trouxe-me quando pisei nesse solo.

 

Hoje, quando vejo pela janela do meu quarto, no último andar do prédio, a noite iluminada pelas inúmeras luzes de São Paulo, posso sentir as lembranças batendo em meu rosto, como se fossem asas de anjos sobrevoando a minha vida. Quando olho nos olhos do meu filho relembro tudo o que eu passei, como cheguei até aqui, como consegui ficar aqui, nesta cidade onde tudo é abundante, onde eu decidi fazer a minha vida, onde eu aprendi a amar como se fosse minha.

 

São Paulo deu-me todas as oportunidades que uma garota paraibana, de 19 anos, sonhava em ter. Aqui fiz minha família, aqui encontrei o meu amado marido, aqui virei professora, aqui tive o meu querido filho. Aqui eu tenho o que eu preciso.

 

Mergulhada nas minhas lembranças, eu sinto a mão de São Paulo tocar em meu rosto e me dizer: “filha, você venceu os obstáculos, agarrou as oportunidades e aprendeu direitinho tudo o que eu te ensinei”. É assim que vejo esta cidade, como uma mãe abençoada por Deus. Porque é assim que os filhos fazem, quando necessitam correm para os braços da mãe.

 

Sou grata por tudo que aprendi e vivi… Sou grata pelo meu eterno amor e meu eterno amado filho.

 

Sou grata pelo que ainda vou aprender e sou grata por toda a saudade que tenho dos meus pais. Eu tenho certeza que é essa vida, que os meus pais sonhavam que eu tivesse.

 

PS: Nunca deixei de visitar meus pais. Todos os anos passamos nossas férias com eles. É claro que também amo a minha cidade natal e melhor do que estar lá, é estar com os presentes que São Paulo me deu. Meu amor e meu filho (Paulo e Júnior). Acho que tudo isso tinha mesmo que acontecer: haja Paulo na minha vida. Pai Paulo, marido Paulo, filho Paulo e cidade que moro e amo São Paulo.

 

Boa noite São Paulo. Dorme com Deus. É assim que eu me sino nesta cidade, nas mãos de Deus.

 

Atenciosamente

 

Elaine Viana

7 comentários sobre “Conte Sua História de SP: era a coisa certa a fazer? quem saberia?

  1. “Aqui eu tenho o que eu preciso.”
    Com muito orgulho, posso dizer o mesmo que você em relação à nossa São Paulo, prezada Elaine Viana.
    Nossas histórias têm grandes afinidades e com certeza muitas outras também as possuem.
    Texto muito bem elaborado, claro e conciso. PARABÉNS!
    Poeta Alceu Sebastião Costa.
    Cambuci/ Capital – SP

  2. Gostei muito do texto poético e interessante em todos os sentidos. Percebi que a tua vida,como a da moça corajosa,foram mesmo,como achaste,muito parecidas. Vocês conseguiram vencer em uma terra que premia os valentes.

  3. Eu realmente tenho muito o que agradecer… Obrigada a vocês também que gostaram da minha história, já compartilhei e muita gente se identificou. Obrigada Milton e Sebastião pelas lindas palavras.

  4. Pingback: Conte Sua História de SP: era a coisas certa a fazer? quem saberia? – vianaelaine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s