Canto da Cátia: Tem filas e filas

As filas

A dos centenas de corinthianos na porta do Pacaembu se estendeu por toda madrugada, mas não havia ingresso suficiente para a quantidade de interessados. O fechamento das bilheterias obrigou a polícia a fazer sua fila e garantir o patrimônio público. Alheia a desoganização do futebol, meninos e meninas de escola, enfileiradas, seguiam em direção ao Museu que guarda das boas coisas que o esporte ainda nos oferece.

O olhar sobre todas as filas foi da Cátia Toffoletto que registrou a dificuldade do torcedor que defende seu direito em assistir ao espetáculo, da polícia em garantir a ordem pública e dos alunos em aprender.

9 comentários sobre “Canto da Cátia: Tem filas e filas

  1. O pior é que todo mundo sabe onde está o problema, que se repete na venda de ingressos de grandes finais….Vc tem razão Carlos Magno: esses dirigentes são “perna-de-pau.” Peroba neles, como diria o outro….

  2. Ai Sra Catia
    Só acontece isso nos jogos do curintia!
    Vê se nos jogos “de elite” acontece isso
    Vide SPFC.
    Falando sério:
    Por estas e por outras razões desisti de ver jogos ao vovo e a cores no campo
    ô loco meu!
    De caos, minha cara amiga, já basta o que vivemos em São Paulo.
    Tô fora!
    Fico na TV meixxmo, “de gratis”, esticadão ehehehe.
    Porém desejo boa sorte e dá-lhe curtibanos!

  3. Paixão tem limite. Tolice não.
    Passar a noite em filas e deixar suas famílias em casa para comprar ingressos, lamentável. Seja torcedor de qual time for.

    Torcedores masoquistas que só podem viver no vácuo.
    Não é possível que não enxerguem que as coisas só mudaríam se um dia todos se mobilizassem e boicotassem uma final de campeonato.

    Seus dirigentes de futebol em sua grande maioria, são imcompetentes para andar, imaginem para dirigir um campeonato.

    Também sou apaixonado por futebol, más não consigo ser tolo de enfrentar uma fila enorme de cartas marcadas para no final da partida eu sair perdendo.

    Pensem nisso se forem capazes.

  4. Gosto muito de esportes em geral e sou São Paulino nato.
    Porém ao meu ver, fanatismo na minha opinião é fuga e doença.
    Tudo tem limites.
    Mas temos o outro lado da historia.
    O futebol ainda é o esporte que mais proporciona satisfação e alegria a maioria da população.
    Talvez, quem sabe, se houvessem outras alternativas de lazer e abstração poderia ser diferente.

  5. Cláudio, Armando, vcs tem toda razão……Conversando com alguns torcedores, percebi que a paixão pelo time não tem limites….Alguns levaram crianças de colo e os avós para entrar numa fila especial pra comprar ingressos, outros trocaram a folga do feriado de 6a, pela 4a. ( dia da venda de ingressos no Pacaembú), fora aqueles que dormiram na fila….. Sou uma apaixonada pelo futebol.A-DO-RO meu Corínthians, vou aos jogos quando é possível, sem estresse…..E se perder domingo, estarei trabalhando, aguentando gozações, pq isso é que é o gostoso do futebol: o prazer de torcer…… VAI CORÍNTHIANS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s