Promotor quer impedir fechamento de rua

 

Rua interditada por moradores 1A lei aprovada pelos vereadores de São Paulo que permite o fechamento de ruas, em determinadas condições, com barreiras móveis, restringindo o acesso de carros, será contestada na Justiça pelo promotor José Carlos de Freitas. O projeto de autoria do presidente da Câmara, Antonio Carlos Rodrigues (PR), reuniu textos de leis já existentes na cidade, mas que causavam uma série de questionamentos jurídicos. Parece que a situação não vai mudar, pois o promotor que atua na área de habitação e urbanismo disse que não é possível impedir o acesso das pessoas a áreas públicas.

Durante entrevista ao CBN SP, José Carlos de Freitas comentou que mesmo a regra que permite intervenções urbanísticas para reduzir o uso de vias locais por automóveis é questionável, pois ao exigir que os moradores financiem as mudanças somente beneficiará os bairros nobres da capital.

Ouça a entrevista com o promotor José Carlos de Freitas

3 comentários sobre “Promotor quer impedir fechamento de rua

  1. Que isso ! o vereador Antonio da luz já não acha muito mapear a cidade com aquelas lãmpadas ridiculas que fere a lei cidade limpa,agora vem querer fechar as ruas para encurralar o povo em suas próprias casas para obrigar a darem seus votos agora na próxima eleição.
    Seria muito bom que o povo desse a resposta a altura para esses vereadores que votaram afavor deste PL que só trazem beneficio aos donos dos currais.

  2. Eu concordo e aprovo a nova lei. Prefiro garantir meu direito a segurança do que o direito de ir e vir dos meliantes que diariamente atacam e agridem famílias inteiras.
    Será que o Promotor Jose Carlo de Freitas já foi assaltado dentro de sua prória casa para saber do que estamos falando?

  3. A população da cidade e do estado São Paulo não sabe mais o que fazer e como proceder para ter segurança publica, saneamento, qualidade de vida, gerenciamento, saude, ensino, etc.
    Então o jeito é se garantir como pode, com os seus proprios recursos, vide segurança particular, planos privados de saude, ensino particular, etc.
    Isso obviamente só para quem pode, os mais abastados paulistas e paulistanos $$$$
    Porquê para o povão, esse para politicos, só passam a existir em vésperas de eleições.
    Promessas, e mais promessas.
    Depois de eleitos simplesmente somem, desaparecem.
    E fica como sempre foi.
    Eis uma polêmica.
    Por outro lado, politicos sempre são e serão protegidos.
    O resto nada mais que resto
    Ou seja
    A população

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s