Carlos Magno, um homem à frente do seu tempo

Por André Gibrail

As pessoas que estão à frente do seu tempo, em geral, ficam famosas pelos seus feitos, resultados ou simplesmente, por acertarem muito antecipadamente algum movimento da evolução humana. Outras com essa mesma capacidade, porém, podem não se tornar famosas, mas a sua valia permanece nos mais altos níveis de contribuição e admiração. E aqui relato uma dessas pessoas:

Ele, bacharel em dose tripla (administração, ciências contábeis & atuariais e economia) e um mestrado, tinha uma capacidade intelectual e de análise crítica tão acima da média, que por vezes, levantava dúvidas e desconfiança do resto dos mortais. Lia compulsivamente artigos, revistas, blogs, periódicos e livros de assuntos absolutamente diversos — de economia e política à consumo, moda e gastronomia. Tendências de tecnologia e suas implicações sócio-culturais eram uma de suas favoritas.

Com sua visão diferenciada, ainda na década de 70 e no começo de 80, prevendo a instauração de mercados comuns, fez um plano de negócios para montar uma empresa no Paraguai, tendo a certeza do advento do Mercosul, que viria longínquos 20 anos depois. 

Nessa época ainda à frente de três confecções de moda infanto-juvenil (Pataca, Caramelo e Nautik), lançou muitas inovações como jaqueta que virava mochila, camiseta com logomarca com líquido colorido que movia-se como ondas no mar, jaqueta infantil com leds coloridos que piscavam — isso tudo há 40 anos! Apostou em uma modelo infantil que iniciava sua carreira na Caramelo e que depois seria conhecida nacionalmente, Angélica.

Ainda na década de 80, prevendo a tendência dos consumidores de migrarem sua preferência de lojas de rua para os shopping centers, liderou a criação de toda a rede de varejo da Cori, a principal marca de roupa feminina AA da época. E foi um sucesso absoluto! 


Na década de 90, com o varejo da Cori a todo vapor, repetia incansavelmente que “ter caixa em loja era miopia”. Dizia que a consumidora deveria ser atendida pela mesma pessoa do começo ao fim, pois ser direcionada ao caixa para pagar a conta (com outro funcionário que não teve nenhum contato com ela na compra), quebraria todo o relacionamento. Ele já falava de experiência e jornada do cliente nessa época! Dez anos depois, Steve Jobs inaugurou a primeira loja da Apple, aplicando os conceitos que tanto ouvi em casa: nenhuma loja da Apple tem caixa. O vendedor é responsável por toda a sua jornada na loja.

Novamente sua visão crítica acertou mais uma vez ao conhecer e dar apoio a uma apresentadora de TV que iniciava um programa ainda pouco assistido na TV Record, Ana Maria Braga.

Com o advento da Internet, foi o primeiro a prever por aqui o boom de consumo de moda no comércio eletrônico. Na época, ouvia de praticamente todas as pessoas de que o consumidor jamais compraria roupa ou acessórios via Internet. Mas ele, com toda sua persistência, criou o primeiro site de moda do Brasil (quiçá de toda a América Latina) o Modasite. Falava que, além das pessoas, sim, consumirem roupa na internet, iriam preferir um site completo, multimarca. Faria todo sentido prover um marketplace ao consumidor. Infelizmente, não estávamos preparados na época. Somente 20 anos depois o mundo provou que ele estava certo. 

E as histórias de sua genialidade continuaram, afinal, depois de mais de 30 anos de Cori, mesmo beirando seus 70 anos, tornou-se um dos consultores mais especializados em varejo e relacionamento com shopping centers ajudando tanto empresas quanto shoppings a se reinventarem; participou de três startups  — a última ano passado com seus 77 anos —, e agora em Dezembro dizia que estava animado com algumas perspectivas para o começo de 2021 … novos horizontes iriam se abrir. 

Além de tudo isso, arrumava tempo para uma das atividades que mais lhe dava prazer e orgulho: escrever um artigo semanal para o blog do Mílton Jung. E eram artigos sensacionais!!!

Sendo uma pessoa tão animada, tão cheia de energia de vida e com uma cabeça tão privilegiada como a dele, para pará-lo só parando o seu cérebro. Carlos Magno Correa Gibrail, teve um AVC e morreu em 1º de Janeiro de 2021. Pai de quatro filhos e avô de seis netos, são paulino convicto, tenista e apaixonado também por futebol, leitura e atividades sociais, paratiense de nascença com muito orgulho, nos deixa um legado inacreditável. 

Obrigado Carlos Magno!

Eu te amo. 
Seu admirador e filho,

André

7 comentários sobre “Carlos Magno, um homem à frente do seu tempo

  1. Vou sentir saudades. Vou sentir falta dos seus artigos. Parceiro unico na nossa luta para defender as cidades. Sempre atento a todos os fatos, logo que saia uma informação de perigo contra São Paulo ele me ligava e perguntava detalhes inclusive tecnicos e descrevia com opinião forte e absolutamente fiel ao que eu tinha relatado.
    Quem vai me ajudar agora…. quem vai dar o tom do grito de socorro para a qualidade de vida e a questão urbana em São Paulo? Muita luz na sua nova estrada ….

  2. Foi seguindo este Blog que conheci Carlos Magno e seus belos artigos que falavam diretamente com as ideias que eu comungava.
    E passei a aguardar ansiosamente os seus artigos. Algumas vezes comentei e fui prontamente respondida por ele com colocações mais brilhantes ainda. Um bálsamo pela inteligência dos seus artigos e pela gentileza do seu autor.
    Me tornei sua admiradora. E pelo lindo texto do André, que se mostrou brilhante como o pai, fiquei triste pela sua partida mas convicta que na sua jornada foi uma pessoa incrível, visionária e que com certeza deixa um exemplo para todos nós e em especial para a sua família. Aonde estiver receba minhas orações e a família receba meu desejo de que a tristeza seja substituída pelas lindas lembranças e pela saudade.
    Obrigada Carlos Magno siga em PAZ! Linda Missão cumprida!

  3. Grande Carlos. Grande Carlos.
    Meu coração dói e fica difícil expressar a Admiração, Carinho e Respeito por este grande AMIGO. O conheço desde meados de 2006, quando foi Diretor de Expansão da Barbara Strauss e, fez com que esta Marca(de uma amiga) se destacasse nacional e internacionalmente.

    Retomamos o contato no final de 2019 e, estávamos juntos em grandes desafios de implantar Sustentabilidade nas empresas e negocios. Tivemos agendas empresáriais e de negócios durante todo o ano, participamos do GEPG/Grupo Excelência Pacto Global da ONU, IBMODA, enfim, estávamos com grandes expectativas pra 2021.

    Construiu muito Legados! Estendeu as mãos a muitos que se achegavam a ele! Um Guerreiro! Um Homem de Valor! Um Grande Amigo!

    Aos Familiares, sintam-se abraços por mim e confortados pelo SENHOR!

    Meu muito OBRIGADA e, descanse na paz do SENHOR.

    • Grande amigo, inteligência ímpar, aprendi muito com ele em nossas viagens para prospecção de novos negócios. Perda irreparável. Sinto muita falta dele me ligando praticamente todos os dia, com sua energia contagiante e sempre muito positivo em seus pensamentos.

  4. Pingback: A morte do amigo Carlos | Mílton Jung

  5. Não sei nem como expressar meus sentimentos pelo amigo e mentor no início de minha carreira no varejo.
    Um dos homens mais inteligentes e admiráveis que tive o prazer de conviver durante 8 anos na Cori.

Deixe uma resposta para Eliana Lucania De Almeida Alves Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s